A SENSITIVA.


   Autora: Hannah Howell
   Editora: Lua de Papel
  Páginas: 206 


      A Sensitiva é o segundo romance da família Werlocke, escrito pela autora Hannah Howell. A família Werlocke é conhecida por seus membros possuírem dons místicos que não são vistos a bons olhos na sociedade em que vivem, por isso preferem viver isolados e reclusos apesar de possuírem fortunas e títulos de nobreza.
    Desta vez conheceremos a história de Penélope Werlocke Hutton-Moore, ela possuí o dom de vê e falar com os mortos e vive à margem da sociedade sem que ninguém tenha conhecimento de sua existência, pois vive reclusa no sótão de sua própria casa por determinação de seu meios-irmãos.
    Para Penélope sua verdadeira família vive na Toca Werlocke, uma casa cheia de crianças filhos bastardos de seus parentes Werlocke; crianças que eram abandonadas por suas mães após estas descobrirem seus dons especiais.
    Ela sustentava essas crianças praticamente sozinha, e mantinha o lugar em segredo indo visitá-lo as escondidas quando conseguia fugir das vistas de seus meios-irmãos, Charles e Clarissa.
    Em uma das noites em que deixava a Toca Werlocke, Penélope é sequestrada e levada a força para um bordel; lá ela se torna o presente de despedida de solteiro de Ashton Radmoor.
    A surpresa de Penélope é grande quando percebe que o homem que a confundi com uma prostituta, é ninguém menos que Lorde Radmoor, noivo de sua meia-irmã. Ele por sua vez fica encantado com a bela mulher com que seus amigos lhe presentearam.
    A partir daí eles não conseguem evitar a intensa atração que os aproxima, e nem mesmo o fato de Ashton precisar casar com uma herdeira rica para salvar sua família da miséria, o impede de se tornar o protetor de Penélope contra um inimigo que deseja vê-la morta.


   - Isto é loucura - Ashton murmurou ao se dar conta de que estava começando a desabotoar o vestido dela.   - Mas é uma loucura deliciosa - ela o beijou no pescoço, saboreando o gosto de pele, e ouviu o gemido suave que ele deixou escapar.   - Penélope, estou prestes a tomá-la aqui mesmo, no sofá da sua sala.   - Sim, é verdade, talvez não seja o melhor lugar.   Ele se apoiou sobre os cotovelos para fitá-la. Os lábios rubros estavam inchados de tanto beijar, os olhos azuis emanavam um calor que ele agora sabia ter sido despertado pelo desejo. Ela o queria. Ele a queria.   - você é inocente - ele sussurrou.   - Inocente sim, mas não ingênua. Moro a poucos passos de um bairro de Londres onde todos os pecados conhecidos por um homem podem ser comprados. Posso ser pura no corpo, mas sei muito mais do que gostaria. Sei aonde isto vai nos levar e sei que quero seguir este caminho..."                                                                    (pág. 90)   
     

      A sensitiva segue a mesma linha do romance anterior da série; Penélope é uma garota que possuí dons especiais assim como os outros de sua família, ela é uma personagem forte, destemida e determinada, e foi ela quem mais me chamou atenção nesse livro.
    Penélope sabe o que quer e não tem nada de mocinha indefesa e frágil. Já Ashton é o tipico caça-dotes da sociedade do século XVIII, precisa casar-se por dinheiro. O interessante nesse personagem é que apesar de buscar um casamento por interesse, ele tem valores morais muito marcantes; Ashton sonhava com um casamento de verdade e temia ser como o seu pai, um péssimo marido e a causa de todo o sofrimento de sua mãe. Mesmo assim ele já estava resignado com o seu destino até que Penélope entra em sua vida.
   Apesar de adorar todos os livros de Hannah Howell, senti que a autora poderia ter explorado mais o conflito da história, e o vilão possuía bastante potencial para movimentar bem mais a narrativa.
   Eu sou apaixonada pelas capas dos livros dessa série, são lindas e bem caprichadas e  não encontrei erros ortográficos durante a leitura.
   A Intuitiva é o terceiro livro da série e eu já li algumas opiniões bastante positivas sobre a história e mal posso esperar para conhecer Alethea Vaugh e Hartley Greville. 





   



  
    
          

4 comentários:

  1. Que malvada!! Que resenha, hein.
    EU QUERO MUITO ESSE LIVRO. Ai ai amei a historia, lembrei que a resenha de A vidente foi a primeira que li aqui e entrou para minha lista de desejados, e agora ela acaba de aumentar.
    Adorei o trecho que você pois na resenha, me deixou ainda com mais vontade de ler.

    Beijos
    sobremimemeumundo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. @Juliana Pires Oi Ju! Que bom que você gostou da resenha, o livro é bem legal você vai gostar.
    beijos.

    ResponderExcluir
  3. Oi Rafaelle,

    Eu gostei muito deste, acho que pq adorei os dons das crianças hehe.
    O próximo, A intuitiva, que não gostei muito. Não gostei do casal e achei fraco o livro.

    beijos

    ResponderExcluir
  4. Ei Rafa!

    Eu só tenho o primeiro livro.
    Já vi falando que o terceiro não é muito bom (não querendo de desanimar, mas já desanimando).

    As capas são bonitas mesmo.

    Bjins

    ResponderExcluir

O seu comentário é muito importante para mim, por isso não economize palavras; adoro saber sua opinião! Caso tenha um blog deixe o link para que eu possa retribuir seu comentário. :D
Beijos da Rafa!!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© FASCINADA POR HISTÓRIAS - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo