MELANCIA.

Autora: Marian Keyes
Editora: edições de bolso
Páginas: 488
                  Quando decidi comprar esse livro, o que mais me chamou a atenção e despertou o meu interesse foi o título; Melancia. Fiquei curiosa, não é comum os livros terem nomes de frutas! Eu não sabia nada sobre a autora, nunca tinha ouvido falar dela; então comprei o livro e não me arrependi.
               Melancia é um livro muito agradável, possui uma linguagem leve e carregada de humor, os personagens são reais, com conflitos que povoam a vida de qualquer pessoa nada fantasioso (apesar de eu gostar dos romances onde existe muita fantasia), a narrativa é feita pela protagonista da história ela se chama Claire tem 29 anos, uma filha recém-nascida e um marido que acabou de confessar o seu caso de mais de seis meses com a vizinha também casada. 
            Marian keyes nos faz sentir como se a Claire fosse nossa melhor amiga nos contando seus casos de amor e desilusões amorosas. O livro começa com nossa heroína contando sobre o nascimento de sua filha, Claire passa por situações que são capazes de pirar qualquer mulher; olha só a tragédia: Imagine você na maternidade se "rasgando" na sala de parto para trazer ao mundo seu filho e quando enfim você consegui, e o pior já passou; então você descobre que não o pior está bem ali diante de você; seu marido lhe comunica ainda na maternidade que quer o divorcio porque tem um caso com a sua vizinha (que é mais velha que você, detalhe humilhante), bem foi isso que James o marido de Claire fez e ele nem ao menos quis conhecer a própria filha! (admito que fiquei com muita vontade de matar esse James). 
           Claire decide voltar para sua casa em Dublin onde sua família mora, ela estava destruída imensamente gorda e sofrendo de uma depressão profunda. Houve momentos em que fiquei com muita raiva de Claire, ela acreditava não poder viver sem James encontrava-se totalmente sem amor-próprio e com a auto-estima baixíssima.
         A bebida tornou-se um consolo para seus problemas e chorar uma atividade constante, não tinha forças para sair da cama e muito menos de casa, passava o dia todo com uma camisola horrorosa de sua mãe, um calção de golfe do pai e meias de alpinismo; não sentia vontade nem para tomar banho (Claire estava me dando um péssimo exemplo: Como tornar um homem o centro de sua vida e fazer dele o motivo de você ser feliz ou não).
       Boa parte da narrativa Claire descreve os estágios da depressão, ela passa da tristeza, solidão e infelicidade para raiva, ciúme e ódio. Tudo começou a mudar quando ela encontrou uma bicicleta ergométrica dos seus tempos de adolescência e começou a praticar exercícios físicos como forma de expelir toda a energia que provinha da raiva e ódio por James estar com outra mulher.
       Depois de ouvir um sermão de seu pai, Claire decidiu que sua vida precisava continuar. Após ter passado por momentos realmente tenebrosos, o destino a presenteia com o lindo Adam; uma prova de que depois da tempestade o sol sempre volta a brilhar ( ridículo a minha tentativa de ser poética, eu sei!). Eles começam a sair juntos, Claire até senti-se atraída por Adam, mas ela ainda tinha a esperança de voltar para James. (Eu achei que ela estava louca, com um deus como Adam, e querendo voltar para aquele cafajeste! é o fim).
    O final é maravilhoso, mas eu não vou contar é claro; acho que posso dizer que ela conseguiu descobrir o real motivo de James a ter abandonado e sua escolha não poderia ser melhor. *_*
         Eu recomendo, você vai se divertir muito.
                                                                                 
 

4 comentários:

  1. Oi Rafa, adorei a sua resenha, só me deu mais vontade de ler o livro! Há, eu também tenho vontade de ler por conta no nome de fruta, rsra, beijocas :*

    http://myevery-thing.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. A capa desse livro é bem atrativa!

    =)

    ResponderExcluir
  3. Ei!
    Adorei a resenha!
    Eu tb adoro Melancia. Foi o primeiro da Marian Keyes que eu li, e é da família Walsh, que eu amo!!!
    Num é? Com um Adam daquele para que ela ia pensar no James?
    Vem em mim Adam!!!
    Bjins

    ResponderExcluir
  4. Pois é lu, aquele Adam é um sonho!
    Beijoss!!!

    ResponderExcluir

O seu comentário é muito importante para mim, por isso não economize palavras; adoro saber sua opinião! Caso tenha um blog deixe o link para que eu possa retribuir seu comentário. :D
Beijos da Rafa!!

Tecnologia do Blogger.