O Natal de Poirot.

Autora: Agatha Christie.
Editora: Nova Fronteira
Páginas: 223
Sinopse: Véspera de Natal. A reunião da família Lee é arruinada pelo barulho ensurdecedor de móveis sendo destroçados, seguido de um grito agudo e sofrido. No andar de cima, o tirânico Simeon Lee está morto, numa poça de sangue, com a garganta degolada.
   Mas quando Hercule Poirot, que está no vilarejo para passar o Natal com um amigo, se oferece para ajudar, depara-se com uma atmosfera não de luto mas de suspeitas mútuas. Parece que todos tinham suas próprias razões para detestar o velho...

Mais uma vez vou resenhar um livro de Agatha Christie, eu comprei um box contendo três romances da autora; nunca havia lido romance policial antes e a autora não me decepcionou. Estou adorando todo o ambiente e principalmente o detetive criado por Agatha Christie, ele é incrívelmente empolgante. Acho que já declarei antes que sou apaixonada por romances tipo melosos(olá Bella Swan e Edward Cullen!), mas o clima de mistério que faz nossa cabeça girar e as várias possibilidades para a solução do conflito dos romances policiais estão me conquistando. Bom sem mais demora vamos a resenha do livro O Natal de Poirot.
"Quem jamais poderia imaginar que aquele velho guardasse tanto sangue dentro de si?"                                                                            Macbeth
  Essa frase aparece no início do livro e é também pronunciada por um dos suspeitos do crime brutal que Hercule Poirot está tentando desvendar. É uma frase que se torna uma pista muito valiosa para a solução do caso...
  Simeon Lee era um velho de idade avançada, doente e muito rico vivia em uma bela mansão com seu filho Alfred Lee e sua nora. Lydia Lee não gostava nem um pouco do sogro, pois achava que seu marido era um escravo do pai. Alfred sempre cedia a todos os caprichos do pai, e isso deixava a esposa enfurecida.
   Apesar de já ser bem idoso, Simeon sentia-se muito vivo e possuía muito vigor, mas estava inválido, preso a uma cadeira ocupava seu tempo irritando a vida de seus filhos e esposas.
  O seu último capricho foi reunir todos na mansão da família para o Natal; Alfred e Lydia, George e Magdalene, David e Hilda, Harry o filho pródigo, Pilar a neta que ninguém da família conhecia, Stephen Farr (filho de um amigo de Simeon Lee).
  A família Lee estava mais uma vez reunida, Simeon será assassinado e o assassino circula nesse meio, todos têm motivos para querê-lo morto.
  A questão é: Quem teve coragem para cometer um crime tão brutal? Isso é o que Hercule Poirot terá que descobrir.
   E vocês só descubrirão lendo!!
  Recomendo muito Agatha Christie, as histórias são sempre envolventes, a resolução do mistério não demora tanto para ser apresentada e o Hercule Poirot é uma espécie de detetive psicólogo, ele vai desvendando e decifrando a personalidade dos suspeitos e nos instiga a fazer o mesmo também. 
  A leitura não é nada cansativa e sem falar que você precisa estar muito atento aos acontecimentos para conseguir acompanhar o raciocínio do brilhante detetive.

                                                                         


           

4 comentários:

  1. Obrigada Felipe, beijos para vc também! :D

    ResponderExcluir
  2. Ei Rafa!
    Lendo sua resenha vejo que tenho que ler algo da Agatha. só li um livro há mtooo tempo e é tanto tempo que eu nem lembro o nome do livro =P
    Bjins querida

    ResponderExcluir
  3. Da pra crer que nunca li nada dessa escritora!

    Todo mundo me critica horrores!
    ahsuhusha

    Mas os títulos simplesmente não me atraem!
    ¬¬' Fazer o que né?

    BJão!
    Clícia Godoy
    http://silencioqueeutolendo.blogspot.com/

    ResponderExcluir

O seu comentário é muito importante para mim, por isso não economize palavras; adoro saber sua opinião! Caso tenha um blog deixe o link para que eu possa retribuir seu comentário. :D
Beijos da Rafa!!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© FASCINADA POR HISTÓRIAS - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo