Belo Desastre.



























           
      Esse é um daqueles livros que estará sempre disputando o topo da minha lista de preferidos. Já o li e reli algumas vezes, e digo que sou totalmente apaixonada por essa história.
    Em Belo Desastre mergulhamos no turbilhão de emoções que é a relação amorosa de Abby Abernathy e Travis Maddox. 
    Ela é uma garota certinha e recatada, que muda de cidade com a melhor amiga para fugir de um passado que a marcou e que não deseja nunca mais voltar a viver. Assim, ela e America vão para a universidade de Eastern com o objetivo de viver uma nova vida.
   Ele é o famoso e super assediado Travis Maddox, o bad boy da universidade. Estudante de Direito Penal, rebelde, pavio curto e lutador mais letal do Círculo, Travis já se envolveu com metade das mulheres da universidade, e apesar de ser considerado o canalha do campus por seus relacionamentos durarem apenas uma noite, todas as garotas o persegue; exceto é claro, Abby.  
    Em uma de suas lutas, eles se conhecem e a garota logo desperta seu interesse. Travis tenta conquistá-la da mesma forma que faz com todas as outras, mas Abby deixa claro desde o início, que seu charme e fama não funcionam com ela.
   Ela se torna então um desafio aos olhos do cara; ele tenta conquistá-la e ela o rejeita. Abby está disposta a oferecer apenas sua amizade e dessa forma, eles se transformam em "melhores amigos" e alvo da fofoca mais quente da Eastern. 
 Travis quer muito mais do que amizade, e como uma de  suas características mais marcantes é a persistência, uma aposta entre os dois leva Abby diretamente para seus braços musculosos. Com a garota morando em seu apartamento, Travis não mede esforços para mostrar a ela o quanto eles são certos um para o outro.
  Mesmo sentindo uma forte atração pelo lutador, Abby tem certeza que o melhor para si é manter distância de Travis, e para conseguir o que deseja ele primeiro precisará vencer a resistência de sua Beija-flor.
       
    Eu era uma parte da vida de Travis que lhe era desconhecida, o curinga, a variável que ele não conseguia controlar. Independentemente dos momentos de paz que eu lhe dava de vez em quando, em um dia ou outro, o turbilhão que ele sentia sem mim piorava dez vezes na minha presença. A raiva que ele sentia havia se tornado apenas mais difícil de controlar. Ser a exceção não era mais um mistério, algo especial. Eu havia me tornado a fraqueza de Travis..."  pág. 245   
    Belo Desastre é uma leitura marcante, impossível ler esse livro e não se envolver de alguma forma com os personagens e todas as situações que rodeiam a história. 
     Os personagens são complexos, intensos e fazem a leitura ficar tão eletrizante que é quase impossível desgrudar do livro. 
    Jamie McGuire tem uma linguagem direta e ágil, ela nos conquista de imediato e a leitura já começa de forma excitante, nos deixando empolgados e na expectativa do que está por vir.
    A personalidade e o relacionamento dos protagonistas é o que se destaca nessa história. Travis é muito intenso, explosivo, possessivo e a dependência que tem da Abby por vezes se mostrou assustadora; acho que o relacionamento deles estava quase sempre próximo ao doentio.
   Abby me deixou confusa em alguns momentos, ela é contraditória, passa uma imagem bem diferente do que é na realidade e suas atitudes me fizeram ficar bem irritada em momentos específicos da história.
   Os personagens secundários merecem destaque nesse livro; a família Maddox é cativante e nas poucas vezes em que aparecera na narrativa tornou a história ainda mais interessante. America e Shepley (primo e companheiro de apartamento de Travis) também foram personagens que gostei bastante, o romance deles é bem fofinho, e é eles que mais são prejudicados com os altos e baixos do namoro de Travis e Abby.
  O ambiente onde se passa a história foi um dos elementos que mais me agradou, a universidade como cenário traz um clima mais atraente e envolvente, e como foram poucos os livros que li nessa linha fiquei ainda mais encantada com o enredo.
  O livro é narrado em primeira pessoa pela Abby, e isso significa que temos uma visão supervalorizada e ampliada de Travis o que só faz com que as leitoras babem pelo bad boy
  Uma das coisas que me incomodou no livro foi a violência que tem um espaço muito grande na história, entendo que faz parte da vida do personagem e é um fator importante de sua personalidade, mas não gosto de violência e as situações onde houve derramamento de sangue não me agradaram. 
 Outra coisa que pode passar despercebido para qualquer outro leitor, mas que eu não consigo engolir é o cigarro. Detesto personagens que fumam e todas as vezes que Travis aparecia com um cigarro, me sentia sufocar com se ele estivesse ao meu lado expelindo aquela fumaça horrível.
 A diagramação do livro é simples e as letras têm um tamanho bom para leitura, não encontrei erros de revisão. Por outro lado, eu não gostei da capa achei ela muito simples, um pouco embaçada e não encontrei ligação com a história.

 Walking Disaster é a sequência de Belo Desastre, entretanto não é uma continuação da história, é a mesma história contada do ponto de vista de Travis. Pelo que pesquisei o livro foi lançado nos Estados Unidos dia 02 de Abril, e tem previsão de lançamento no Brasil agora em Junho. A capa é muito mais linda do que a do primeiro livro, e pretendo ler porque quero entender um pouco melhor Travis e suas atitudes. 

 O final do livro é bom, mas me deixou insatisfeita para mim essa história renderia muito mais do que apenas um livro, fiquei com a sensação de quero mais! :)
 Belo Desastre é uma leitura muito gostosa, que impressiona com sua alta carga emocional levando o leitor de um extremo ao outro com toda sua intensidade e paixão. Leitura mais que recomendada para quem não resisti ao um romance explosivo!   
          
   
                                     












3 comentários:

  1. Rafa amei sua resenha vc conseguiu gostar do livro mas sendo realista, crítica e percebendo os defeitos dos personagens, pq tem gente que lê esse livro e acha tudo lindo sem refletir os assuntos polêmicos existentes.
    Ainda nao li o livro mas já li tantas resenhas que amaram e que odiaram etc que já sei bem do que se trata, mas confesso nao ter vontade de ler. Mas achei bem interessante esse livro contando a historia pelo angulo dele, quem sabe assim as coisas fiquei mais claras né!!!???
    Bjos querida e boas leituras!!!!

    ResponderExcluir
  2. É, realmente, há muito espaço para violência, cigarro e tudo mais, mas o Travis é irresistível. <3
    A história só foi o que foi por causa dele, me apaixonei, fiquei boba. *-*
    Mal consigo esperar por Walking Disaster.

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  3. Estou com vontade de ler o segundo e tenho certeza que vou adorar da mesma forma.

    O mais interessante, é que eu o li em espanhol antes de ser lançado aqui no Brasil e o comprei agora para reler! Porque ler em português não tem preço! rs

    Beijao

    Gláucia - booklover.com.br

    ResponderExcluir

O seu comentário é muito importante para mim, por isso não economize palavras; adoro saber sua opinião! Caso tenha um blog deixe o link para que eu possa retribuir seu comentário. :D
Beijos da Rafa!!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© FASCINADA POR HISTÓRIAS - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo