segunda-feira, 25 de julho de 2016

A Caminho do Altar.


Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Páginas: 320
Gênero: Romance de Época
Série: Os Bridgertons #08
Tradução: Viviane Diniz
Avaliação:
                        
                           Skoob | Amazon | Saraiva
 Eu tentei adiar ao máximo essa leitura, o livro chegou por aqui e eu fiquei enrolando para ler até não poder mais. Julia Quinn foi uma das primeiras autoras de romances de época que tive o prazer de ler e foi com seu trabalho que comecei a me apaixonar pelo gênero, então me despedir dos Bridgertons não foi nada fácil. 

 A Caminho do Altar é o oitavo e último livro da série que conquistou milhares de leitoras e que nos fez aguardar ansiosamente por cada lançamento. Desta vez o foco é Gregory Bridgerton, o mais jovem dos homens da família mais numerosa de Londres.

 O garotinho peralta que conhecemos no primeiro livro, cresceu e agora é um homem de 26 anos que depois de acompanhar cada um de seus irmãos encontrarem o amor verdadeiro e viverem felizes, também deseja encontrar o amor verdadeiro. 

 Quando põe os olhos em Hermione Watson, Gregory se apaixona à primeira vista e fica totalmente encantada pela bela jovem. Ele está decidido a tê-la; ela é a mulher de seus sonhos e o amor de sua vida, mas ele não contava que a Srta. Watson já tivesse entregado seu coração a outro homem. 

  Gregory faz de tudo para que a jovem lhe dê atenção e para isso ele contará com a ajuda de Lady Lucinda Abernathy, a melhor amiga da Srta. Watson. Mas a situação começa a mudar quando quem se vê muito interessada em Gregory é Lucy que por sinal já está prestes a se casar; e em meio a toda essa confusão e desencontros Gregory terá que lutar pelo seu tão esperado final feliz. 


                  "[...] Sem você, eu não sou nada." pág. 288



 Julia Quinn é realmente uma autora magnífica, a série Os Bridgertons só confirma o enorme talento que essa autora possui para contar histórias. A série é composta de 8 livros apaixonantes que nos cativam tão intensamente que é quase como se o universo criado por ela fosse real. 

 Em A Caminho do Altar ela assegura seu talento e presenteia o leitor com uma trama bem desenvolvida que faz o leitor suspirar a cada virada de página. Julia Quinn não aposta apenas no romance previsível, ela vai além e adiciona à história momentos de tensão, suspense e pitadas de humor que tornam a leitura mais divertida e marcante. 

  A família Bridgerton continua tão divertida e amorosa quanto no primeiro livro, esperava uma participação maior do clã neste último livro, mas a fofura do Gregory roubou toda a cena! Ele possui uma fé no amor que toca nossos corações de leitoras apaixonadas. Por ter acompanho as histórias amorosas de seus irmãos, Gregory tem certeza de que também encontrará a mulher de sua vida. 

 A mocinha da história não me conquistou como eu imaginava, em vários momentos da leitura Lucy se tornou irritante e tive a sensação de que o Gregory merecia um par que se destacasse mais. O bom é que observamos ao longo da narrativa uma mudança importante na personagem, e isso foi o que me agradou na Lucy; seu crescimento pessoal. 

 A narrativa é desenvolvida em terceira pessoa, algo que a Julia Quinn conduz muito bem. O leitor tem acesso a uma ótima descrição do cenário da história e das emoções e pensamentos dos personagens; adoro a forma fluida, divertida e instigante que autora conta suas histórias. 

  
 Em relação a parte gráfica do livro a Arqueiro sempre capricha no trabalho. A capa está linda e segue o padrão das anteriores, as páginas são amarelas, as letras têm tamanho ótimo e confortável para leitura e os capítulos são curtos. 

 A Caminho do Altar não foi o melhor livro da série, mesmo assim Júlia Quinn conseguiu novamente me fazer ficar apaixonada por seus personagens e suas histórias de amor. Ao contrário do que imaginava, o que eu senti ao final da leitura não foi a nostalgia de um encarramento e sim, a sensação de aguardar o próximo lançamento. Acho que ainda não assimilei a ideia de que a série chegou ao fim! #chora

 Quem gosta de romances de época e ainda não conhece Os Bridgertons precisa se jogar na leitura logo, com toda certeza você vai se apaixonar por essa família mais do que especial e inesquecível. 

Outros livros da série:

O Visconde que me amava 
Um Perfeito Cavalheiro
Os segredos de Colin Bridgerton
Para Sir Phillip, com amor
O Conde enfeitiçado
Um beijo inesquecível 
A Caminho do Altar


                                           Fonte: Google imagens
             

                                                      

segunda-feira, 11 de julho de 2016

A Caminho da Sepultura.


Autora: Jeaniene Frost
Editora: Novo Século
Páginas: 344
Gênero: Sobrenatural/Fantasia/Romance (+18 anos)
Tradução: Fabiana B. F. Martins
Avaliação:

                           Skoob | Amazon | Saraiva

 Este livro estava entre os meus desejados há muito tempo, mas só agora consegui finalmente o meu exemplar e não perdi tempo; devorei o livro em poucos dias. Quando finalizei a leitura quis me bater por ter demorando tanto a iniciar essa série.

 A Caminho da Sepultura é o primeiro volume da série Night Huntress onde conhecemos Catherine Crawfield, uma meia-vampira que dedica sua vida a perseguir vampiros. Cat só pensa em se vingar do vampiro que quase destruiu a vida de sua mãe. 

  Em uma de suas missões ela é capturada por Bones, um poderoso vampiro caçador de recompensas e acaba aceitando uma parceria perigosa com ele. O objetivo de Cat é encontrar o pai e em troca disso ela aceita treinar com Bones até que suas habilidades de combate sejam insuperáveis. 

  Em meio aos treinamentos e missões noturnas essa dupla acaba atrapalhando os planos de um letal grupo de assassinos, Cat e Bones enfrentarão ameaças mortais à medida que vão se envolvendo cada vez mais, até que a atração entre os dois se torna explosiva e impossível de controlar. 


Fonte: Google Imagens (Quote selecionado pelo blog Fascinada por Histórias)
 Eu nem lembro mais há quanto tempo Night Huntress estava na minha lista de desejados, o gênero sobrenatural e mais especificamente os vampiros sempre aguçaram muito minha curiosidade, adoro leituras nesse estilo e quando há também muito romance envolvido eu me apaixono loucamente pela história. 

 Não foram poucas as resenhas e opiniões que li elogiando a série e os personagens, e depois de concluir a leitura do primeiro livro tenho que concordar que Night Huntress promete ser uma das melhores séries sobre vampiros que já tive o prazer de ler. 

 O que mais se destaca neste livro é a escrita da Jeaniene Frost, sua escrita é envolvente e seduz o leitor do início ao fim do livro. É difícil não ficar deliciado com a construção da trama e principalmente com os diálogos entre os protagonistas ao longo da narrativa, a trama como um todo é muto bem construída e deixa o leitor empolgado a cada virada de página. 

 Os personagens também são outro ponto alto do livro, Cat é uma guerreira nata, ela é uma mestiça que tem verdadeiro ódio dos vampiros; uma boa parte desse ódio é reflexo de sua mãe que a instiga a perseguir e matar vampiros em nome da vingança pelo que o pai de Cat fez a ela no passado. O seu envolvimento com Bones vai fazê-la questionar tudo o que sempre acreditou e pelo que lutou em toda sua vida. 


                Fonte: Google Imagens (Quote selecionado pelo blog Fascinada por Histórias)

 Bones com certeza encanta todas as leitoras, ele é um vampirão sexy e extremamente sarcástico, sempre tem uma resposta afiada na ponta da língua e nesse quesito ele e sua "gatinha" como ele chama a Cat combinam super bem. Gosto de toda a áurea de poder e segurança que a autora conferiu a ele, Bones é honesto e não esconde, ameniza ou despreza sua natureza. 

 O livro é narrado em primeira pessoa do ponto de vista da Cat, já falei aqui que são poucos os livros com esse estilo de narrativa que me deixam satisfeita, mas neste caso o narrador-personagem até me agradou, pois a Cat conduz muito bem a narrativa e ainda preserva todo o mistério que envolve Bones, o leitor descobre mais sobre ele juntamente com a personagem. 

 A narrativa flui de forma muito rápida, o leitor é instigado a devorar o livro na ânsia por mais da história; espere bastante ação e momentos tensos ao longo da leitura. Jeaniene Frost brinda o leitor com pintadas de humor e cenas quentes na medida e quantidade certa, Cat e Bones possuem uma química bastante intensa.

              Fonte: Google Imagens (Quote selecionado pelo blog Fascinada por Histórias)

  Acho a capa do livro perfeita, é sombria e sedutora e combina super bem com a história. A diagramação é simples, mas bonita. O que não me agradou tanto foi a fonte, achei muito pequena e para mim foi um pouco desconfortável durante a leitura. As páginas são amarelas, os capítulos curtos e bem distribuídos. 

 Para um livro introdutório, A Caminho da Sepultura foi uma ótima leitura e só me deixou ainda mais decidida a continuar lendo a série toda, quero mais de Bones e Cat, além de descobrir que rumo Janiene Frost dará a história e aos personagens. Espero ser surpreendida e me apaixonar ainda mais por sua escrita.

 O final me deixou com o coração em pedaços! Eu preciso do segundo volume e pra ontem! Sem dúvidas nenhuma A Caminho da Sepultura é mais do que recomendado para quem gosta do gênero sobrenatural adicionado a um delicioso romance quente. 

 Livros da série:


                Fonte: Google Imagens (Quote selecionado pelo blog Fascinada por Histórias)
                                                                              

sábado, 2 de julho de 2016

Fechando o Mês: Junho.


   Hey, queridos! Tudo bem?

 Hoje é dia do nosso tradicional balanço do mês. Junho passou voando e se por um lado ele foi um mês ótimo em relação a novidades que chegaram por aqui, por outro foi cruel para meu pobre coração de leitora apaixonada por livros. 

 Nos últimos tempos as chuvas e tempestades têm castigado várias cidades pelo Brasil e em junho São Luis passou por alguns temporais que deixaram estragos pela cidade. Em um desses temporais a chuva foi tão forte e intensa que invadiu casas, foi o que aconteceu com a minha. O estrago não foi devastador como aconteceu com outras pessoas, mas a água alcançou exatamente o lugar que eu mais temia; a minha estante! 

 Isso mesmo que vocês estão imaginando, perdi vários livros da minha coleção. Grande parte deles não tem mais jeito; tentei secar, pesquisei alguns métodos na internet, mas não teve jeito. Ainda não sei o que vou fazer com eles porque estão tão estragados que não dá mais para mantê-los na estante que também está detonada. Foi difícil me conformar com o prejuízo. 

 Tirando isso, o mê foi bom para leituras. Estou com algumas leituras empacadas que não estão fluindo, mas aproveito para intercalar com leituras que eu sei que serão mais rápidas. Comecei a ler alguns ebooks, mas ainda não consegui concluí-los, aguardem que em breve trago a coluna Dia de ebook.

 Chegou muitos livros legais em junho e eu também comprei mais alguns livrinhos que estavam na minha lista de desejados. A compra que fiz amenizou um pouco a dor de ter perdido tantos títulos da minha estante. :(
   
 Vem comigo conferir o Fechando o Mês de junho

Lidos no mês:


1. Romance com o Duque.
2. Intenso.
3. Meu querido meio-irmão.
4. Cordas do Coração.
5. Simplesmente Você.
6. Devasso.
7. Marcados para Sempre.

Lendo Agora:

 Minhas leituras estão bem variadas no momento. Eu sempre intercalo quatro livros ao mesmo tempo, aprendi a não ficar presa em uma leitura que não flui. Estou quase concluindo dois e-books: Um grande problema (Carlie Ferrer), Entrega Total (Jennifer Lyon) e A Besta Humana (Emile Zola). Dos físicos a leitura que mais está fluindo é E não sobrou nenhum (Agatha Christie), o livro é muito bom e em breve terá resenha no blog. 



Resenhas do mês:

Ligeiramente Seduzidos
Paixão Libertadora
Intenso
Simplesmente Você

Comprei em Junho:

 A Amazon é uma verdadeira tentação para os leitores, eu sempre estou lá fuçando as promoções e incluindo mais livros na minha lista de desejados. Sem falar que eu babo nos lançamentos das editoras; tem como não desejar as novidades incríveis que aparecem por aí todo mês? 
Então eu aproveitei os bons preços e comprei onze livrinhos mais do que desejados! #aloucadascompras
 Espiem só:


 Comprei: 

1. Meu querido meio-irmão
2. Marcados para sempre
3. Cordas do Coração
4. Devasso
5. Belo Sacrifício
6. Leis da Paixão
7. Inocência?
8. Coração?
9. E não sobrou nenhum (esqueci de incluir na foto!)
10. Ruah (Livro do padre Marcelo Rossi que comprei para mamis!)
11. Luz de Invero. (Comprei no site da editora porque amo a série da Keila Gon)

 Recebidos das editoras:

1. Intenso (Editora Arqueiro)
2. Sedução da Seda (Editora Arqueiro)
3. A Caminho do Altar (Editora Arqueiro)
4. Uma Mulher Livre (Editora Record)
5. O caderninho de desafios de Dash e Lily (Galera Record)
6. No Limite do Desejo (Verus Editora)
7. Simplesmente Você (Editora Bezz)
8. Vem Comigo (Editora Bezz)
9. Coração Adestrado (Editora Bezz)
10. Meu Clichê (Editora Bezz)

Meta de Leitura:

 A minha meta anual continua evoluindo bem, graças ao método de não ficar presa a leituras que não fluem. Tenho mantido uma média boa de leituras nos meses e estou confiante que conseguirei ter um bom resultado em Dezembro. 

 Dei uma parada total nos projetos em Junho, apesar de estar com leituras encaminhadas tanto no projeto de leitura clássica quando no da Agatha Christie, só consegui isso nos últimos dias do mês. 

 A leitura de Os Miseráveis foi uma das que empacou; espero voltar a ler o livro em breve porque estou devendo o post sobre ele faz tempo. :)

Meta de Leitura: 110 livros
Lidos até agora: 44 livros.

No geral foi um mês bem atribulado, mas teve muitas leituras ótimas também. Espero que julho seja bem melhor!
E para vocês, como foi o mês de junho?

Beijos, e até breve!
                                                           
            

quarta-feira, 29 de junho de 2016

Simplesmente Você.


Autora: Caterine Santos
Editora: Bezz
Páginas: 364
Gênero: Romance/Jovem Adulto
Avaliação:

                           Skoob | Amazon | Saraiva  
 No começo do mês recebi os primeiros livros da nova parceira do Fascinada por Histórias, a Editora Bezz. Foi até difícil escolher qual ler primeiro porque as opções eram bem interessantes, quase todos os que recebi são lançamentos nacionais que fizeram sucesso no Wattpad

 Escolhi começar por Simplesmente Você que conta a história de Caroline Almeida, uma jovem que não acredita mais no amor. Ela já passou por situações bem difíceis na vida por isso prefere manter distância de relacionamentos sérios. 

 Mas, toda essa determinação em não se apaixonar será testada quando Eduardo Williams cruza sem caminho. Ele é lindo, bem sucedido e determinado, assim que põe os olhos em Caroline fica fascinado por ela e seu novo objetivo é tê-la para si. 

 Só que Caroline não está disposta a arriscar seu coração, e não será nada fácil para Eduardo vencer a resistência de uma mulher tão decidida a não se entregar novamente ao amor. 


 Simplesmente Você é um livro clichê que possui uma história bem previsível, mas que consegue prender a atenção do leitor porque a autora além de toda a história de amor apresentada, também trás toques de aventura e ação a trama, o que movimenta bastante a narrativa. 

 Caroline e Eduardo são personagens que conquistam facilmente a simpatia do leitor; ela é uma mulher que precisou aprender a conviver com a rejeição e o descaso da família. Carol é extremamente orgulhosa e isso a prejudica muitas vezes, gosta de ser independente e tem muito medo do amor. 

 Já Eduardo é um homem cheio de privilégios, cresceu em uma família amorosa e foi preparado desde cedo para ocupar o lugar do pai na empresa da família. Assim que conhece Caroline fica surpreso com os sentimentos que ela desperta nele e mesmo com toda a resistência dela, Eduardo insiste até conseguir o que quer; o que mais gostei no personagem foi o seu lado protetor e a forma como ele cuida e se preocupa com a Caroline. 

 O livro é narrado em primeira pessoa, o diferencial aqui é que o ponto de vista é intercalado entre os protagonistas muitas vezes dentro do mesmo capítulo. Achei interessante esse recurso que a autora utilizou e não lembro de ter visto isso em outro livro. 

 A narrativa é fluida e até envolvente, mas esperava que fosse bem mais desenvolvida. O passado de Caroline poderia ter sido mais explorado talvez assim a trama ganhasse mais profundidade. 



 Achei a capa do livro bonita e charmosa, combina bem com a história. A diagramação também é bem trabalhada, as páginas são amarelas e as letras em bom tamanho. A minha ressalva fica por conta dos vários erros de revisão que encontrei durante a leitura, eu não sou de ficar tão encanada com isso (desde que não sejam frequentes!), mas nesse caso as falhas da revisão incomodaram bastante durante a leitura. 

 No geral Simplesmente Você é uma leitura leve, rápida e boa para aqueles momentos em que procuramos algo para relaxar. Caterine Santos tem um ótimo potencial, mesmo que ainda precise amadurecer na maneira de desenvolver a trama, sua escrita é envolvente e fisga o leitor facilmente. 

 Quem gosta de romances doces repleto de cenas apaixonantes com pitadas de suspense, Simplesmente Você é uma boa dica de leitura! 
                                                                 
 

segunda-feira, 20 de junho de 2016

Intenso.


Autora: Robin York
Editora: Arqueiro
Páginas: 272
Gênero: New Adult
Série: Caroline & West #02
Tradução: Cássia Zanon
Avaliação:
                           Skoob | Amazon | Saraiva
 Profundo, primeiro livro desta duologia me surpreendeu ao apresentar não só uma história de amor arrebatadora, mas principalmente pelo tema relevante e diferente que a autora escolheu abordar dentro da trama. Me vi muito envolvida na leitura e principalmente na história narrada, então ler a continuação era algo pelo que estava ansiosa e curiosa para descobrir o desfecho que a autora daria para a história. 

Em Intenso, temos um cenário ainda conflituoso e incerto. West é obrigado a retornar a Silt, sua cidade de origem e isso sempre foi o seu pior pesadelo. Ele detesta o lugar e odeia ainda mais a pessoa que ele é quando está lá. 

Caroline não está disposta a desistir e esquecer West, mesmo separados e ele fazendo de tudo para mantê-la longe, ela não hesita quando West precisa de sua ajuda e vai ao encontro dele. 

 Só que em Silt, West é uma pessoa totalmente diferente, ele está destroçado, sombrio e sem esperanças. Determinado a tirá-la de sua vida ele toma atitudes ruins que só machucam os dois e que pode destruir todas as chances de um novo começo para ambos.

"West e eu vagando por uma imensidão de estrelas com as mãos unidas. Eu o guiando para fora da escuridão." pág. 109


 No primeiro livro quem me conquistou foi a Caroline, sua força e determinação se sobressaíram muito mais do que todo o drama de West. Apesar de ter gostado da leitura de Profundo fiquei com medo de não gostar do segundo livro, já que logo na sinopse dá para perceber que o destaque é o West. 

 Foi uma surpresa ao iniciar a leitura e me vê bastante envolvida com toda a trama, a leitura fluiu muito mais rápida do que a do primeiro livro e a história de vida do West me tocou tanto quanto a luta da Caroline em relação a "Vingança Pornô"

 O foco neste livro é centrado no drama da vida familiar de West, ele realmente não teve uma vida fácil. Suas chances na vida sempre foram muito limitadas, mas ele sempre ambicionou um futuro melhor e diferente para si e consequentemente para sua irmã, tudo o que ele faz é pensando na irmã mais nova; isso foi que mais me tocou na história dele. Em alguns momentos eu quase perdi a paciência com o personagem, mas quando a mudança acontece é emocionante acompanhar como ele e Caroline são bons juntos, como eles crescem e amadurecem em conjunto. 

 Narrado em primeira pessoa com os capítulos alternados entre os protagonistas, o livro como o próprio título já diz vai fundo nas emoções dos personagens e proporciona ao leitor uma história verossímil que nos faz sofrer e torcer por tais personagens até a última página. 

"É isto que eu quero: esta mulher nos meus braços, na minha vida. Esta mulher ao meu lado. Desde que eu a tenha, posso dar um jeito em todo o resto. Posso fazer o que quiser e ser quem eu quiser, desde que esteja com ela." pág. 191


 A parte gráfica do livro é muito bem trabalhada assim como do livro anterior, diagramação simples, capítulos bem distribuídos - gostei dos títulos situando o leitor em cada momento da história, páginas amarelas e letras em tamanho ótimo. 

 Robin York possui uma escrita instigante que cativa o coração do leitor, eu com certeza quero conhecer mais do trabalho dela. Caroline e West foram me conquistando aos poucos e são personagens tão marcantes que dificilmente os esquecerei. 

 Esperava um pouco mais do desfecho, os últimos capítulos poderiam ter sido melhor desenvolvidos (as autoras precisam lembrar que o final é tão importante quanto o desenvolvimento da narrativa), mas nada disso tira o brilho e o peso da história. Intenso é uma leitura que emociona e aquece a alma; mostra que sempre temos uma chance de recomeçar! 
                                                                    

segunda-feira, 13 de junho de 2016

Paixão Libertadora.


Autora: Sophie Jackson
Editora: Arqueiro
Páginas: 352
Gênero: New Adult/ Drama
Série: Desejo Proibido #02
Tradução: Thalita Uba
Avaliação:

                         Skoob | Amazon | Saraiva 
  
 Desejo Proibido foi uma leitura intensa  e arrebatadora, gostei dos personagens e principalmente da escrita da autora. Por isso fiquei logo interessada na leitura de Paixão Libertadora, o personagem principal deste livro é o Max O' Hare, melhor amigo do Carter. 

  Quem leu o primeiro livro tem uma ideia de quem é o Max, se o Carter era difícil, o Max é mil vezes mais problemático. Ele já passou por várias situações traumáticas na vida e depois de ir ao fundo do poço, Max é internado em uma clínica de reabilitação para deixar o uso das drogas. 

  A luta não é fácil, então ele decide deixar Nova York e ir para uma cidade no interior onde moram alguns de seus familiares. Nesta nova cidade ele conhece Grace Brooks, uma moça apaixonada por fotografia que também está morando a pouco tempo na cidade.

 Grace também tem sua própria carga emocional e passado conturbado para enfrentar, mesmo assim a atração entre ela e Max acaba falando mais alto e os dois se envolvem em uma relação  intensa que vai transformar o futuro dos dois. 

                          
 Em Paixão Libertadora me vi realmente tocada pela história de vida, por toda a dor e sofrimento do Max. Neste livro a autora conseguiu transmitir ao leitor a dolorosa carga traumática de ambos os personagens; a minha surpresa foi perceber que não teríamos apenas os conflitos do Max para absorver, a autora apostou também em uma mocinha cheia de traumas com um passado tão doloroso quanto o do nosso protagonista. 

  No início não acreditei que essa mistura funcionaria, desenvolver bem uma trama onde apenas um dos protagonistas possui traumas já é difícil, ousar abordar dois protagonistas quebrados é bem mais complicado. Sophie Jackson demostrou um grande domínio de escrita e conseguiu dosar muito bem o lado dramático da história, o envolvimento de Max e Grace é bem explorado e eu me vi torcendo muito pelo casal ao longo da leitura. 

 O livro é narrado em terceira pessoa e o leitor acompanha os sentimentos, sensações e principalmente emoções e medos dos dois protagonistas. Em alguns momentos da narrativa temos flashbacks do passado do Max, o que nos ajuda a compreender melhor o que ocorreu em sua vida.  A autora possui uma escrita envolvente e tão fluida que você conclui a leitura em pouquíssimo tempo. 


 Este foi um livro que não me encantou somente pela história de amor, que também é linda e tem papel fundamental na trama, eu me encantei mesmo foi pela história de superação dos personagens, Max era um cara totalmente destruído, logo no primeiro livro temos uma noção de como ele quer se autodestruir; foi tocante acompanhar a evolução dele e sua luta para superar seus demônios e se libertar, o título representar perfeitamente essa história.

 O final poderia ter sido mais trabalhado e desenvolvido, achei que foi corrido demais. Para uma trama tão bem explorada esperava um desfecho mais elaborado. 

 A capa segue o padrão da anterior, a diagramação é simples, os capítulos são bem distribuídos, as páginas amarelas e as letras em tamanho ótimo. 

 Paixão Libertadora aborda questões bastante relevantes, como drogas, violência contra a mulher, luto e reabilitação, mas não deixa de ser uma leitura leve e cheia de mensagens de esperança onde o amor exerce o poder da superação. Quem gosta de leituras que falam sobre recomeços e segundas chances vai se encantar com a história do Max e da Grace!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...