Destaque para o Autor: Papo literário com Débora Mattana.


    Olá, leitores! Tudo Bem?

  Olha só a nossa coluna de entrevistas com os autores pintando novamente por aqui! Hoje a autora convidada é a nossa parceira Débora Mattana, autora de Anseio - A disputa do coração, quem conferiu a resenha sabe que recomendo bastante a leitura, o livro é cheio de personagens super legais com uma trama que conquista facilmente o leitor. 
  A Débora foi muito gentil em nos fornecer essa entrevista onde ela nos conta mais sobre seu processo de criação, seus gostos literários (Amei essa parte Débora! Harry Potter é muito amor! rsrsrsrs) e seus futuros projetos. Espero que vocês gostem da entrevista, pois foi concedida com muita carinho pela autora. 
 Chega mais, vem conferir nosso Papo literário de hoje! *-*

Fonte: Google Imagens
1- Anseio é um romance sobrenatural que aborda uma mitologia própria e bem original. De onde veio a inspiração para escrever sobre o tema?

 "Penso que veio de uma vontade inconsciente de que este mundo de fato exista, veja bem, adoro sonhar e me refiro também ao momento que estou dormindo, acredito que os sonhos são vivências e ali conseguimos obter experiência e aprendizado, Anseio possibilitou que eu pudesse explorar minha imaginação sendo que tudo que estava a minha volta me inspirava". 

2- Sabemos que os autores nacionais enfrentam ainda muitas dificuldades para publicar suas obras. No seu caso quais foram as maiores barreiras que você enfrentou quando decidiu publicar Anseio? 

 "Auto crítica, eu julgava demais minha escrita portanto demorei quatro anos para concluir Anseio, no entanto a editora que me acolheu foi simplesmente perfeita, então posso dizer que neste quesito não enfrentei barreiras".  

3- Quando percebeu que queria ser escritora?

"Quando estava escrevendo Anseio, nem mesmo foi quando comecei e sim durante o processo, simplesmente vi que estava fazendo algo que eu amava e que quero continuar fazendo pelo resto da vida".

4- Como foi o processo de construção dos personagens? Teve algum em especial que foi mais difícil?

 "Foi divertido e de tirar o sono, eles meio que se apresentavam e contavam suas historias e como era a sua personalidade, eu sei... parece meio louco, mas é verdade, adorei todo o processo. Acredito que a Doga foi um personagem difícil, ela é inspirada em uma tia minha que infelizmente morreu, e meu vilão Uric, que vai aparecer mais no segundo livro, ele veio com o processo se intitulando o culpado por tudo, e amei ele". 

5- Quais são suas maiores influências literárias? Quais livros mais gosta de ler?

 "Sou um clichê ambulante por que amo a J. K. Rowling e ela é com certeza a escritora que mais admiro no mundo, posso dizer que ela mudou minha infância. Adoro o gênero fantástico, meu livro preferido é Harry Potter, sim todos, adoro romance, fantasia, novos mundos e novas sociedades, personagens fortes e corajosos que se arriscam por algo nobre". 

6- Anseio é sua estreia no mercado literário e já conta com inúmeras críticas positivas. Houve opiniões negativas? E como você tem lidado com essas opiniões?

 "Até agora não tive uma crítica negativa e fico super feliz com isto, mas sei que uma hora ou outra ela vai chegar, entre as resenhas as vezes encontro “ esta parte não me agradou” enquanto que em outra é “a minha parte preferida”, acho que enfrentarei assim as criticas, acredito não posso agradar a todos, e tomarei nota para melhorar sem me deixar intimidar". 

7- Com Anseio publicado, quais são seus futuros projetos? Podemos esperar uma continuação do livro para logo? 

 "Estou trabalhando na continuação de Anseio o nome é Receio, espero conseguir lançar ele ainda este ano. Também estou com outros livros em andamento, Troca Sombria é um deles, trata-se de uma romance; de uma jovem cheia de vida que faz um pacto. Estou trabalhando em um livro que fala sobre sonhos, o nome inicial é o Trem dos Perdidos, este conta a historia de Gara, ela esta determinada a ser livre, tenho muita ideias para livros e espero estar sempre me superando, estou escrevendo juntamente com outra escritora um livro sobre uma raça diferente de Deuses, o nome é Os Soberanos de Gardia, este conta a historia de uma soberana chamada Ivy e sua missão naquele mundo". 
     
8- Obrigada por aceitar o convite para esse bate-papo; foi um prazer! Deixe um recadinho para os leitores do blog e para aqueles que ainda não conhecem Anseio – A disputa do coração. 

 "Olá lindo leitor fascinado por histórias, se você quer conhecer um novo Ser e uma nova história te convido a virar as páginas de Anseio que me dediquei com todo carinho e cuidado, os seres que ali habitam estão loucos para te conhecer.
Um super beijo".


                                     
  Perceberam que a Débora está cheia de projetos e novidades, estou super curiosa para conferir a continuação de Anseio! Se você ainda não conhece a história corre para conhecer! Espero que tenham gostado do bate-papo! ;)

Beijos, e até logo mais!

                                                                               



Desafio.

Autora: C. J. Redwine
Editora: Novo Conceito
Páginas: 368
Tradução: Ivar Panazzolo Júnior
Gênero: Distopia
Avaliação:

                              Skoob | Saraiva  

   A primeira vez que peguei esse livro para ler não estava no clima para leituras desse gênero e acabei deixando o livro de lado; deveria ter insistido e continuado, pois teria valido o tempo empregado. O bom é que uns dias atrás a vontade de lê-lo surgiu novamente e desta vez só larguei o livro depois da última página.
  Desafio tem uma trama padrão do gênero Distopia, mas traz uma narrativa cheia de ação que deixa o leitor sem fôlego e ansioso para cada acontecimento seguinte. 
  A história gira em torno de Rachel Adams, uma garota de dezesseis anos que vive em uma cidade chamada Baalboden cercada por muralhas e dominada pelo Comandante Chase, um homem cruel e ditador que amedronta a todos os habitantes. Nesta cidade as mulheres e garotas precisam sempre obedecer seus protetores, esses protetores são os homens da família, pais ou maridos; as mulheres não podem dar um passo sem estar acompanhadas de seus protetores. 
 Rachel é diferente das outras garotas, enquanto as moças se preparam para a tão aguardada cerimônia da "Toma" e para ser passivas donas de casa, Rachel foi criada por seu pai para ser uma guerreira capaz de usar uma espada com habilidade. Quando seu pai é declarado morto em uma de suas missões fora da cidade, Rachel acaba ficando sobre a guarda de um novo e indesejável protetor: Logan McEntire. 
  Logan é aprendiz de Jared, pai de Rachel e o cara por quem a garota sempre foi apaixonada, mas que a rejeitou. Desde então eles têm uma relação conflituosa, agora ele é o único responsável por Rachel e será uma tarefa árdua conter a jovem de temperamento forte e bastante teimosa, ainda mais agora que ela está decidida a fugir de Baalboden para encontrar o pai, pois acredita que ele está vivo. Só que esse plano é bastante arriscado e colocará em risco a vida de Rachel e das pessoas que ela ama.

[...] Não sentir nada além da fúria e determinação me fortalece. Em breve, o Comandante vai saber exatamente o quanto ele me fortaleceu". pág. 264

  Eu leio pouca distopia, pois a trama sempre tem como fundo uma sociedade decadente comandada por alguém cruel, impiedoso e brutal, mas Desafio conseguiu chamar minha atenção precisamente por conta dos personagens e do conflito que envolve os dois. C.J.Redwine conseguiu construir uma história com as características básicas do gênero, mas inseriu na trama ingredientes que fizeram do livro uma leitura distinta e marcante. 
   O livro conta com personagens bem elaborados que não  nos decepcionam em suas ações, nossa heroína é forte, determinada uma guerreira nata que foi criada para ser independente e capaz de se defender por conta própria. Rachel é decida luta bravamente contra a tirania do Comandante Chase, ela também é uma garota apaixonada e rejeitada, mas que não deixou esse fato determinar sua vida. 
   Logan é um inventor criador de vários objetos fundamentais para a realidade de guerra em que eles vivem. Ele é um homem que só deseja escapar das mãos do Comandante Chase, logan esconde sua verdadeira natureza atrás de uma fachada de homem calmo, controlado e inofensivo. 
  Logan e Rachel têm uma química intensa que ameça explodir a todo momento durante a narrativa, o suspense em relação aos dois é constante e deixa o leitor com muita expectativa ao longo da leitura. No entanto, se engana quem pensa que o romance é o foco neste livro, o destaque principal é a batalha e conflito envolvendo a cidade Baalboden
  A narrativa flui bem e a leitura é rápida por conta dos vários momentos de ação é difícil largar o livro até a última página. A história é contada em primeira pessoa com capítulos alternados entre Rachel e Logan; eu agradeço às autoras por utilizarem cada vez mais esse recurso é ótimo acompanhar os dois lados da trama. 
[...] Não sei como explicar e não me incomodo em tentar fazê-lo. Basta saber que eu preciso dela como nunca precisei de ninguém. Só pensarei no que fazer a seguir depois que a encontrar [...]" pág. 231

 Como não amar essa capa? Muito linda e combina perfeitamente com a história, a diagramação é simples, as letras são confortáveis para leitura e as páginas são amarelas preferência essencial dos leitores. 
  Desafio foi uma leitura que superou minhas expectativas e como livro de estreia deixou um gostinho de quero mais e grande ansiedade pela continuação; o final beira ao desespero e a autora conseguiu deixar ganchos importantíssimos para o próximo livro; prevejo ainda muita aventura vindo por aí. 
   Para quem gosta de distopias e aventura Desafio é uma ótima dica de leitura. Eu já estou mais do que curiosa para conferir a continuação e saber o que acontecerá com os habitantes de Baalboden

Próximos livros da trilogia, ainda sem lançamento no Brasil. 

Sessão Filmes: A Bela e a Fera (2014).




Título Original: La Belle Et La Bête
Direção: Christophe Gans
Duração: 114 min.
Ano: 2014
País: França
Gênero: Aventura/Romance
Distribuidora: Califórnia Filmes
Classificação: 12 anos

  Faz tempo que essa coluna não aparece por aqui! Estava com saudades de trazer para vocês meus comentários sobre os filmes que ando assistindo. A verdade é que ultimamente tenho tido pouco tempo para ver filmes, por isso a coluna ficou parada. 
  Mas para tirar as traças, essa semana escolhi um filme muito especial para ver e resolvi comentar um pouco dele aqui no blog. Acho que já falei por aqui o quanto sou apaixonada pelo conto da Bela e a Fera, esse é o meu conto de fadas preferido.
  Sempre que surge uma nova adaptação fico super curiosa e louca para conferir, por isso quando me deparei com esse filme não pensei duas vezes e larguei tudo para ver!
  Esta é uma adaptação francesa de A Bela e a Fera  que se diferencia da versão mais famosa que é a da disney, por não ter tantos elementos fantasiosos e musicais e apostar mais no lado dramático do conto. 
  Nesta versão considerada a mais próxima do original por não conter objetos que falam, a história se passa no ano de 1810, um naufrágio leva à falência um comerciante (André Dussollier), pai de três filhos e três filhas. A família se muda para o campo e Bela (Léa Seydoux), a filha mais jovem, parece ser a única entusiasmada com a vida rural. Certo dia o pai de Bela arranca uma rosa do jardim de um palácio encantado e acaba condenado à morte pelo dono do castelo, um monstro (Vincent Cassel). Para salvar a vida do pai, Bela vai viver com o estranho ser. Lá ela encontra uma vida cheia de luxo, magia e tristeza, e aos poucos descobre mais sobre o passado da Fera, que se sente cada vez mais atraída pela jovem moça.


 Eu adorei a fotografia, o figurino dos personagens tudo muito luxuoso e requintado e principalmente a forma como a história é contada em um tom mais adulto sem referências tão infantis. Temos os elementos essenciais do conto que preservam a identidade da história. 
 O cenário encanta à primeira vista e diversas vezes fiquei deslumbrada pelos elementos visuais tentando absorver tudo; adoro quando os filmes oferecem essa qualidade de efeitos e imagens tudo fica mais interessante. 
  Apenas achei que faltou mais química entre o casal protagonista e um pouco mais de emoção nas interpretações. Em alguns momentos o clima de entusiasmo é perdido e o filme fica um pouco morno, mas logo algo importante acontece e a trama ganha força novamente. 


  Senti falta de um melhor desenvolvimento do relacionamento dos personagens, não vemos a relação da Bela e da criatura Fera evoluindo, acredito que isso é o ponto alto do conto, quando a criatura vai se transformando por conta do sentimento que nasce pela moça. Neste filme Bela descobre mais sobre o passado da Fera e sobre sua maldição através de sonhos e quando nos damos conta o desfecho do "Felizes para Sempre" já nos é apresentado. 
     Quem espera por uma Bela mais doce, amável e carinhosa se decepcionará com esta adaptação, aqui Bela se mostra uma moça mais fria bem distante da imagem criada pela Disney e a que estamos mais acostumados. Essa personalidade menos dócil foi o que mais me surpreendeu no filme. 


  Os efeitos sonoros também é algo que se destaca bastante no filme, trazem um toque mais sombrio a história e o final tem bastante ação, o que me agradou muito. Para quem é fã do conto, assim como eu, e quer conferir o filme sem grandes expectativas, a adaptação é uma boa dica, mas os mais exigentes com certeza não ficarão tão satisfeitos com a produção francesa. 
 Para mim valeu à pena precisamente pelas belíssimas imagens dignas de obras de arte da pintura! 

                                         Trailer.



                                                                                         

Central de Lançamentos: Editora Gente/Única.



  Hey, leitores! Tudo bem?

 Feriadão chegando ao fim, deu para colocar as leituras em dias? Eu aproveitei para tentar recuperar o atraso e concluir alguns livros que estão empacados, até que estou conseguindo evoluir. Coisa chata é você pegar um livro para ler e não conseguir se envolver com a história, a leitura parece que se arrasta e você começa a pensar que não vai terminar nunca. 
 Estou nessa situação com três livros, mas acredito que vou conseguir superar eles. Hoje trouxe mais uma seleção de lançamentos, agora da nossa parceira Gente/Única
  São quatro super novidades para todos os gostos, tem dois na lista que me deixaram curiosa e fiquei com muita vontade de ler. Vem comigo espiar os lançamentos de fevereiro da Editora Única/Gente!

                                      O Queridinho do Chefe.
                                       

Quantas vezes você se viu empacado esperando pela resposta do seu chefe? Ou estagnado porque parece que ele nunca lhe ouve? Como mudar isso? Encontrar outro emprego? Desistir? Ou aprender a transformar até mesmo a chefia mais difícil num grande aliado e facilitador do seu crescimento profissional?
 Fala-se muito mal de pessoas que conseguem ser “queridinhas” do chefe, mas o que esses profissionais têm pode levá-los muito mais longe: inteligência emocional, senso de cooperação e os ouvidos abertos de quem importa para suas ideias.
William Smullen percorreu todos os níveis hierárquicos militares e seu último cargo público foi como chefe de gabinete do então Secretário de Estado dos Estados Unidos, Colin L. Powell. Dentre suas responsabilidades ele tinha de assegurar a imagem positiva e o sucesso de todas as empreitadas de Powell.
Uma missão que trouxe grandes frutos para Smullen, alavancando sua carreira e tornando-o um dos maiores palestrantes e referência em comunicação
empresarial, reconhecido internacionalmente. 

                                         Melhor que Chocolate.

Skoob

 Que atire a primeira pedra quem não gostaria de ter essas três coisas misturadas em meio a uma aventura inesquecível. Pois é mais fácil do que parece, basta abrir este delicioso (sem exageros) romance de Laura Florand.
 Cade Corey é uma jovem executiva que cuida do negócio bilionário de chocolate da família, uma empresa popular nos Estados Unidos. Ela sonha em construir uma linha premium de seus produtos, e, como boa conhecedora do seu negócio, sabe que encontrará o chocolate perfeito em Paris. Na verdade, o chocolate perfeito está, mais especificamente, nas mãos igualmente perfeitas de Sylvain Marquis, o melhor chocolatier da cidade.
 O problema é que Sylvain se recusa a associar sua arte a uma grande empresa que só pensa em destruir sua técnica para reproduzi-la em grande escala. Isso para ele é um insulto, e não uma proposta! Contudo, embora o francês jure que está em paz para tocar a vida, aquela americana teimosa não lhe sai da cabeça.  E Cade sente o mesmo: adoraria simplesmente fechar negócio com outro especialista parisiense, entretanto, não consegue esquecer os olhos cortantes de Sylvain e sua personalidade arrogante, porém tão viciante quanto seus doces.
Paris está prestes a ficar pequena para o que existe entre eles. 

                                          Os Filhos de Odin   
                                      
Skoob

 Antes de o tempo como nós o conhecemos começar, deuses e deusas viveram na cidade de Asgard, que significa Local dos Deuses. Uma era de mágica, quando seres míticos podiam usar seus poderes e definir os caminhos
do futuro, e proteger o mundo.
 Entre as cruzadas de Odin para encontrar a sabedoria necessária para salvar o mundo, os feitos incríveis de Thor e seu martelo e as travessuras de Loki, o agente do bem e do mal, Padraic Colum reconta as sagas nórdicas revelando o tempo em que a magia, os poderes e as maravilhas fantásticas corriam pelo
universo.
 Em Os filhos de Odin, descubra a origem das histórias de Odin, Thor e Loki, onde Asgard foi construída e o que estava escondido durante o Ragnarök, o Crepúsculo dos Deuses. As histórias que encantam a todos nós nos cinemas possuem um enredo ainda mais fascinante do que você imagina! 

                                                         Se Joga!

Skoob

 Você não está feliz com os rumos que sua vida tem tomado e está deixando seus sonhos de lado. Sente-se num beco sem saída. E está errado!  Existe uma nova rota. Só precisa fazer uma escolha – e esta é a coisa mais difícil pela qual já teve de passar. Falta coragem? Então este livro vai ajudá-lo. Nancy Levin teve de suportar uma grande dor, e sobreviveu! Sua superação aconteceu por meio do método que agora ela compartilha com você. São dez passos para se jogar em direção ao que sempre desejou, e finalmente realizar o que seu coração tanto lhe pede.
 Essa é uma jornada de aceitação e verdade para que você consiga visualizar-se
livre. Ao fazer sua escolha, terá clareza sobre seus limites, as pessoas certas ao seu lado e autodomínio para ir aonde quiser. Quando estiver pronto, saltará. E não estará sozinho! Este livro o acompanhará para que consiga lidar com as consequências da mudança e tenha uma transição suave. Por fim, o grande trunfo: dizer sim. Para você. Para sua vida. Para seus sonhos.


Estes foram os lançamentos de Fevereiro da Gente/Única. Fiquei muito curiosa com Os filhos de Odin, pois sou muito fã do Thor e Melhor que Chocolate que parece ser uma leitura super legal! E vocês, quais despertaram mais o interesse? ;)

Beijos, e até loguinho! 
                                                                       
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...