31/03/2013

Fechando o Mês!




   Olá leitores!

   Hoje é dia de mais um Fechando o Mês! e também um dia muito especial. Quero desejar Feliz Páscoa a todos vocês, se joguem nos chocolates (mas, com moderação!) no almoço com a família e no finalzinho da tarde aproveitem o prazer da leitura, é o que vou fazer! :)
   Tivemos um mesmo de Março bem proveitoso já que estava de férias e pude ler mais, também quebrei minha promessa de não comprar. A boa notícia é que não comprei como uma desesperada como antes, estou me controlando um pouco mais depois de ter ido às compras esse mês. =D
   Vamos lá ao Fechando o Mês de Março!


  •  Lidos nos mês:

 1. Esperando por Você.
 2. Cores de Outono.
 3. Proteja-me.
 4. Uma questão de Confiança.
 5. Outono de Sonhos.
 6. A Última Nota.
 7. Pobre Não Tem Sorte.
 8. Pobre Não Tem Sorte 2.


  •  Lendo Agora:

   Minha leitura do momento é Contos de uma Fada, e até agora estou gostando. É o primeiro livro com o tema Fadas que leio, e ainda estou conhecendo os elementos desse estilo. Nesse livro temos os elfos, as diferentes castas de fadas e todo um ambiente mágico que vamos descobrindo junto com a Michelle. Estou quase na página 100, então vamos vê o que acontece daqui para frente. Aguardem resenha!


  • Resenhas do mês: 


 Sua Alteza Real

 Por um Momento Apenas

 Cores de Outono

 Uma questão de Confiança

 Pobre Não Tem Sorte


  •  Comprei em Março: 

  Comprei Outono de Sonhos, A Última Nota e na semana passada aproveitei a promoção da Saraiva e comprei Como quase namorei Robert Pattinson e Procura-se um Marido, eu estava louca por esse livros sabe quando nós queremos tanto ler um livro que não conseguimos mais pensar em nada, só em comprá-los? Pois é, eu PRECISO ler eles! :)


  • Desejando Comprar no momento:

  Nem me pergunte que a lista é grande! Fica até difícil escolher, e as resenhas que li nos blogs amigos só me deixaram com mais vontade de comprar, a minha lista de desejados está quilométrica. 
 Os mais desejados são:
 * Alma?
 *A probabilidade estatística do Amor à primeira vista.
 *A Filha da Feiticeira


  •  Pretendo ler em Abril: 

 Perseguição Digital

 Procura-se um Marido
 As Violetas de Março
 O Livro do Amanhã
 A Linhagem.

 E assim foi o mês de Março, acho que em Abril o meu tempo vai ficar um pouco curto porque tenho o último estágio obrigatório do curso, três disciplinas que faltam concluir e a monografia, mas prometo não deixar o blog parado mesmo porque eu adoro postar no Fascinada por Histórias. :)

  Beijos, e até breve!

                              


28/03/2013

Na Minha Estante: Especial Literatura Nacional!




      Olá galera!
   Estamos já em clima de feriado prolongado, e vocês já escolheram as leituras de Páscoa? Eu vou aproveitar para ler bastante porque o Ovo de Páscoa eu já comi faz tempo! hehehe
   Tenho uma declaração para fazer a vocês. É isso mesmo que estão imaginando... Quebrei a promessa de não comprar livros! Eu não consegui resistir às promoções e o desejo por alguns livros que queria ler faz tempo.
    Fiz minha primeira compra no site da Estante Virtual, depois segui para o site da Adriana Brazil e comprei Outono de Sonhos por causa de tantos elogios que vi sobre ele precisava ler logo, e finalmente fiz uma visitinha no site da Saraiva que está com uma promoção de frete grátis, e comprei dois livros que estou louca para ler, mas como ainda não chegaram só mostrarei para vocês no próximo Na Minha Estante
   Decidi que vou me liberar da promessa de não comprar livros, visto que não consigo resistir, mas prometo não ceder a compulsão de comprar muitos de uma só vez como fazia antes. Meu novo limite é de 2 por vez e com intervalos mais longos entre as compras, vamos ver se dá certo porque eu tenho um problema sério de querer comprar todos os livros que vejo pela frente! rsrsrsrs
   Então vamos ao Na Minha Estante especial Literatura Nacional, pois todos os livros que vou mostrar hoje para vocês são nacionais, estou mega feliz de ver os nacionais ocupando um espaço maior na minha estante. *.*

    
    

  •   Pobre Não Tem Sorte e Pobre Não Tem Sorte 2 - Alguma coisa acontece no meu coração. (Leila Rego)

  
   Eu recebi os dois livros da parceria com a Leila Rego, gente eu achei a capa desses livros tão fofinha! E tem tudo a ver com a história. Já li os dois e a resenha do primeiro já saiu, acho que semana que vem posto a resenha do livro 2. :)


  •      Contos de uma Fada - A nascente das Montanhas. (Letícia Black)



Esse livro eu também recebi de parceria com a autora Letícia Black, já estou lendo e achando a história bem legal. Estou bem impressionada com o nível de escrita da Letícia, se vocês notaram  no post de apresentação ela é bem novinha, mas a escrita dela é muito madura. Vou deixar para falar mais na resenha. :)

  •      Perseguição Digital. ( Loraine Pivatto)


Recebi os dois de parceria com a Loraine e será a minha próxima leitura. Notaram que são dois? Podem comemorar que um é de vocês! Farei uma promoção para presentear um de vocês em breve. :)






  • A Última Nota. (Lu Piras e Felipe Colbert) e Outono de Sonhos (Adriana Brazil).


Esse são dois livros que deseja ler a muito tempo, depois de ler também  muitas resenhas sobre eles eu não poderia mais esperar para lê-los. Outono de Sonhos eu comprei direto com a autora e veio com dedicatória muito linda. A Última Nota foi minha compra na Estante Virtual eu queria mesmo ter comprado com um dos autores, mas não consegui e nos outros sites estava muito caro, então decidi comprar na Estante Virtual que estava com o melhor preço. =D


Essas foram as minhas mais recentes aquisições; aguardem as resenhas para conhecer mais dos livros e também as promoções. Estou pensando em voltar com o Comentarista Premiado e como recebi marcadores muito legais e autografados vou fazer sorteio também. Por hora é isso! :)


Beijos, e até logo!


    








27/03/2013

Pobre Não Tem Sorte.

   
    Sabe quando você gosta tanto de uma personagem que deseja ser amiga dela? O que me conquistou na personagem foi seu carisma natural, impossível não se render as gargalhadas com as divagações de Mariana. Mas, conhecendo a Mari como passei a conhecer haveria um pequeno probleminha nessa amizade... Ok está mais para um problemão!
    Acho que a Mariana Louveira não me aceitaria como membro do seu clube da luluzinha. Eu não sei montar looks, não faço a mínima ideia do que seja um Prada Butterfly e nunca saberia identificar essa tal de Louis Vuitton, como diz a própria Mariana não entendo bulhufas de jens Diesel, Valentino, Chris Barros ou Walter Rodrigues; confesso que nunca ouvi falar desses seres na vida!
    E não contem para ela, mas costumo visitar vez por outra essas lojas de R$ 1,99. Isso acabaria com minhas já inexistentes chances. hehehe
    Vocês já perceberam que a nossa protagonista não é bem um exemplo de humildade e simplicidade; nem mencione a palavra simples perto da Mari certamente ela consideraria como um insulto.
   Mariana Louveira tem 26 anos, mora em Presidente Prudente interior de São Paulo. Ela é descolada, entende tudo sobre moda, se acha sofisticada e cheia de estilo, mas há um pequeno detalhe que deixa a moça totalmente inconformada; sua condição social. 
   Ela detesta ser pobre e faz de tudo para esconder de suas "amigas" socialites a realidade de sua vida. 
   Mariana acredita que nasceu para viver como uma pessoa da alta sociedade, frequentar lugares refinados, morar em uma casa linda e espaçosa e no bairro mais chique da cidade. 
    Então ela vê em Eduardo Garcia, seu namorado a forma mais rápida de conseguir a vida que tanto deseja. Edu é um médico que nasceu em uma família rica, mora em uma linda casa, mas é um homem simples e não gosta nenhum pouco do círculo social esnobe que sua família frequenta. 
   Depois de 7 anos de namoro Edu finalmente a pedi em casamento, e o grande sonho de Mari está a um passo de torna-se realidade. No entanto, há poucas horas de escutar o sim mais esperado de sua vida, idealizar e planejar o casamento perfeito o destino resolve lhe pregar uma peça que ela não acha a menor graça.

 Sei que essa fase atual é passageira. Em breve, vou mudar desse bairro "uó do borogodó" para o apartamento dos meus sonhos com Edu. É questão de meses para corrigir a falha que o Sr. Destino-cabeça-de-vento cometeu quando nasci..."      pág. 28

   Não é à toa que os Chick lits fazem tanto sucesso entre as leitoras, não há leitura mais divertida prazerosa que um bom chick lit. E depois de ler Pobre Não Tem Sorte posso afirmar que foi um dos melhores que já li. A história é engraçadíssima e tão divertida que faz com que a leitura seja leve e descontraída. 
  Mariana é uma personagem que a principio pode causar certa rejeição devido a sua futilidade, ambição, vergonha e inconformismo com sua condição. Mas, o seu senso de humor e as confusões em que se mete conquistam rapidamente o leitor. 
   Apesar de todos os seus ataques de grandeza e de demonstrar ter vergonha do jeito simples de sua família, ela deixa escapar comentários que nos mostram e nos convencem do amor que sente por eles. Então percebemos que Mari não é completamente fútil, ela ainda conserva bons valores de sua origem humilde, mesmo tentando não deixá-los em evidência. 
   O livro é narrado em primeira pessoa e repleto de tiradas engraçadas e expressões populares que deixam a leitura rápida e muito dinâmica. A linguagem da Leila é leve e flui tão bem que nem percebemos as páginas passando, quando nos damos conta estamos chegando do final. 
   As frases que iniciam os capítulos foi um ponto que achei muito criativo no livro, elas são todas relacionadas com os acontecimentos de cada capítulo sem entregar muito da história. A diagramação é simples, mas tem um toque bem feminino e delicado como podemos perceber desde a capa que é bem fofinha. 
   É bem difícil escolher uma passagem favorita desse livro, mas eu quase me engasguei de tanto rir quando a Cidinha faxineira da casa da Mari deu às caras na história, eu literalmente rolei de rir. ;)
   Pobre Não Tem Sorte não é apenas um livro despretensioso e divertido de ler, sua história trás também questões importantes para ser refletidas. Será que vale a pena mesmo renegar a família, esquecer valores morais e dar pouca importância ao amor em troca de status, bens materiais e posição social? Depois de uma bela lição de vida e moral, acompanharemos Mariana em busca de suas respostas em Pobre Não Tem Sorte 2- Alguma coisa acontece no meu coração. 
    Leitura mais que recomendada para quem adora um Chick lit!  

               
     

   
   

25/03/2013

Novas Parcerias: Letícia Black, Camila Dornas e Gabrielle Venâncio.



  Olá leitores!

 Hoje nós vamos conhecer mais três autoras que firmaram parceria com o Fascinada por Histórias. É muito gratificante para mim saber que o blog está sendo bem acolhido pelas queridas autoras nacionais, e é um prazer poder compartilhar com vocês leitores um pouco mais do trabalho delas. 

  Vamos lá conhecê-las melhor?

                                    Letícia Black 
Site| Twitter| Facebook|Skoob
  Letícia Black, também conhecida como Leka Judd ou máquina de escrever. Isso é com vocês. Começou a escrever fanfics nos tempos longínquos de Harry Potter há aproximadamente 10 anos atrás. Hoje, tem 22 anos, são mais de 50 fanfics interativas, cerca de 70 se juntar com outras publicadas quando era mais novinha.
É natural do Rio de Janeiro, onde mora, trabalha e estuda no lugar mais quente do mundo, conhecido como Bangu.
Publicou Garota de Domingo como livro uns anos atrás, 100 cópias que esgotaram. Agora estou de contrato assinado com a Novo Século para lançar  um novo livro, inédito. Autora de Contos de uma Fada - A Nascente das Montanhas. 

 O Livro: 


Contos de uma Fada - A nascente das  montanhas.

Páginas: 320
Sinopse: UM JULGAMENTO AGUARDA POR MICHELLE. SEU CRIME? NASCER. Michelle está prestes a ter sua vida virada de cabeça para baixo. Ela passa de uma simples garota carioca que gasta seu tempo livre com o namorado, Guilherme, para uma princesa de Lammertia, a terra das fadas. 
 Descobrindo ser fruto da junção perigosa de elfos e fadas e que não deveria ter sobrevivido aos primeiros segundos de vida, Michelle parte para a Nascente das Montanhas com a ajuda de seus novos e mágicos cúmplices. Ela tem de convencer a todos do reino que pode continuar viva; e isso não será nada fácil. Tudo o que a nova princesa deseja é voltar para casa e para seu namorado. Mas antes terá de mudar o mundo das fadas para sempre. Será que ela vai conseguir? 

         
                                            
  Camila Dornas
Blog|Facebook|Skoob





   Mora em Brasília. Eterna amante dos Beatles e de boa música. Leitora fanática desde o momento em que entrou no mundo mágico que é uma biblioteca. Escritora por paixão. Ainda acredita no amor verdadeiro, do tipo que faz tudo valer a pena. Super hiperativa, compradora de livros compulsiva. Acha que na outra vida foi uma guerreira poderosa que dava a maior surra nos caras ruins haha. Treme de terror a vista de uma barata. É um pouquinho de tudo, apaixona-se por tudo que é intenso, odeia coisas mornas, se é pra ser, que seja 100 por cento. E não confia em pessoas que não comam chocolate ou resistam ao charme de um cachorro. Autora do livro ´´ A linhagem``.      

 O Livro: 



 A Linhagem.

Páginas: 336
Sinopse: Londres do século XVIII. A capital da Inglaterra era um dos mais importantes centros do mundo. Vestidos pomposos, elegância e boas maneiras. 
 Um tempo onde as posses e a reputação regiam a sociedade. A igreja possuía poder absoluto e condenava aqueles os quais pesava a suspeita de bruxaria – a arte oculta temida e repudiada pelo senso comum. 
 Nesse cenário intimidador, surge uma mulher especial, com dons inimagináveis. E um destino grandioso... 



                                    
                      
               
                          
                                      Gabrielle Venâncio
Blog|Facebook|Twitter

     
    É mineira de Contagem, e começou a escrever ainda na infância. Tudo começou num belo dia, dentro da sala de aula, quando a professora de português pediu aos alunos que fizessem uma redação de uma página sobre alguma história criada pelas próprias crianças, e a sua deu quase vinte! Foi a partir disso que descobriu sua vocação para a literatura, e desde então não parou mais de escrever.
  Cresceu lendo livros compulsivamente e assistindo animes japoneses na TV (Sailor Moon, Cavaleiros do Zodíaco, Shurato...), de onde vem grande parte de sua inspiração literária. Começou a elaborar seu primeiro romance, Os Sete Medalhões – A Lenda, aos 12 anos e, após concluí-lo seis anos depois, o lançou de forma independente pela internet, o que lhe rendeu experiência e a ajudou a conquistar seus primeiros leitores. Além de escritora, também é desenhista amadora.
   Atualmente cursa Bacharelado em Letras e Literatura na Universidade Federal de Minas Gerais e pretende seguir uma carreira sólida na área da Língua Portuguesa e das belas-letras literárias. Almeja ganhar um espaço no panorama nacional e ter seus livros entre as estantes das livrarias e nas mãos dos leitores brasileiros. Angellore – A Divina Conspiração é seu primeiro romance publicado.

 O Livro:

 Angellore - A Divina Conspiração.

Páginas: 264
Sinopse: Olívia Giacomelli é uma investigadora de polícia especializada em complexos casos de assassinato. Competente, ela sempre conseguira resolver com êxito cada um deles, nunca encerrando um crime sem solucioná-lo. No entanto, uma sequência de mortes misteriosas vinha ocorrendo desde 2007 sem que o assassino deixasse rastro. Sophie, uma jovem universitária perseguida por sombras sinistras, tenta superar a ausência da família que morrera num terrível acidente de carro no reveillon de 2008. Em busca por respostas, os caminhos de Sophie e Olívia se cruzam e ambas irão se deparar com uma realidade aterradora. Elas se veem em meio a uma batalha invisível que desde sempre era travada por seres imortais: os Angellores. Agora, elas estão num terreno obscuro e assustador, precisarão se arriscar para descobrir a verdade que mudará suas vidas para sempre.

     Essas são as novas parceiras do Fascinada por Histórias, espero que tenham gostado e fiquem ligados que em breve teremos resenhas! *.*

                           




22/03/2013

Destaque para a autora: Marcia Bastilho.




             Olá leitores!


     Hoje trago a coluna Destaque para o autor, e como vocês já devem ter percebido ultimamente venho me dedicando a conhecer mais sobre a Literatura Nacional, confesso que não conhecia quase nada da nossa literatura,  agora podem me atirar pedras! hehehe.
    É que sempre li muito da literatura estrangeira, mas da brasileira só conhecia mesmo os clássicos, descobri a nova literatura nacional através do blogs literários e desde então tenho ficado impressionada com a variedade de gêneros e o talento de alguns dos autores aos quais tive a oportunidade de conhecer o trabalho. 
    Uns dias atrás estava visitando alguns blogs e me deparei com essa autora e sua obra, eu gostei bastante do tema do livro então decidi apresentar aqui no blog para vocês. :)
     Ela se chama Marcia Luisa Bastilho Gonçalves e é autora de Chamas de Sangue primeiro livro da série The Burns. 
    Então vamos conhecer um pouco mais sobre ela?

                         M.L. Bastilho


   M.L. Bastilho é o pseudônimo que Marcia Luisa Bastilho Gonçalves usa para assinar The Burns. Nascida em 27 de dezembro de 1992, Marcia sempre gostou de escrever, ela se lembra de quando inventava roteiros das brincadeiras que usaria com seus irmãos, muitas vezes usando Power Ranger como inspiração. 
   Suas brincadeiras eram bastante elaboradas, cheias de histórias e personagens com personalidade marcantes, o que fazia seus irmãos desistirem de brincar com ela por ser tão perfeccionista. Com uns nove anos, Marcia começou a escrever versos, textos sem rimas que escrevia para relatar os sentimentos que suas bonecas sentiam.      Com onze anos, escreveu uma peça de teatro para apresentar com sua prima e seu irmão, foi horrível e ela não gosta de se lembrar. 
   Escreveu aos 12, outra peça, essa para apresentar com um grupo de amigos para a escola toda. Teve ensaios, mas a peça em si nunca foi apresentada, o que ela e suas amigas agradecem profundamente. No mesmo ano, escreveu a história de uma princesa que é maltratada pela madrasta má depois da morte do rei, seu pai. 
     
     A história contava com anjos da guarda e duendes. Depois disso, nunca mais escreveu histórias, mas continuou com os versos, que aos poucos se tornaram poemas. E aos 15, começou a escrever sobre vampiros e romances curtinhos que vinham a partir de seus poemas. The Burns surgiu nessa época.
 dicas de saia    Se perguntarem a ela porque escrever sobre vampiros, ela responderá: 
    “Vampiros são seres tão intensos, onde toda e qualquer sensação é aumentada por mil vezes se comparada a de um humano e é tão mais fácil escrever assim, onde os personagens são mais poderosos e onde suas emoções estão sempre definidas e principalmente porque eles são irreais, fortes e tão longe de nossa realidade.”  
  
  E se perguntada sobre a existência de tais seres, ela responderá: 
 “Não sei se acredito nos vampiros em si, naqueles que são imortais, se alimentam de sangue e viram morcegos... Não, eu não acredito que isso exista... Mas na cultura japonesa há uma lenda, não sei se posso chamar assim, que diz que os vampiros, ou demônios, como eles chamam, podem ser aquele tipo de pessoa que “suga” sua energia, aquele tipo de pessoa que se alimenta da sua felicidade, da sua vida... e também há aquela outra lenda que diz que vampiros podem ser mortos que deixaram algo pendente e que não foram enterrados de maneira correta, ou como mereceram... Acho que há muitos e muitos vampiros por ai...”

    Marcia Luisa prefere escrever durante a madrugada e gosta de trocar o dia pela noite, o que gera muitas piadas de sua família sobre estar se tornando um vampiro. Sua mãe já chegou a acreditar que o tempo que passava na frente do computador era por ter um namorado virtual. Hoje em dia The Burns habita seus pensamentos vinte e quatro horas por dia e quando está dormindo, seus vampiros vem lhe visitar em seus sonhos, e ela pode jurar que são dessas visitas que saem as melhores cenas. Pretende fazer Letras e Jornalismo quando terminar a escola, já que desistiu da ideia de ser a primeira mulher a pisar na Lua.dicas de saia

         A obra.

    The Burns - Chamas de Sangue.


Quantas vezes você já desejou ter uma segunda chance,  um novo jeito de viver ou até mesmo uma nova vida? 

   Debora Spencer estava em crise. Uma atriz frustrada, afastada da família e dos amigos gostaria de ter uma chance de começar tudo de novo e é isso mesmo que Marcus Burns lhe oferece quando a transforma em vampiro e a leva a Burns, um clã de vampiros com suas próprias regras. Mas uma vida eterna e cheia de perigos não era bem o que Debora desejava, pois ao se tornar um vampiro, ela percebe que perdeu também sua humanidade e tudo que a controla agora é a sede. Sede por sangue e uma paixão tão intensa que faz com que seu corpo arda em chamas por Viktor Burns, Líder do clã, irmão e maior inimigo de Marcus. 
   Em que lado você ficaria? Pois em Burns não há bem ou mal, há apenas vários tipos de sede. Você consegue se controlar? Você aguenta? Seja forte, se deixe queimar e conheça um mundo onde sua nova vida pode ser tirada ainda mais rápido do que foi presenteada... sistema de ordem de serviço

 Saiba mais sobre a autora: Site FacebookTwitter

    Eu adoro histórias de vampiros, estou sempre procurando livros com essa temática. E eu fiquei apaixonada pela sinopse da série The Burns, parece ser uma história muito legal e com os meus seres sobrenaturais preferidos! Espero que tenham gostado da dica de hoje, eu adorei saber mais sobre Chamas de Sangue. 

  Beijos, e até breve!


                                       
  

20/03/2013

Uma questão de Confiança.






     
    Quando peguei esse livro para ler pensei tratar-se de uma leitura mais leve, sabia pela sinopse que em algum momento a narrativa teria momentos mais tensos, mas não esperava que a história fosse um tanto perturbadora como se revelou.
    A narrativa gira em torno de três mulheres que moram em Londres e são vizinhas. Callie é mãe solteira e precisou deixar o emprego para cuidar de Rae que nasceu com um problema cardíaco; ela detesta depender financeiramente do pai de sua filha e o que mais deseja é ter sua independência novamente.
    Além de ter que suportar a resistência de Tom em que ela volte a trabalhar, Callie ainda precisa tolerar a hostilidade e rejeição dos outros vizinhos e pais da escola onde sua filha estuda.
    Suzy é a única disposta a ser sua amiga, trata-a com carinho e está sempre a ajudando quando precisa. Ela é casada com Jez tem uma vida confortável, é mãe de três meninos e dedica-se inteiramente a sua família.
    Já Debs é a nova moradora do bairro e vizinha de Callie e Suzy, ela tem 48 anos é uma recém- casada, e trabalha na escola onde Rae estuda. Seu comportamento causa desconfiança nas outras moradoras e Debs prefere manter sempre uma distância segura de todos; o passado a perturba e ainda é capaz de deixá-la totalmente amedrontada. 
    O conflito central da história desenvolve-se quando Callie decide voltar a trabalhar e precisa recorrer à ajuda de Suzy, mas um acidente acontece causando uma reviravolta na história e na vida das três personagens.
    Segredos serão revelados nos fazendo questionar até que ponto se pode confiar em alguém. 

 O garoto da bicicleta. Ele deve tê-la seguido. Será que a estava observando agora? Debs apoiou a cabaça nas mãos e balançou-a desesperadamente. Ela tinha razão. Os Poplar a tinham encontrado. Não iam desistir..."  pág. 163  
    Em Uma questão de Confiança nos envolvemos em uma história cheia de segredos e suspense que nos deixa curioso e ansioso pelo desenrolar dos acontecimentos. Logo no início da leitura fiquei me senti um pouco confusa e perdida, foi difícil me envolver com a narrativa e não conseguia entender a história.
   A linguagem da autora é de fácil compreensão, mas demorou muito a fluir. O livro é narrado em primeira pessoa do ponto de vista da Callie, e em terceira pessoa quando o foco é Suzy e Debs, assim os capítulos dividem-se entre as três personagens, e talvez por isso a narrativa tenha sido arrastada.
  Tive a sensação que a história demorou muito para se desenrolar a autora se prendeu mais em descrever toda a situação em que a vida das protagonistas se encontrava. Dessa forma, a narrativa só começou mesmo a prender minha atenção mais da metade para o final que foi quando a leitura começou a fluir.
   Para mim os mistérios que envolvem a história foram bem previsíveis desde o início, se ficarmos bem atentos é possível desvendar os mistérios que envolvem alguns personagens, a autora deixa pistas e é bem fácil decifrá-las.
   Na história houve apenas dois personagens que me surpreenderam: Tom e Debs. Durante a leitura fiz uma imagem totalmente diferente de Tom do que ele realmente é, apenas quando ele entrou em cena foi que percebi todo o equívoco, então ele tornou-se meu personagem favorito. 
   A Debs também é outra surpresa, a autora nos leva a construir certa impressão sobre a personagem e depois nos mostra que estamos completamente errados sobre ela. Louise Millar tem uma grande habilidade de  manipular as percepções do leitor, fazendo com que no enganemos com os acontecimentos. 
   Destaco também a diagramação do livro que é simples, mas as folhas tem uma tonalidade cinzenta a cada início de capítulo o que achei bem diferente.  
   O desfecho da trama me agradou bastante a Callie não me decepcionou, apenas desejei que aquele final fosse um pouco mais explorado. Para quem gosta de suspense e narrativas que abordam o comportamento humano, Uma questão de Confiança é uma boa opção de leitura.   

                               
  
  
     

18/03/2013

Novas Parceiras: Liana Cupini e Loraine Pivatto.



   Olá leitores! 

   Mais uma semana iniciando e lá se vão as minhas férias, mas o lado bom é que é o último período do curso e tenho poucas disciplinas para cursar. :)
   Deixando isso pra lá, hoje vim apresentar para vocês as novas parcerias do Fascinada por Histórias. As autoras Liana Cupini e Loraine Pivatto foram super simpáticas e atenciosas em aceirar a parceria, e assim nos permitir conhecer melhor o trabalho delas. 
   Vamos conhecer um pouco mais das autoras?



                                             Liana Cupini.
Site | Facebook | Twitter
     Liana Cupini é formada em Letras, Comunicação Social (Publicidade) e tem MBA em Recursos Humanos.
   A paulistana é fundadora do grupo Selo Brasileiro, que desde 2010 reúne escritores dos mais diversos gêneros afim de contribuir para a mudança dos hábitos dos leitores brasileiros. O grupo busca a popularização da leitura e a divulgação da nova literatura nacional.
   São realizadas várias palestras e eventos todo mês, o que gera uma aproximação com o publico leitor.
  Autora de grande aceitação do publico por sua linguagem ágil e objetiva, tem a versatilidade como característica.
   Em 2010, lançou seu primeiro livro, Estigmas da Luz (volume 1 da trilogia Luz e Escuridão), uma ficção fantasiosa que aborda temas como preconceito e bullying e teve 99% de criticas positivas.
   Em 2011,  lançou o chick lit Antes Tarde que Mais Tarde, disponibilizado em eBook gratuito para divulgação e pularização da literatura nacional. O reconhecimento veio com a publicação do mesmo para a Bienal do Rio e a marca de mais de 5 mil leitores da versão on line.
   Em 2012, a autora deve explorar ainda o gênero infantil, como três títulos já finalizados e aguardando publicação: Folclore Verde, Brincadeiras & Tesouros e A Ilha do Sol, uma parceria com o escritor Allan Pitz.
   E outros lançamentos estão previstos: Guardiões, volume 2 da trilogia Luz e Escuridão e Antes Tarde que Mais Tarde Ainda.

 Obras da autora:

Páginas: 320
Sinopse: Aurora é uma garota que apenas deseja ter uma vida normal, depois de ter passado os últimos dois anos internada em uma clínica para o tratamento de uma doença enigmática. Ela acorda de um sonho estranho, e se vê em um lugar diferente, uma ilha misteriosa cercada de desconhecidos. Seu irmão gêmeo, Tomas, que sempre se sentiu um prisioneiro na horrível clinica, vê naquela fuga a salvação, mas a reação da irmã ao descobrir seu plano é a pior possível e isso pode colocar tudo em perigo. Eles conhecerão Sarah, a chefe do Sentinela, que é apenas uma menina. E Gale, dono dos olhos verdes que guiaram a Aurora em seu sonho, e que logo conquista a amizade e confiança da garota. Mas nada naquela comunidade parece ser normal. Tomas terá que provar para a Irmã que o impossível pode acontecer bem diante dos olhos dela, mesmo que ela ainda não consiga roubar as cores como ele. E o que para uns é um dom, para outros é maldição. Segredos, mentiras e pecados por anos escondidos do mundo terão de ser revelados, agora que a luz foi despertada.


Páginas: 150
Sinopse: Depois de completar trinta anos, tudo acontece de uma vez na vida de Karla Kristina! Uma avalanche de novidades que antes pareciam impossíveis! Uma repaginada completa, novos amigos, novos amores, reconciliação, reviravolta no trabalho, viagens... Não há limites para ser feliz, sonhar e se divertir, nesta deliciosa comédia romântica assinada por minha grande amiga Liana Cupini. “Karla é um pouco de toda mulher moderna: em suas virtudes, aflições, defeitos, sonhos... Seu desejo de felicidade é universal, e reflete um pouco nos desejos de cada mulher." Allan Pitz

                      
                                           Loraine Pivatto.
SiteTwitter  
   Loraine é gaúcha, nasceu e vive em Porto Alegre. Graduada em Informática pela PUCRS e pós-graduada em Análise de Sistemas nesta mesma Universidade, trabalha há mais de dez anos na área de Tecnologia da Informação, como Administradora de Banco de Dados. 
  Além dos computadores, sempre teve muito interesse pelas formas de expressão artística, em especial a literatura, o cinema e a música. Sua mãe era educadora, e o contato com o seu trabalho fez despertar na autora desde muito cedo o gosto pela leitura. Além disso, sempre teve um espírito crítico bem aguçado quanto às questões comportamentais.   As histórias a inspiram. Histórias com personagens fortes e destemidos. Histórias de superação. Adora ler e ouvir histórias de pessoas corajosas que lutam incessantemente na busca da realização de seus projetos de vida. Adora grandes histórias de amor e de importantes conquistas profissionais. 
  E assim, juntando um pedacinho de cada história que já ouviu com as suas próprias experiências vividas, observando as pessoas a sua volta e a si mesma, questionando e desvendando suas atitudes e comportamentos, vai criando os seus personagens fictícios e tramando suas vidas imaginárias. 
  Não tem nenhum estilo literário específico, apenas gosta de escrever e busca inspiração naquilo que observa. Criar personagens e situações que mexam com os leitores, explorando sentimentos e emoções tão comuns na vida de cada um de nós, como o medo, a insegurança, o ciúme, o amor, a paixão, a solidão, a ansiedade, e tantos outros, além de ser um grande desafio, é uma enorme fonte de prazer para Loraine. 

 Obra da autora:

Páginas: 202
Sinopse: Em Perseguição Digital, Joana vive o doloroso processo de reconstrução emocional, após o rompimento inesperado de uma relação afetiva. Muito abalada pela dor da rejeição e sem encontrar nenhuma explicação convincente para a atitude de seu amado, ela resolve virar o jogo, deixando de ser uma espectadora impotente e passando a tomar o controle da situação. Esperta e ardilosa, age como uma verdadeira 007 de saias, utilizando a tecnologia e o conhecimento computacional como valiosos aliados para rastrear os passos de Fernando. E assim, a cada nova descoberta, vai desvendando os mistérios e obtendo as tão esperadas respostas às perguntas que a atormentam.

    

   
   Espero que vocês tenham gostado das novas autoras parceiras, eu estou gostando muito das parcerias do blog com autores nacionais, pois dessa forma estou tendo oportunidade de conhecer obras muito legais que antes não conhecia. Estou lendo mais da Literatura Nacional e até agora foram leituras muito prazerosas, espero que continue sendo assim. *_*
   Fiquem ligados que em breve teremos resenhas dos livros e muito mais novidades! 

   Beijos, e até mais!

                                         






14/03/2013

Cores de Outono.



   Agora sim consigo entender quando dizem que resenhar um livro que se gostou muito é difícil. A dificuldade está em tentar expressar em palavras o quanto a história e os personagens foram marcantes e o quanto conquistaram nosso coração. 
   Uma das coisas que mais me impressiona na leitura é a incrível capacidade que os livros têm em despertar em nós as mais diferentes sensações e emoções, e Cores de Outono me tocou de formas indescritíveis seus personagens me cativaram tanto que às vezes tenho a sensação de que eles são reais.
  O livro conta a história de Melissa Wels, uma jovem de 21 anos que vê sua vida se transformar drasticamente quando sua mãe e seu padrasto morrem, deixando-a com a responsabilidade de cuidar e proteger Alice, sua irmã caçula de 5 anos.
  Diante de sua nova realidade, Melissa abandona a faculdade e deixa para traz a vida segura que conhecia e volta para Campo Alto a cidade de sua infância onde ainda vive seu avó George, a única família que lhe restou. 
  Em Campo Alto, Melissa reencontra todas as lembranças de quando viveu ali com sua mãe. Ela resgata a amizade com a família Casella ficando mais próxima até de Arthur, o garoto que adorava infernizar sua vida quando eram crianças. 
  Parece que tudo começa a funcionar novamente, mas Melissa nem imagina a dimensão dos mistérios que sua cidade guarda; mistérios estes que estão relacionados a reclusa família da montanha e que intriga todos os moradores da região. 
  Os Von Berg despertam muita curiosidade, são considerados esquisitos e rumores sobre assombrações rodam a montanha onde vivem. Entretanto, o assunto principal nas rodas de fofoca é o membro mais estranho da família, o primo sombrio, mal-humorado e que incita o medo em todos; Vincent Dippel.
  Ele é evitado e sempre mantido à distância, ninguém ousa cruzar seu caminho ou aproximar-se além do que ele permite. Esse comportamento que provoca medo nas pessoas intriga Melissa, ela percebe que mesmo sendo perturbador Vincent é completamente irresistível. 

 Esse homem misterioso estava incitando minha curiosidade e essa era a única explicação para meu fascínio. Forcei meu cérebro a ser coerente... Seu mistério era complicado demais, desnecessário e eu precisava viver o simples. Já tinha muitas complicações e problemas para resolver em minha vida..." pág.104
  
  Cores de Outono foi a leitura mais prazerosa que fiz esse mês, sabe quando fazemos de tudo para ler devagar e saborear melhor a história? Pois é, me vi até retardando a leitura para evitar que o livro acabasse muito rápido.
  Fazia tempo que um livro não me deixava uma impressão tão forte e completa que mesmo depois de finalizar a leitura passei dias sem conseguir ler outro livro porque a história não me saía da cabeça.
  A narrativa decorre em primeira pessoa conduzida pela Melissa que nos envolve na adaptação de sua nova vida. A linguagem da Keila é envolvente, fluida, delicada e madura o que faz com a leitura seja fácil e agradável. 
  Os personagens são muito bem construídos, todos exercem um papel importante na história, são cativantes e conquistam o leitor de imediato. Melissa é uma protagonista determinada, mesmo tendo medo de tudo que terá que enfrentar, seu amor e desejo de proteger a irmã é mais forte. Sua relação com Vincent é conturbada desde o início, mesmo sendo tímida ela é uma pessoa de temperamento explosivo e a arrogância e o jeito rude dele, resultaram em desentendimentos que me divertiram muito. 
  Uma das coisas que mais me chamou atenção em Melissa foi a forma como ela encarou os segredos de Vincent, a reação dela foi bem condizente com o comportamento de uma pessoa normal. Ela não aceitou tudo de imediato, ela sentiu medo e vontade de fugir apesar de não querer ficar longe de Vincent. 
  O ambiente onde a história se passa é um elemento forte na narrativa, as cenas na montanha são tão bem descritas que é muito fácil para o leitor visualizar e imaginar-se naquele cenário. 
  A autora soube manter a história bem envolvida no mistério, não consegui descobrir fácil o segredo de Vincent imaginei inúmeras possibilidades e errei totalmente. A forma como a autora conduz a história deixa o leitor ansioso e na expectativa para os momentos românticos da história. 
  A diagramação do livro está excelente, a fonte das letras e o espaçamento estão bons para leitura não encontrei erros de revisão, a capa é linda e muito delicada é bem adequada a história.
  Cores de Outono é o primeiro livro de uma série que já conquistou meu coração com sua história doce, repleta de encanto e romance de arrancar suspiros. As românticas como eu vão se apaixonar! ;)
  Gostaria de agradecer a Keila Gon pela oportunidade de conhecer e apreciar sua obra, eu amei até a receita do brigadeiro de colher e a playlist do livro! :D
  Já sei que vou reler muito Cores de Outono e roer as unhas até poder ler Sombras da Primavera!   
  
                                                                                                            



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Criado por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. Voltar ao Topo