sábado, 30 de abril de 2016

Fechando o Mês: Abril.


    Hey, queridos! Tudo bem?

   Mais um mês se encerra portanto, hoje é dia de fazer o balanço geral sobre as últimas leituras. Abril não foi um mês tão agitado em leituras quanto eu esperava, a ressaca literária me pegou e ainda estou sofrendo os efeitos dela! rsrsrsrs

  Consegui concluir a leitura de um clássico para o Projeto Leitura Clássica e já iniciei outro que espero concluir em maio. Dei uma parada nas leitura de ebooks por falta de tempo, mas vou retornar porque há alguns no kindle que são prioridades. 

  Em maio o Fascinada por Histórias fará 6 anos de existência, mas ainda estou pensando o que farei para comemorar essa data tão querida. Aguardem!

 Em março eu me descontrolei nas compras, então esse mês me mantive longe da Amazon; só não sei por quanto tempo vou continuar assim porque já estou de olho em alguns livrinhos, meus desejados só aumentam a cada mês.

  Vamos lá conferir o Fechando o Mês de Abril!

Lidos no Mês:


1. O Sol é para Todos [ebook] Projeto Clássicos.
2. Profundo.
3. O Desapego Rebelde do Coração.
4. Nunca Jamais
5. Entre a Ruína e a Paixão
6. Armas da Sedução

Lendo Agora:

 Depois que terminei Armas da Sedução a ressaca literária me pegou comecei alguns livros para ver se conseguia me livrar dela, mas não adiantou. Vocês já passaram por períodos em que não conseguem se concentrar em leitura nenhuma? Estou dessa forma! 

 Mais uma vez quem está me salvando é Agatha Christie, em breve vai ter resenha de A Casa do Penhasco. 

Resenhas do Mês:


Comprei em Março:

 Evitei visitar a Amazon e não caí em tentação. Nada de compras em Abril, mas não sei se Maio continuarei resistindo. Adoro comprar livros e a minha lista de desejos é quilométrica! rsrsrs

Meta de leitura:

 Estou deixando as leituras evoluírem naturalmente, li 6 livros em Abril e considerando o meu tempo livre a média está boa. Estou satisfeita com os projetos também que estão me trazendo ótimas leituras. 

Meta de leitura: 110 livros
Lidos até agora: 27 livros

   

quarta-feira, 27 de abril de 2016

Projetando minha estante nova!


     Hey, queridos! Tudo bem?

  Hoje o assunto é algo que tem ocupado bastante do meu tempo e disposição. Como toda leitora viciada em livros estou novamente sem espaço para acomodar decentemente os meus livrinhos. Eu tenho uma estante dessas que vendem em lojas virtuais e três prateleiras que acomodam a maioria da minha coleção, o restante fica guardado dentro do guarda-roupas. Sim, o meu guarda-roupas serve mais para guardar livros do que roupas! hahaha

  A questão é que não tenho mais onde enfiar livros e a minha estante já aguentou até onde podia; a coitada está mais torta do que a Torre Pizza. Para acabar com esse dilema estou planejando há algum tempo uma nova estante que suporte todos os meus livros e que acabe com esse problema de falta de espaço. 

  Já entendi e aceitei que comprar uma já pronta não adiante nada, só vou gastar dinheiro em um produto que não vai durar muito tempo. Assim, minha ideia é montar a minha própria estante de acordo com o espaço que tenho disponível (meu quarto é pequeno!) além de escolher um material resistente que aguente o peso dos livros. 

  Então, pensei em dividir com vocês algumas opções que tenho pesquisado e as minhas ideias para a minha estante ideal, talvez vocês também estejam na mesma situação que eu, buscando inspiração e sugestões para fazer a de vocês. 


  Eu queria mesmo era uma neste modelo, que ocupasse uma parede toda. Meu projeto inicial era exatamente este. Mas acabei pensando melhor e percebi que com o espaço que tenho isso não seria possível; meu quarto é pequeno e se eu optasse por uma neste formato ficaria encurralada em um espaço minúsculo. 


  Essa aqui também é linda, ficaria muito legal em um quarto grande ou até mesmo em uma sala como na foto. Para mim não daria certo colocar a minha estante na sala, a minha família gosta de receber pessoas em casa e eu não iria gostar nenhum pouco de várias pessoas manuseando meus livros e bagunçando tudo. Gosto de todos eles alinhados e arrumados na estante! hehehe


  Então eu optei por compor uma estante de nichos e prateleiras, separei uma parede inteira e vou preenchê-la com nichos nas mesmas proporções de algumas prateleiras que já tenho. Escolhi os nichos porque ocupam menos espeço no quarto, já que ficam fixados na parede, e eu posso ir acoplando novos à medida que for precisando de mais espaço. 

  Já determinei as medidas, escolhi a cor branca porque deixa o quarto mais claro e iluminado e em breve vou levar o projeto ao marceneiro para ele fazer um orçamento. Assim que tudo estiver pronto farei um post especial mostrando tudo para vocês.

  Espero que tenham gostado do post e que as ideias tenham servido de inspiração para vocês. Me contem aí, qual é o modelo de estante dos sonhos para vocês! :)

Beijos, e até logo!
                           Fonte: Todas as imagens foram retiradas do Google e do Pinterest

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Nunca Jamais.


Autoras: Colleen Hoover e Tarryn Fisher
Editora: Galera Record
Páginas: 192
Gênero: Romance/Thriller
Tradução: Priscila Catão 
Avaliação:


                                     Skoob | Amazon | Saraiva | Submarino
                          
               
 Colleen Hoover é uma autora muito elogiada e adorada pelos leitores, já havia lido dois livros dela o que me fez gostar da escrita da autora e sempre ficar ligada nos lançamentos dela. Li alguns comentários sobre Nunca Jamais, mas o "bichinho" da curiosidade ainda não havia me picado. 

 Foi uma surpresa para mim quando recebi da Editora Galera Record o livro esse mês, logo comecei a ler por ser um livro pequeno além é claro, de ser Colleen Hoover e ela já havia me agradado antes. 

 Nunca Jamais é uma parceria da diva Hoover com a Tarryn Fisher, outra autora também bastante conhecida. O livro já inicia apresentado ao leitor uma situação bastante inusitada e curiosa, Charlize Wynwood e Silas Nash são dois adolescentes aparentemente normais, são melhores amigos desde a infância e namoram há quatro anos, mas não lembram de absolutamente nada sobre eles e sobre suas vidas. 

  De uma hora para outra tudo se torna completamente estranho, o casal não lembra de nada do passado, não reconhecem a si mesmos, ninguém que faz parte de suas vidas e muito menos sabem como tudo aconteceu. A partir daí eles se unem para tentar encontrar uma resposta para esse mistério e quanto mais eles investigam mais confuso tudo se torna. 

[...] Que estranho ser feita de carne, se equilibrar em ossos e ter uma alma que nunca conheci." pág. 102


  Fui totalmente surpreendida com esse livro, imaginava uma trama bem diferente da que encontrei e confesso que acreditava que um livro escrito por duas autoras, que possuem escritas e formas diferentes de contar uma história não fosse funcionar muito bem. Estava muito enganada! Colleen e Tarryn me envolveram tanto na trama que eu devorei o livro em pouco tempo. 

  Nunca Jamais é uma narrativa misteriosa onde o leitor vai tentando juntamente com os personagens compreender tal situação e encontrar respostas para o que aconteceu. Mesmo depois de finalizar a leitura ainda fiquei com a mente super confusa (com certeza essa foi a intenção das autoras!) e louca para compreender como Charlie e Silas se meteram nessa confusão; tentei bolar até algumas teorias para explicar a coisa, mas até agora ainda não tenho uma explicação aceitável. 

   O livro é narrado em primeira pessoa como o ponto de vista alternado entre os protagonistas, e vocês sabem que eu prefiro narrativas dessa forma. A história se passa no cenário escolar, mas os personagens são mais maduros então temos uma narrativa com toques do gênero jovem adulto.

  As autoras mesclam junto ao romance, que não se desenvolve completamente neste primeiro livro, outras questões bem interessantes como problemas familiares, alcoolismo, rixas entre famílias entre outras coisas que torço para que sejam bem trabalhadas mais adiante. 

     "[...] Vou fazer você se apaixonar por mim outra vez". pág. 129


 Essa capa é muito curiosa, quando o livro chegou fiquei um tempão tentando entender a imagem. A diagramação é simples, as letras são muito confortáveis, as páginas são amarelas e os capítulos curtos, o que torna a leitura extremamente ágil. 

 Pelo que andei pesquisando a história é dividida em três partes, Nunca Jamais é apenas a primeira, ainda teremos mais duas partes para enfim descobrirmos todo o mistério. Vocês já devem ter uma ideia de que o desfecho do livro vai te deixar desesperado pela continuação né? Pois é, as autoras estão ficando cada vez mais malvadas! hahaha

 Nunca Jamais é uma história sinistra e inquietante que aguça a curiosidade do leitor do inicio ao fim. Quem ainda não leu precisa conhecer essa trama desafiante. 

 Capas originais dos três livros: 



sábado, 23 de abril de 2016

RBD Tag de Libros!


  ¡Hola! ¿Cómo estás? 

 Já deu para perceber que o post de hoje temos uma mistura de músicas e livros, o que eu adoro! Nos meus tempos de adolescente eu era MEGA apaixonada pelo RBD, uma banda que se originou de uma novela mexicana chamada Rebelde. 

 Ainda hoje com meus 27 aninhos não pode faltar RBD na minha playlist, e em minhas andanças por canais literários no Youtube encontrei o canal do Pedro Maziero, o Canetando ele é o criador da TAG  e responde ela de forma super divertida. 

 Como sempre fui fã do RBD e adorei a TAG achei que seria legal respondê-la aqui no blog também. Ela se chama RBD Tag de Libros e consiste em associar títulos de livros aos nomes das músicas da banda. Então vem comigo conferir as minhas respostas para esse momento nostalgia RBD! 

1) Rebelde: Um livro/série que todo mundo ama, menos você.


 Essa série e super adorada e tem milhares de fã, mas comigo ela não funcionou. Eu li apenas o primeiro livro e para mim já deu; não consegui engolir a America e todo aquele mimimi dela me tirou do sério. 

2) Solo Quédate En Silencio: um livro cujo final te deixou atônito.


Eu amei esse livro! E o final me deixou de queixo caído, fiquei tipo: COMO ASSIM TERMINA DESSE JEITO!!!!!!!!!!!!!!!!!

3) Sálvame: Um livro que acabou sendo uma fria da qual você gostaria de ter sido salvo


   

Eu ganhei esse livro e estava bem curiosa para ler, cheia de expectativas porque havia lido várias resenhas que me deixaram empolgada. Só que quando terminei a leitura a pergunta que me fiz foi: Pra quem mesmo eu li esse livro? Que decepção!  









4) Enseñame: Um livro que você se esforçou ao máximo para gostar, mas não rolou de jeito nenhum.



OK, vocês sabem que um dos meus gêneros favoritos é o New Adult e After é totalmente um New Adult. Mas quando eu comecei a ler o livro logo percebi que teria sérios problemas com ele; a mocinha é uma tapada (sem um pingo de amor próprio!) e o "mocinho" é um escroto. Mas como eu sou teimosa continuei lendo achando que uma hora as coisas iriam melhorar #soquenao 
Não deu! Eu até comprei a continuação, mas ainda não tive coragem de ler. Nem consegui fazer resenha porque vou acabar xingando os personagens do começo até o fim! rsrsrsrs




5) Este Corazón: Um livro que tenha roubado o seu coração.





Este livro é muito amor! É uma das minhas mais recentes leituras e eu me apaixonei pela protagonista, a Scout, uma criança super fofa e inteligente.









6) Santa No Soy: O livro mais safado que você já leu.




Já li muito hot, é um gênero que até gosto mas acabei enjoando porque comecei a encontrar muitas cópias de Cinquenta Tons de Cinza, é uma trilogia que eu gosto, mas cansa ficar lendo sempre a mesma receita. 
Escolhi Atraído que é um livro bem safado, mas hilário! :)








7) Aún Hay Algo: um livro/série que você desistiu de ler, mas que, vira e mexe, a vontade volta // um livro/série que você abandonou, mas que, vira e mexe, bate a vontade de retomar


Eu comecei a ler a série e fui até alguns capítulos do segundo livro, mas acabei parando de novo por causa da protagonista, ela começou a me irritar e eu acabei deixando para depois. Sempre sinto vontade de retornar a leitura e até quero concluir porque tenho todos os livros na estante. Talvez em breve eu faça uma maratona Estilhaça-me aqui no blog!

8) Inalcanzable: Um livro que está na sua wishlist há muito tempo, mas que você, por algum motivo, acaba nunca comprando


Essa série está na minha Wishlist desde que comecei o blog há 5 anos! Já foi lançada em capas feias, em tamanhos diferentes e agora está nesta nova edição toda linda, mas não sei o motivo de ainda não ter comprado os livros considerando que eu quero muito ler! hehehe

9) Una Canción: Uma música que te remete a algum livro específico







Quando eu li esse livro fiquei apaixonada pela trilha sonora que a autora usou para compor a história. Toda vez que escuto Poison & Wine do The Civil Wars, eu lembro de Camryn e Andrew protagonistas da história.










10) Asi Soy Yo: Um protagonista com quem você se identifica.

Essa não tinha como ser outra! Sempre me identifiquei muito com a Hermione, com certeza é a personagem feminina que mais gosto! :)


 Espero que vocês tenham gostado da TAG e das minhas respostas, eu amei responder e relembrar um pouco do RBD por quem tenho tanto carinho. Agora me deu vontade de ouvir todas as músicas! hehehe

Beijos, e até logo!
                                                                             



quinta-feira, 21 de abril de 2016

Profundo.


Autora: Robin York
Editora: Arqueiro
Páginas: 320
Gênero: New Adult
Tradução: Cássia Zanon
Avaliação:

                 Skoob | Amazon | Saraiva | Submarino 


 Profundo é o primeiro volume da duologia Caroline & West, que além de ser um New Adult com uma história de amor bem intensa aborda também um tema atual e que precisa ser bastante debatido e explorado. Chama-se "Vingança Pornô" ou "Pornografia não consensual" e consiste em fazer uso de fotos íntimas das pessoas sem o consentimento delas. 

 O livro conta a história de Caroline Piasecki, uma jovem universitária que sonha com a carreira jurídica, mas vê seu sonho desmoronar quando seu ex-namorado divulga na internet fotos dela nua. Sua reputação é arruinada, todos a jugam e a condenam.

 Desesperada, Caroline tenta retirar as fotos da rede, mas isso se mostra cada vez mais impossível. Em meio a todo esse caos surge em seu caminho West Leavitt, ele é tudo que Caroline menos precisa nesse momento. Um cara enigmático e metido em encrencas pesadas.

 Quando West a defende a situação começa a mudar, os dois se tornam amigos mesmo contra a vontade dele, e a paixão intensa se mostra impossível de ignorar. 

"[...] Você foi um cretino comigo e eu simplesmente aceitei. Eu deixei. Mas não vou mais deixar. Se quer ficar comigo, se decida, porra." pág. 226


 Profundo me deixou curiosa principalmente pela temática que a autora escolheu abordar; Vingança Pornô é um assunto bem atual, mas ainda pouco explorada na literatura. As pessoas vítimas desse abuso além da exposição agressiva pela qual passam ainda sofrem muito preconceito e julgamentos da sociedade; mesmo que tenha sido discutido de forma romantizada Robin York foi muito feliz ao trazer a questão para a literatura. 

  Sobre a trama em si, gostei da forma como a autora caracterizou seus personagens. Os protagonistas são bem construídos, Caroline é a moça rica que nasceu com privilégios e vê todo seu futuro garantido ruir, já West é o rapaz pobre que não teve muitas oportunidades na vida, mas quando tem uma chance para atingir seus objetivos não se importa nada com as atitudes que tem que tomar para conseguir o que quer; para ele os fins justificam os meios.

  Eu me surpreendi bastante ao gostar bem mais da Caroline do que do West, ela passa por uma barra bem pesada, mas é uma garota determinada ao contrário do West que passa boa parte da história fugindo do que quer; achei ele muito mimizento

  O livro é narrado em primeira pessoa com o ponto de vista alternado entre os protagonistas. A narrativa é cronológica e tudo ocorre no espaço entre os meses de Setembro e Abril, a história se inicia exatamente no momento em que Caroline descobre que suas fotos caíram na rede, então o leitor tem a oportunidade de acompanhar todo o conflito da personagem desde o momento fatídico. A autora conseguiu evidenciar muito bem como é afetado o lado psicológico das pessoas vítimas desse abuso; toda a vida de Caroline é afetada, sua imagem, a forma como ela se relaciona com as outras pessoas e sua maneira de enxergar a si mesma. É muito legal vê a superação da personagem. 


  A narrativa é ágil e extremamente envolvente, eu torci muito pela Caroline e quis dar uns tapas no West. As cenas mais quentes são muito sensuais e fundamentais dentro da trama, Caroline e West possuem uma química explosiva são totalmente opostos e imperfeitos, mas é emocionante e lindo o envolvimento dos dois. 

  A diagramação é simples, as letras são confortáveis, as páginas são amarelas e os capítulos estão bem distribuídos. O desfecho me deixou louca para ler a continuação, só fiquei surpresa ao ler a nota da autora no final explicando que nos Estados Unidos "vingança pornô é perfeitamente legal. No Brasil temos a Lei Carolina Dieckmann (12.737/2012) que foi criada depois que a atriz teve seu computador pessoal roubado e suas fotos íntimas divulgadas na internet. Ainda precisamos de leis mais rígidas e específicas em relação ao assunto e principalmente uma mudança de atitude da sociedade que é quem mais condena as vítimas desse abuso. 

 Profundo é uma leitura intensa e apimentada com um romance arrebatador e que ainda propõe ao leitor um debate e conscientização sobre uma questão social que ainda precisa de muitas vozes para que haja mudanças significativas. 

Saiba mais sobre Vingança Pornô:
Época | Marie Claire | Site oficial do Romário | Site End Revenge Porn


segunda-feira, 18 de abril de 2016

Nove regras a ignorar antes de se apaixonar.


Autora: Sarah MacLean
Editora: Arqueiro
Páginas: 384
Gênero: Romance de Época
Tradução: Fabiana Colasanti
Avaliação:


 Desde que li Entre o Amor e a Vingança, os livros da Sarah MacLean despertaram um fascínio em mim. Quando vi Nove regras a ignorar antes de se apaixonar entre os lançamentos da Arqueiro minha curiosidade falou mais alto e eu resolvi conferir a história.

 O livro nos apresenta Calpúrnia Hartwell, uma jovem sonhadora que aos 28 anos é uma solteirona de reputação impecável, ela é o exemplo perfeito de uma dama de seu tempo, mas isso não a ajudou a encontrar seu príncipe encantado. Callie nunca foi considerada uma beldade na alta roda social, não é ousada, voluntariosa ou desafiadora por isso sempre passa como uma moça comum e sem graça. 

 Só que agora, dez anos depois de ter sido apresentada à sociedade e ainda sendo solteira e sem chances de casamento, Callie decide que sua reputação não lhe serve para nada; ela quer quebrar regras, desafiar as convenções e descobrir os prazeres que existem e que sempre foram negados às mulheres. 

 Sua lista possui nove itens e o escolhido para acompanhá-la neste desafio é o famoso libertino de Londres, Gabriel St. John, o marquês de Ralston. Entretanto, viver aventuras e quebrar regras não se mostra tão perigoso quanto estar tanto tempo na companhia do marquês de Ralston, uma ameaça constante ao seu coração.

[...] Queria tudo dele: sua mente, seu corpo, seu nome e, acima de tudo seu coração."


 Romances de Época são minha leitura predileta, todo esse cenário de ladys e lordes, carruagens e pompa da aristocracia me encanta. Adoro quando as autoras conseguem descrever com perfeição todo aquele ambiente mágico dos grandes bailes e o cotidiano de tal época histórica; Sarah MacLean é uma dessas autoras que consegue deixar o leitor extasiado e extremamente envolvido com a trama e os personagens de suas histórias. 

 Eu já havia lido alguns livros da autora, então já estava familiarizada com seu estilo de escrita e com a forma como ela constrói seus personagens. Sarah MacLean sempre nos apresenta personagens irreverentes, que desafiam os costumes e padrões das épocas retratadas e neste livro não foi diferente. 

 Calpúrnia Hartwell, apenas pelo nome pouco comum já nos causa uma forte impressão. Ela foge completamente dos padrões de beleza de seu época, só por isso eu já tive uma empatia instantânea com a personagem, e quando ela começa a mostrar ao leitor sua personalidade e força de espírito, toda a trama ganha um novo brilho. Callie surpreende o leitor durante toda a narrativa, suas opiniões, atitudes e coragem é o que torna a história tão instigante.

  O livro é narrado em terceira pessoa com o foco alternado entre os protagonistas. A leitura é bastante fluida, Sarah MacLean construiu um texto espirituoso, divertido e recheado de muita sensualidade. Além dos protagonistas marcantes também temos personagens secundários que despertam a curiosidade do leitor, aposto que os próximos livros serão ainda melhores. 


 A Arqueiro arrasa nas edições dos romances de época, essa capa está lindíssima, eu adoro esse tom de azul e a imagem da capa combinou bem com a história. Apenas achei o título longo demais, mas no geral o trabalho gráfico está ótimo. A diagramação é simples e delicada, as letras estão em tamanho confortável e as páginas são amarelas. 

 O desfecho é super romântico e muito fofo! Nove regras a ignorar antes de se apaixonar é uma leitura cativante e deliciosa, Sarah MecLean seduz o leitor com uma história divertida e apaixonante. Com certeza já conquistou seu posto entre as melhores autoras do gênero! 

 Capas Originais da Trilogia Love By Numbers. 


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...