25/11/2014

Sorteio: Natal com livros!!


Rou rou rou! O natal chegou, e para comemorar, o blog A Prateleira juntamente com maravilhosos blogs literários presentearão nove sortudos!

Regras:
  • O sorteio acabará dia 25 de Dezembro.
  • Os Blogs não e responsabilizarão por nenhum problema com os correios.
  • A resposta com endereço do ganhador, será no prazo máximo de 72 horas após envio do E-mail ao mesmo.
  • Os Blogs participantes terão até 40 dias para o envio do livro.
  • Ter endereço de entrega no Brasil.
  • Seguir todas as entradas principais. 
  • (E tratar de todos os livros recebidos com muito carinho).
Para participar, preencha corretamente os formulários:

Prêmios:



1º Ganhador: 6 Livros + Mimos
           2º Ganhador: 3 Livros                        


Will & Will- A Prateleira
A Menina Mais Fria de Coldtown- Irreparável
Alice no País das Maravilhas- LPM Pocket- Os Tesouros de Uma Leitora Compulsiva
Amigos Inimigos: A Formatura- Literatura: Um Mundo Para Poucos
Bob um Gato Fora do Normal- Segredos do Coração
O Presente- Books And Much More
Escuridão- Vício em Livros
Esmeralda- Mural dos Livros
Muncle Trogg- Cantinho Da Leitura


1º Ganhador: 6 Livros + Mimos
           2º Ganhador: 3 Livros                         

Trabalhando Juntos- Perdidas na Biblioteca
Lições do Desejo- Bibliophiliarium
Dente por Dente- Livros, Vamos Devorá-los
O Segredo das Tranças e Outras Histórias Africanas- Who Is Lara
Maluca Por Você- Relicário
Traições- Estante Jovem
Twittando o Amor- Segredos do Coração
O Acumulador De Troféus- Camila Monteiro

1º Ganhador: 6 Livros + Mimos
           2º Ganhador: 3 Livros                        

Alice - Coleção Clássicos Zahar- Tudo Que Motiva
Trabalhando Juntos- Perdidas na Biblioteca
Inspiração- Leitura Maravilhosa
Mar de Tranquilidade- Segredos do Coração
Por uma Questão de Amor- Minhas Escrituras
Tudo Aquilo que Nunca foi Dito- Doce Literário
Uma prova de amor- Gaveta Abandonada


1º Ganhador: 6 Livros + Mimos
           2º Ganhador: 4 Livros                        

O Pintassilgo- Por Uma Boa Leitura
Garota Replay- Caverna Literária
Laços Inseparáveis- Fascinada Por Histórias
Minha Metade Silenciosa- Borboletas Literárias
O Homem Perfeito- Livro Lab
Os Solteiros- Malucas por Romances
Para Sempre- Estante Diagonal
Twittando o Amor- Ler Para Divertir
Métrica- Livro Apaixonado
Feitiço- Magiasbook



1º Ganhador: 10 Livros + Mimos

Bela Distração- Apaixonada por Romances
A Menina Mais Fria de Coldtown- Tudo Que Motiva
A Livraria 24h do Mr. Penumbra- Caiu de Paraquedas
A Máquina de Contar Histórias- Da Imaginação a Escrita
Chamado às Armas- Leitura Maravilhosa
Tipo Destino- Dialetica Proposital
Terrível Encanto- Livroterapia
A Outra Rainha - Codinome Leitora
Se Eu Ficar- Canastra Literária
Boneca de Ossos- Canastra Literária

BOA SORTE!!!

24/11/2014

Outlander: A Viajante do tempo.

Autora: Diana Gabaldon
Editora: Saída de Emergência
Páginas: 800
Gênero: Romance Histórico
Série: Outlander #01
Tradução: Geni Hirata
Avaliação:


                      Skoob | Saraiva | Submarino | Extra

  
Outubro foi um mês bem desafiante para mim em questão de leituras, isso porque foi o mês que escolhi para começar a conhecer os livros da Diana Gabaldon. Outlander foi uma leitura bastante longa e no caso deste livro o desafio foi não deixar que a leitura ficasse desgastante fazendo com que eu perdesse o interesse; felizmente isso não aconteceu.

Outlander é um romance histórico que se passa inicialmente em 1945 já no final da Segunda Guerra Mundial. Neste período somos apresentados a nossa heroína Claire Randall, uma enfermeira casada com um professor universitário. A história tem início quando o casal está de férias em uma segunda lua de mel para retomar o casamento depois da guerra; o local escolhido é Inverness Terras Altas na Escócia.

 Enquanto Frank mergulha incansavelmente em suas pesquisas sobre sua árvore genealógica e seus antepassados, Claire desbrava o pequeno povoado em que que estão e acaba encontrando um misterioso círculo de pedras, o magnífico monumento fica no alto da colina Craigh na Dun. Depois de presenciar um estranho ritual encenado por algumas moradoras do vilarejo, Claire acaba voltando sozinha ao lugar onde fica o monumento e é nesse monumento que a história realmente começa. 

Movida pela curiosidade acaba se aproximando demais e atravessando uma brecha no círculo de pedras, ela faz uma viajem no tempo de 200 anos atrás. Claire se encontra ainda na Escócia na colina Craigh na Dun, mas no século XVIII. Depois de muitos apuros e ainda tentando entender o que aconteceu, ela cai nas mãos dos homens do clã Mackenzie e conhece Jamie Fraser. 

O rapaz está ferido e Claire ajuda a tratar de seus ferimentos, sem saber realmente quem a moça é e temendo que ela seja uma espiã, os homens a levam para Colum MacKenzie, senhor do Castelo Leoch e do clã MacKenzie. Claire é aceita no clã como uma hóspede, mas é mantida sob suspeita e vigiada constantemente. 

[...] Colum não pronunciou as palavras a seguir, mas era como se o tivesse feito. Elas ficaram pairando no ar às minhas costas tão claramente como se tivessem sido ditas, enquanto eu me afastava: "Até eu descobrir quem você realmente é". pág. 100

Imagem da Série de TV.
Perdida em uma época bem diferente da sua, Claire tenta entender o que aconteceu e como foi parar na escócia de 1743; só lhe resta tentar se adaptar a tempos tão arcaicos e selvagens. À medida que o tempo vai passando sua amizade com Jamie se torna mais sólida.

Ele é um jovem escocês de 23 anos, sobrinho de Colum MacKanzie está vivendo em constante perigo pois é um foragido procurado. Tentando se manter viva e buscando uma forma de voltar ao presente, Claire ainda terá que lidar com a inesperada atração que sente por Jamie. Estar dividida entre o amor por dois homens só faz a sua vida ainda mais confusa. 

[...] Pensei em lhe dizer que seu próprio toque queimava minha pele e enchia minhas veias de fogo. Mas eu já estava acesa e brilhando como ferro em brasa. Fechei os olhos e senti o toque quente mover-se para minha face e para a têmpora, orelha e pescoço, e estremeci quando suas mãos desceram para minha cintura e me puxaram para junto dele." pág. 305

Imagem da Série de TV
Há muito tempo quero ler Outlander, e desde que foi lançado a primeira vez ele estava na minha lista de desejados e futuras leituras. Sempre acabava deixando para depois porque a edição antiga não era muito acessível e o fato de ser um livro bastante grosso assustava um pouco.

A minha surpresa foi que mesmo sendo um livro de 800 páginas não chega nem perto de ser uma leitura densa ou difícil, estava esperando uma história com uma linguagem mais complicada ou até rebuscada já que é um romance histórico, ao contrário disso a escrita da Diana Gabaldon é muito envolvente, bastante fácil de absorver o que deixa a narrativa bem fluida. 

Outlander foi uma leitura que ficou marcada e se tornou uma das minhas histórias favoritas mesmo eu tendo demorado para entrar no clima da leitura, acho que isso aconteceu por conta das minhas expectativas que estavam muito altas. Apesar disso, a trama conseguiu me prender e encantar e quando isso aconteceu fui capaz de perceber a excelência do texto da Diana e toda a euforia entorno do Jamie. 

O livro é narrado em primeira pessoa pelo ponto de vista da Claire confesso que duvidei que a narrativa fosse funcionar bem; um livro enorme narrado por um único personagem? Achei que em algum momento a autora se perderia e seria possível ver furos na história, como por exemplo as cenas de batalhas ou situações em que o Jamie seria o foco, mas o que encontramos é uma protagonista que consegue conduzir perfeitamente a trama e deixa sempre o leitor à parte de todos os acontecimentos e detalhes da narrativa. 

Toda a história é dividida em seis partes que narram em sequência os acontecimentos da aventura de Claire, o texto tem uma organização perfeita e o leitor acompanha cada passo da evolução da trama sem se perder dentro da história. É como se você tivesse ouvindo a autora lhe contar a história, Diana possui uma linguagem extremamente natural e espontânea.

[...] Eu a desejei desde o primeiro instante que a vi, mas eu a amei quando você chorou em meus braços e deixou-me confortá-la, naquela primeira vez que chegamos ao Castelo Leoch..." pág. 612

Imagens da Série de TV

Os personagens são muito bem construídos conseguimos visualizá-los tão bem dentro da história que às vezes sentimos como se fossem reais, assim como o cenário que é bastante rico em descrições. Diana nos faz mergulhar fundo na Escócia do século XVIII e para mim foi um privilégio, já que eu amo esse lugar sem nunca ter conhecido pessoalmente. 

 Os costumes, as tradições, a forma de vida e também de sobrevivência o fundo histórico que a autora inseriu no enredo, tudo isso só trouxe ainda mais consistência para a trama. Foi muito fácil se imaginar naquelas situações junto com a Claire e sentir suas angústias, seus medos, seu sofrimento e também a confusão dos seus sentimentos. 

 Jamie não tem o que falar; um mocinho completamente apaixonante é bastante maduro para sua idade, tem caráter bem construído e personalidade forte, integro e bem-educado ele foi me conquistando aos poucos. No começo confesso que ele não me impressionou nenhum pouco, mas a medida que foi aparecendo na história seu jeito doce foi me encantando, e quando vi já estava suspirando pelo escocês cabeça-dura! Claire e Jamie formam uma dupla e tanto juntos; eles me arrancaram boas risadas! 

 Para aqueles que reclamam de romances estilo miojo podem ficar tranquilos, o romance de Jamie e Claire acontece aos poucos e evolui a partir de uma amizade sincera que resulta em um amor forte e até ardente, mas a nossa mocinha não esquece em momento algum da difícil realidade que vive. Ela é forte, segura de si, inteligente e mesmo que tenha voltado no tempo ela conserva até o fim as características que a definem como uma mulher do século XX. 

[...] - Solte-me! - gritei. - Solte-me, seu - deliberadamente, usei as palavras de Harry, o desertor, tentando feri-lo - filho da mãe no cio! - Ele me soltou e recuou um passo, os olhos flamejando. - Sua cadela de boca suja! Não vai falar assim comigo!- Falo do jeito que quiser! Não pode mandar em mim!- Parece que não! Você faz o que bem entende, não importa quem você magoe com isso não é? [...]" pág. 364


O vilão da história também não deixa a desejar, se os mocinhos são encantadores o vilão leva o prêmio de criatura mais odiosa, Jack Randall desperta a fúria do leitor; impossível não odiá-lo.

A parte estética do livro está ótima, a capa é bonita e está em harmonia com a história, a diagramação está bem elaborada, as letras têm bom tamanho que deixam a leitura confortável, as folhas são amarelas, os capítulos são longos, mas estão bem distribuídos e não encontrei erros de revisão. É o primeiro livro da Saída de Emergência que leio e gostei muito do trabalho e cuidado da editora com a obra. 

 Outlander é uma obra magnífica que embora assuste um pouco por causa de seu tamanho vale muito a pena ser lida. Com uma trama cheia de reviravoltas, conflitos de tirar o fôlego e deixar o coração aflito e apertado, encanta o leitor com um texto cheio de detalhes que só aguça ainda mais nossa imaginação e nos faz realmente viajar no tempo. Quem ainda não leu, só tenho um conselho: leia, leia, leia!! 

  [...] - Meus braços o envolviam, acariciando as cicatrizes enrijecidas de suas costas. - Eu mesmo posso suportar a dor - disse ele suavemente -, mas não aguentaria vê-la sofrer. Está acima das minhas forças." pág. 622    






19/11/2014

Louco por Você.

Autora: Jasinda Wilder
Editora: Novo Conceito
Páginas: 272
Gênero: New Adult
Série: Falling #01
Tradução: Leonardo Castilhone
Avaliação: 

                       Skoob | Submarino | Saraiva | Extra


   Assim como muitos outros leitores eu também aguardava ansiosamente o lançamento desse livro aqui no Brasil. Louco por Você já estava na minha lista de futuras leituras em e-book, mas preferi aguardar a edição física e mesmo tendo sido uma leitura bastante agradável me senti frustrada em alguns momentos; desta vez um personagem em específico a meu olhar deixou a desejar.  
  O livro nos transporta para o mundo trágico e conflituoso de Nell, uma garota ainda na fase adolescente das primeiras descobertas e descobrindo a primeira paixão. Como na maioria das vezes o primeiro amor se concretiza na figura do melhor amigo, com Nell não é diferente.
 Kyle Calloway é o garoto de ouro, vem de uma família abastada e bem sucedida, tem seu futuro totalmente planejado pelo pai um deputado com grandes ambições políticas. Kyle e Nell se conhecem desde que eram bebês e sempre se viram como melhores amigos, até que um dia essa relação evolui e se transformar e em algo mais.
 Eles descobrem um novo sentimento e a partir daí se tornam namorados; a vida parece perfeita. O casal perfeito, o amor que toda garota poderia desejar, mas a vida de Nell desmorona quando tudo isso é abruptamente tirado dela com a morte repentina de Kyle.  
  Nell fica totalmente transtornada e devastada, impregnada de culpa, ela não aceita a perda e a dor consome tudo o que ainda restou da garota que um dia foi tão feliz. É quando Nell está no momento mais obscuro de sua vida que ela conhece Colton Calloway, irmão mais velho de Kyle. 
  A aproximação dos dois se dá por conta da dor que dividem, cada um tentando sobreviver do seu jeito e mesmo mergulhados em um sofrimento profundo descobrem que o coração ainda pode ser capaz de amar.
[...] Sonhei com olhos castanhos e azuis, com um fantasma ao meu lado, que me amava, e com um homem de carne e osso sentado no píer, bebendo uísque, tocando violão, e lembrei do beijo ilícito. [...] No sonho, ele invadiu meu quarto e me beijou de novo. Acordei daquele sonho, suando e tremendo, enjoada de tanta culpa." pág. 100
  Louco por Você foi uma leitura que me provocou sentimentos bem divergentes, foi bem difícil dizer ao certo se gostei ou não, o que posso afirmar com toda certeza é que ele me marcou e foi custoso ao final da leitura me livrar do clima melancólico da narrativa. 
 Neste livro mais do que os elementos típicos do gênero New Adult temos uma alta dose de drama inserida na narrativa, o sofrimento e a dor dos personagens são tão palpáveis que conseguem tocar o leitor, eu me senti impregnada pela angústia e aflição da Nell é tanta tristeza e autodestruição que chegou ao um ponto da leitura que precisei fazer uma pausa para tomar fôlego e continuar, sem falar que a protagonista conseguiu me deixar com raiva devido a sua falta de reação e excesso de apatia; a vida da garota se resume a lamentar sua perda. Nell se negava a sair do buraco e eu já não aguentava mais tanto sofrimento e implorava por uma movimentação na trama. 
 Eu vibrei quando Colton Calloway entrou na história, definitivamente ele foi o meu personagem favorito! A autora foi muito feliz ao compor o personagem, Colton tem uma personalidade apaixonante, é doce e ao mesmo tempo endurecido, sua história de vida é emocionante e me tocou profundamente. Eu acredito que é esse o motivo de eu ter admirado tanto ele, Colton passou por muita coisa na vida, mas apesar de tudo ele continuou vivendo e adquiriu uma sabedoria que só se consegue da experiência. 
 Não encontramos no livro tantos personagens, a trama gira em torno quase que exclusivamente da Nell e do Colton. A narrativa nos apresenta os dois lados da história e eu adoro quando isso acontece; preferi muito mais mergulhar na mente e nas emoções de Colton do que da Nell. 
  A trama é dividida em três partes: Passado, narrado pela Nell é quando ela nos mostra sua vida quando namorava Kyle até a o momento da tragédia. A parte dois intitulada de Presente tem os capítulos narrados tanto por Colton quanto pela Nell depois de uma passagem de tempo de dois anos; aqui encontramos uma Nell bastante perdida é quando o relacionamento deles começa a se desenvolver. A parte três é bem mais curta e a narrativa também é dividida entre os dois.
  A leitura é bem rápida, fluida e envolvente você torce pelos personagens, sofre junto com eles e suspira com o amor que nasce na situação mais improvável. Louco por Você é o tipo de livro que com certeza te afetará de alguma forma, impossível ficar indiferente a uma história tão dolorosa. 
 O trabalho gráfico está excelente, a diagramação está super bem elaborada, os capítulos têm títulos que nos dão uma dica sobre o que será tratado e têm desenhos sombreados de um casal, as letras estão em bom tamanho e as páginas são amarelas. Eu adorei quando a Novo Conceito atendeu aos pedidos dos leitores e manteve a capa original, essa capa transmite exatamente o sentido da história. 
 Louco por Você apresenta uma trama complexa com uma mistura de temas bem inquietantes como automutilação, rejeição familiar, alcoolismo, drogas, violência, problemas de aprendizagem todas essas questões resultam em uma busca desesperada por um sentido para a vida, e mesmo com tal exagero dramático o final traz esperança e uma importante mensagem sobre recomeços. É uma história que consegue deixar o leitor com o coração apertado e com uma vontade imensa de ter o poder para acabar com o martírio dos personagens. 
 O desfecho para mim ficou pedindo por uma continuação, mas já vi que os próximos volumes contarão histórias de outros casais e já estou curiosa pelas próximas histórias! 

     Capas originais da série! Espero que a editora mantenha as nacionais todas assim! São lindas!!  

                                                                             

17/11/2014

Destaque para o Autor: Papo Literário com Vanessa Pereira.


    Olá, leitores!

  Hoje temos mais uma edição da nossa coluna Destaque para o Autor, e o bate-papo dessa vez é com a nossa parceira Vanessa Pereira, autora de A Rosa e o Dragão
 Então eu convido a todos para conferir a entrevista que a Vanessa nos concedeu e saber mais sobre o trabalho dela, sobre como foi criar a história, seu processo de publicação e também sobre os novos projetos. Vamos lá!


 Vanessa Pereira, escritora, atriz, radialista e musicista, é apaixonada por todo tipo de arte. 
 O amor pela leitura foi se enraizando na adolescência. Logo surgiu a vontade e a ideia do primeiro livro. Escrito e revisado várias vezes por ela, e com a ajuda de sua tia Divina, esse livro é a realização de um sonho mais profundo .
 Apenas mulher, complicada e simples ao mesmo tempo. 


1- A Rosa e o Dragão é um romance sobrenatural que aborda os vampiros, seres já bastante explorados na literatura. De onde veio a inspiração para escrever sobre o tema?

Sempre me interessei muito por vampiros, desde pequena; e acho que por já estar dentro desse universo e gostar tanto disso, que me veio a inspiração para escrever sobre o assunto.

2- Sabemos que os autores nacionais enfrentam ainda muitas dificuldades para publicar suas obras. No seu caso quais foram as maiores barreiras que você enfrentou quando decidiu publicar A Rosa e o Dragão? 

A maior barreira foi a espera. Sou extremamente ansiosa, e esperar a resposta da editora sobre a publicação – se interessava ou não; depois esperar o livro ficar pronto, acho que foi a minha maior dificuldade =D !

3- Quando percebeu que queria ser escritora?

Foi algo sutil, uma transição de contadora de histórias para escritora. Eu quis colocar alguns personagens no papel para que eles durassem mais tempo, foi ai que decidi que queria escrever.

4- Como foi o processo de construção dos personagens? Teve algum em especial que foi mais dificil?

Foi tudo muito fluido, acredito que os mais “complexo” tenham sido Anthony, Coy e Aleph, pois eles tem uma história extra além do livro. Os outros personagens foram bem simples de criar.

5- Quais são suas maiores influências literárias? Quais livros mais gosta de ler?

Gosto muito de ficção, de todos os autores. Os livros que tem histórias que me sugam para o seu universo são os que mais gosto.
De autores, eu sempre sito Poe, Rice, Moning e King. Eles são incriveis!

6- Li várias resenhas de A Rosa e o Dragão e percebi muitas opiniões divergentes. Como você tem lidado com as opiniões negativas?

Todas as opiniões negativas que eu venho recebendo vem junto a uma crítica construtiva, e isso me agrada demais. Pois, sendo bem sincera, uma opinião positiva ajuda muito a interessar outros leitores pelo livro, mas é com as críticas construtivas negativas que eu venço meus limites e cresço como escritora.

7- Com A Rosa e o Dragão publicado, quais são seus futuros projetos? Podemos esperar uma continuação do livro para logo?

Para logo, eu acredito que não. Estou trabalhando na continuação, mas ainda não tenho nada concreto. Tenho outros projetos (uma nova série), e dois livros à parte (uma nova história e um livro de pequenas prosas).

8- Obrigada por aceitar o convite para esse bate-papo; foi um prazer! Deixe um recadinho para os leitores do blog e para aqueles que ainda não conhecem A Rosa e o Dragão. 

Para todos os leitores e os que ainda vão conhecer a obra, primeiro, obrigada por dar uma chance ao meu livro. Todos podem me contatar, pelo facebook, eu tento sempre responder o mais breve possível! Gosto muito de ter o contato com vocês para saber o que acham do livro e o que esperam dos próximos!
Ao Blog Fascinada por Histórias: agradeço imensamente a parceria e todo o trabalho que estão desenvolvendo. O incentivo a literatura nacional é super importante. Obrigada pela parceria e pelo carinho que me dão! =D


Só tenho a agradecer a disponibilidade da Vanessa em aceitar participar do nosso bate-papo e para quem ainda não conhece o livro e ficou interessando abaixo vocês encontram mais informações sobre A Rosa e o Dragão

Skoob | Facebook
Nosso destino está definido ou somos nós que o escrevemos através de nossas escolhas? Desirée é uma típica adolescente, com amizades fortes desde a infância. Pais ausentes, amigos presentes e uma certeza: a amizade não se troca por nada. Mas e quando surge um amor inimaginável? Tudo se transforma ao conhecer Andrew, um rapaz elegante, que chama a atenção por seu modo de ser. O amor acontece e dispara o coração adolescente. Contudo, Desirée mal sabe o que a espera. Um único pedido de Andrew e toda sua vida pode mudar.

Fiquem ligados que em breve teremos sorteio de um exemplar do livro! Espero que tenham gostado!

Beijos, e até logo!


15/11/2014

Central de Lançamentos: Editora Novo Conceito (Novembro).



   Olá, leitores!

  já estamos no penúltimo mês do ano! E as novidades literárias estão ainda mais quentes do que no início de 2014. Eu já estou preparando minha lista de compras de natal e só esperando o dinheiro aparecer para dar a largada! hehe
  Fica até difícil escolher com tantas opções e lançamentos; 2015 promete ser um ótimo ano pelo que já andei percebendo, as editoras estão investindo forte nos livros que são sucesso fora do Brasil e também nos nossos queridos autores nacionais. 
  Hoje eu vim apresentar para vocês os incríveis lançamentos da Editora Novo Conceito, as novidades de Novembro da editora estão quentíssimas e tem vários desses que vou querer ler imediatamente. Vem comigo conferir os livros do mês!

Fonte: Foto retirada da fanpage da editora




 Todo mundo devia ter defeitos. Não é isso que nos torna interessantes? Não é isso que nos impede de sermos cópias uns dos outros?
 Filha única da poderosa e fria geneticista Terra Spiker, Eve quase perde uma perna em um atropelamento. O processo de cura no luxuoso complexo Spiker transcorre com uma rapidez impressionante, o que desperta a curiosidade da menina.
 Antes que Eve estreite os laços com Solo, um rapaz que compartilha segredos com a corporação, a Dra. Spiker propõe um desafio a sua filha: Eve terá a chance de testar, em primeira mão, um software desenvolvido para manipular genes humanos. Ela poderá criar o garoto ideal, sob medida!
 Mas brincar de Deus tem consequências, e agora Eve vai descobrir até que ponto existe perfeição.

Comentário: Esse aqui parece ser dos bons! Fiquei curiosa com essa premissa sobre clonagem, acho que nunca li nada parecido. Essa vai ser leitura garantida!



 A vida de Allyson Healey é exatamente igual a sua mala de viagem: organizada, planejada, sistematizada. Então, no último dia do seu curso de extensão na Europa, depois de três semanas de dedicação integral, ela conhece Willem. De espírito livre, o ator sem destino certo é tudo o que Allyson não é. Willem a convida para adiar seus próximos compromissos e ir com ele para Paris. E Allyson aceita. Essa decisão inesperada a impulsiona para um dia de riscos, de romance, de liberdade, de intimidade: 24 horas que irão transformar a sua vida.
 Apenas um Dia fala de amor, mágoa, viagem, identidade e sobre os acidentes provocados pelo destino, mostrando que, às vezes, para nos encontrarmos, precisamos nos perder primeiro... Muito do que procuramos está bem mais perto do que pensamos.

Comentário: Eu ainda não li os livros anteriores da autora, estou adiando porque sei que são dramas e não me dou bem com o gênero. Mas pretendo ler logo porque preciso formar minha opinião e se eu gostar dos outros com certeza vou ler este também! 

  

 No congelante inverno do Ártico, Lumikki Andersson encontra uma incrível quantidade de notas manchadas de vermelho, ainda úmidas, penduradas para secar no laboratório de fotografia da escola. Cédulas respingadas de sangue.
 Aos 17 anos, Lumikki vive sozinha, longe de seus pais e do passado que deixou para trás. Em uma conceituada escola de arte, ela se concentra nos estudos, alheia aos flashes, à fofoca e às festinhas dominadas pelos garotos e garotas perfeitos.
 Depois que se envolve sem querer no caso das cédulas sujas de sangue, Lumikki é arrastada por um turbilhão de eventos. Eventos que se mostram cada vez mais ameaçadores quando as provas apontam para policiais corruptos e para um traficante perigoso, conhecido pela brutalidade com que conduz os seus negócios.
 Lumikki perde o controle sobre o mundo em que vive e descobre que esteve cega diante das forças que a puxavam para o fundo. Ela descobre também que o tempo está se esgotando. Quando o sangue mancha a neve, talvez seja tarde demais para salvar seus amigos. Ou a si mesma.

Comentário: Eu achei essa capa muito linda! Acho esse eu vou ler logo! Parece um mistério e a história me deixou curiosa. Vi nas redes sociais que é um lançamento bastante aguardado, então quero conferir!



 Gerações da família Roux aprenderam essa lição da maneira mais difícil. Os amores tolos parecem, de fato, ser transmitidos por herança aos membros da família, o que determina um destino ameaçador para os descendentes mais jovens: os gêmeos Ava e Henry Lavender. Henry passou boa parte de sua mocidade sem falar, enquanto Ava que em todos os outros aspectos parece ser uma jovem normal nasceu com asas de pássaro. 
 Tentando compreender sua constituição tão peculiar e, ao mesmo tempo, desejando ardentemente se adaptar aos seus pares, a jovem Ava, aos 16 anos, decide revolver o passado de sua família e se aventura em um mundo muito maior, despreparada para o que ela iria descobrir e ingênua diante dos motivos distorcidos das demais pessoas. Pessoas como Nathaniel Sorrows, que confunde Ava com um anjo e cuja obsessão por ela cresce mais e mais até a noite da celebração do solstício de verão. Nessa noite, os céus se abrem, a chuva e as penas enchem o ar, enquanto a jornada de Ava e a saga de sua família caminham para um desenlace sombrio e emocionante.

Comentário: Não sei nada sobre esse livro, li apenas a sinopse e eu achei o título bem curioso. Vamos ver o que a leitura reserva!



 Maximum Ride tem 14 anos. Ela e os seus amigos seriam crianças normais se não tivessem o dom de voar. Para algumas pessoas esse poder seria um sonho, mas, no caso da turma de Max, a vida se transformou em um pesadelo sem fim desde que a perseguição dos Apagadores começou.
Seja em cima das árvores do Central Park, em uma jornada escaldante no deserto da Califórnia ou nas entranhas do metrô de Nova York, Max e sua nova família lutam para compreender por que eles são diferentes de todos os outros seres humanos. A maior dúvida é: eles vão salvar a humanidade ou ajudar a destruí-la?
  Impossível ficar indiferente a Max! Sarcástica, corajosa e meio impaciente, ela é a líder mais poderosa e forte que você já conheceu. Ao mesmo tempo em que luta para se proteger e salvar a vida dos seus amigos, Max tenta entender por que tudo tem que ser tão difícil e diferente para eles. 
Se você gosta de ação rápida, dinâmica, daquelas de tirar o fôlego, com vilões que você ama odiar... Este é o seu livro! Uma aventura fantástica e imprevisível, que emociona e desperta a imaginação.

Comentário: Mais um lançamento do selo #irado. James Patterson já é um autor bastante querido por aqui e eu estou com alguns livros dele para ler. Essa premissa é legal e fiquei curiosa com a parte dos vilões que amamos odiar! Será que esse vilão vai agradar? (acho que até rimou! hahaha)



 Depois de construir uma sólida carreira como detetive particular - especializado em casos de infidelidade -, Rafe Sullivan perdeu a fé nas relações humanas. As únicas histórias de amor verdadeiro que conhece são a dos seus pais e as dos seus primos, que Vivem na Califórnia.
 Quando Rafe precisa sair de Seattle para descansar e esfriar a cabeça, sua irmã, Mia, sugere uma temporada na cidadezinha onde a família costumava passar as férias de verão. No cenário de sua infância, Rafe reencontra Brooke Jansen, que, de garotinha doce e inocente, transformou-se em uma mulher de beleza incomum.
  Nenhum dos dois consegue ignorar o clima de sedução, e é Brooke quem toma a iniciativa: ela propõe a Rafe um caso de verão, sem amarras nem cobranças. Rafe luta para convencê-la de que eles devem continuar sendo apenas amigos... embora ele mesmo não esteja 100% convencido disso.

Comentário: Ain gente! Esse com certeza vai ser o primeiro que vou querer ler. Amo os livros da Bella Andre e sempre devoro rapidinho quando algum cai em minhas mãos. Já estou ansiosa para conhecer a história do Rafe; os Sullivans são muito amor! 

Então queridos, esses são os lançamentos de novembro da Novo Conceito. E aí, vocês já escolheram quais vão incluir nas comprinhas de natal e fim de ano? Opções é o que não faltam! :)

Beijos, e até mais!
                                                                                             

12/11/2014

Ligeiramente Casados.

Autora: Mary Balogh
Editora: Arqueiro
Páginas:288
Gênero: Romance de Época
Série: Os Bedwyns #01
Tradução: Ana Rodrigues 
Avaliação: 

                      Skoob | Saraiva | Submarino | Extra
                               
   A Arqueiro vem fazendo minha felicidade publicando os romances de época aqui no Brasil, eu adoro esse gênero e antes de tê-los publicados aqui fazia minhas leituras em e-book. Foi assim que li Ligeiramente Casados a primeira vez; Mary Balogh é uma autora muito querida no gênero de época, suas tramas costumam ser bastante envolventes e seus personagens conquistam por ser marcantes. 
 Neste volume, primeiro livro da série Os Bedwyns acompanhamos a história de Aindan Bedwyn e Eve Morris. Aindan é capitão da cavalaria britânica e irmão mais novo do duque Bewcastle, tem uma carreira militar sólida que em mais algum tempo atingirá seu auge. 
 A narrativa se inicia quando Aindan está na batalha de Toulouse, na França. Lá no campo de batalha depois da vitória da Inglaterra no embate que deixa vários mortos e feridos, o coronel Aidan encontra o capitão Percival Morris fatalmente ferido e  acaba comprometido com uma importante promessa. Parcy pede ao coronel que proteja sua irmã a qualquer custo. 
 Assim, Ainden Bedwyn volta para a Inglaterra com a missão de informar a Srta.Morris sobre o falecimento de seu irmão e verificar em que ele pode ajudá-la. 
  Eve é uma jovem cheia de planos e aguarda ansiosamente a volta do irmão e também de John, o homem por quem é apaixonada e com quem fazia planos de se casar. Ela vive em Ringwood, um solar próspero administrado por ela desde a morte do pai. Eve é independente e tem sobre sua proteção um grupo peculiar de empregados e os considera como sua família; são pessoas rejeitadas pela sociedade e que ela resgatou de situações bem difíceis. 
 À princípio Aindan é levado a acreditar que Eve não precisa de ajuda alguma, que está segura e protegida, mas logo depois descobre que a jovem está prestes a ser despejada sem possuir recursos para viver. Eve precisa cumprir uma exigência importante do testamento de seu pai para continuar como dona de Ringwood, caso contrário ela e seus protegidos perderão o lar. 
 É nesse momento que o coronel Aidan vem socorrer a mocinha; ele encontra a solução perfeita para o problema: Um casamento de Conveniência. Seria apenas um trato e depois cada um seguiria seu caminho, mas uma forte atração surge entre eles e sentimentos difíceis de ignorar começam a florescer.
 [...] Ela não poderia se casar com o coronel Bedwyn. Casar com o coronel Bedwyn? Eve riu de repente, uma risada convulsiva, melancólica, então cobriu a boca com ambas as mãos [...]. Eve travava uma batalha silenciosa contra o pânico e a histeria. Precisava pensar. Precisava de tempo. Mas parecia não conseguir pensar e, com certeza, não tinha mais tempo, como ele observara muito incisivamente..." pág. 55-56
  A Leitura de romances de época é sempre certeza de histórias envolventes, cenários arrebatadores e personagens cativantes. Ligeiramente Casados não foi diferente e apesar de já ter lido o livro anteriormente me apaixonei mais uma vez pela trama e pela escrita da Mary Balogh
  Casamentos de Conveniência é um tema que me agrada na literatura de época e romances históricos. Gosto de acompanhar o desenrolar do sentimento dos protagonistas e algumas autoras desse gênero são mestras em escrever sobre o assunto. 
 Neste livro temos uma mistura de personagens que funcionou muito bem. Aidan é um homem sério que se esconde atrás de uma fachada de frieza, hora e dever. Ele nunca sorrir e sua vida dedicada a carreira militar modificou negativamente a visão que ele tem de se próprio. Sua relação com o irmão mais velho, o duque Bewcastle é marcada por desentendimentos e um pouco de mágoa, mas mesmo com a postura altiva, preocupada com a tradição e e status na sociedade é possível perceber o amor e carinho que existe na família Bedwyn. 
 Eve é o total oposto dos Bedwyn, ela é uma mulher carinhosa, amorosa preocupada com o bem-estar e conforto de todos ao seu redor. Eve tem uma tendência a cuidar dos menos desfavorecidos e acabada acolhendo todos que precisam de ajuda. Ela é filha de um mineiro de carvão que ficou rico através do casamento e que sempre lutou para ter um espaço respeitado na sociedade, por isso ela foi criada como uma dama; o que não a impede de ser sempre afetuosa e demonstrar claramente suas opiniões e sentimentos. 
  A trama é narrada em terceira pessoa, mas o foco é alternado entre Aidan e Eve, podemos assim observar a evolução dos sentimentos dos dois e acompanhar a relação deles se desenvolvendo ao logo da trama, aliás esse é o diferencial dessa história; o romance se desenvolve mais tardiamente. O texto provoca expectativa no leitor, já que ficamos em constante torcida para que Eve e Aidan se deem conta de seus sentimentos. 
  A narrativa não apresenta cenas sensuais excessivas e mais ardentes. Aidan e Eve são bem mais contidos e reais do que outros personagens de época; a autora tem um cuidado nítido ao descrever essas cenas. A falta de um pouco mais de paixão fez com que eu demorasse a acreditar no amor dos dois, felizmente os últimos capítulos me presentearam com cenas lindas.
  O trabalho que a Editora Arqueiro vem fazendo com os romances de época está de parabéns! As capas são sempre muito bonitas e essa não foi diferente; as cores e imagem estão lindas. A diagramação é simples, mas muito caprichada, letras em tamanho bom, páginas amarelas com desenhos que separam as cenas. Trabalho gráfico muito bem feito! 
  Ligeiramente Casados é uma leitura gostosa, rápida e bastante fluida. Traz uma trama bem construída que conquista o leitor com uma história de amor nascida da convivência imposta pelas circunstâncias e baseada antes de tudo na amizade e carinho. Com certeza é uma leitura mais que recomendada para os fãs do gênero e para aqueles que desejam se aventurar na Inglaterra do século XIX.    

                                                                            

  

10/11/2014

Um Amor Perfeito.

Autora: Susan Fox
Editora: Única
Páginas: 192
Série: Caribou Crossing #01
Gênero: Ficção/Romance
Avaliação:

               Skoob | Saraiva | Submarino | Americanas
 Desde que a Única divulgou o lançamento dessa série fiquei com vontade de ler. Já conheço o trabalho da Susan Fox através da série Irmãs Fallon e havia gostado bastante da escrita dela, por isso a minha curiosidade era em relação a trama e em como seria a história. 
 O livro é bem curtinho e não tem uma história muito profunda é uma leitura rápida e bem romântica. Um Amor Perfeito é o primeiro livro da série Caribou Crossing e se engana quem pensa que é uma série hot como a anterior da mesma autora. 
 Um Amor Perfeito narra a doce história de amor de um jovem casal, habitantes de uma pequena cidade que sonham em construir uma vida perfeita, juntos. Wade e Miriam se conhecem e namoram desde a escola, o amor dos dois amadureceu e ainda bem novos resolveram se casar. 
 A vida deles estava perfeitamente planejada, o sonho deles era ter quatro filhos, morar em Bly Rach, o rancho da família de Wade, que ele e Miriam amavam tanto, e viverem uma vida confortável e feliz juntos. Seus planos pareciam estar se realizando, eles tinham Jessica, uma garotinha esperta que ama as animais, e estavam se mudando para o Racho da Família. 
 Mesmo com o rancho hipotecado Wade e Miriam acreditavam que com bastante trabalho e dedicação as coisas dariam certo, o importante era que Bly Rach agora seria deles.
 Só que os acontecimentos da vida não podem ser controlados e quando algo bastante doloroso acontece e destrói os sonhos e planos do casal, o amor dos dois é testado e eles precisam ser ainda mais fortes para que essa decepção apenas os fortaleça e não destrua tudo de vez.
[...] - Você é humano. Só isso, assim como eu. Mas é uma pessoa incrível. Você é meu amante, meu parceiro, meu amor. Meu passado, meu presente e meu futuro. Eu te amo muito, muito. E você ainda consegue fazer meu coração pular. E sempre fará isso..." pág. 188-189
 Essa foi uma leitura bem rápida até por que o livro é fininho e a trama é simples, sem grandes complicações ou surpresas. A narrativa da Susan Fox é instigante e consegue prender a atenção do leitor, mas neste livro senti falta de um pouco mais de movimento na trama.
 Temos um conflito bastante óbvio e previsível que gira em torno exclusivamente da Miriam e sua dor depois de uma forte decepção. Achei o texto fraco apesar de ter uma mensagem muito legal sobre superação, família, amadurecimento e amor verdadeiro entre um casal com vários anos de casados. 
 Miriam e Wade são duas pessoas sonhadoras que cresceram juntas e aprenderam sobre o amor juntas, os dois se casaram bastante cedo e tinham sonhos de uma vida perfeita, mas acabam sofrendo uma perda que enfraquece a relação deles. 
  O livro é narrado em terceira pessoa com capítulos intercalados onde o foco é Miriam e depois Wade. A narrativa começa com Miriam no hospital, mas o leitor só fica sabendo o motivo de ela estar naquela situação depois de algum tempo. Cada capítulo conta com a narrativa no tempo atual e flashbacks sobre coisas que antecedem o momento em que Miriam entrou no hospital. 
 Temos também o tempo bem demarcado dentro da trama; a história se passa entre 1994 e 1995 e toda a história é contada dentro desse espaço de tempo. 
 A história não conta com muitos personagens e apenas um deles chamou minha atenção e se tornou o meu preferido. Evan é uma criança, melhor amigo da filha de Miriam e Wade, a Jessica. Esse garoto conseguiu se destacar na trama; é um personagem que deu para perceber que tem bagagem e eu fiquei muito curiosa com ele; o legal é que o próximo livro contará sua história, então vou poder saber mais sobre o Evan. 
 A parte gráfica do livro está bem trabalhada. Diagramação simples, letras em tamanho confortável, páginas amarelas, desenhos nas páginas a cada início de capítulo e também separando cada cena. Eu gostei da capa, bem romântica e em cores bonitas; outra coisa bem legal é que o livro veio com marcador na orelha para ser destacado! 
 Se você for ler Um Amor Perfeito não espere uma história profunda, com personagens impressionantes ou intensos, este livro é para ser lido sem pretensões é uma leitura leve, rápida e ótima para distrair a mente. Se o ler sem grandes expectativas vai conseguir absorver e aproveitar uma terna história de amor. 



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Criado por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. Voltar ao Topo