15/02/2014

Sociedade dos meninos Gênios.


                    

      Adicionar no SkoobCompre: Submarino | Saraiva | Cultura

   Sociedade dos meninos Gênios despertou meu interesse por causa do título, ele sugere uma história inteligente e bem elaborada e foi exatamente isso que encontrei neste livro. 
   Lev AC Rosen nos apresenta um enredo ambientado no século XIX na conhecida era vitoriana onde a Revolução Industrial estava se consolidando e com isso as grandes invenções ganhando mais destaque e importância na sociedade da época. Nossa heroína, ela merece imensamente esse título, se chama Violet Adams. 

   Ela é uma jovem senhorita de dezessete anos pertencente à aristocracia londrina, filha de um astrônomo famoso, ela vive no campo na companhia de seu divertido irmão gêmeo, Ashton Adams, Jack Feste o filho do capataz da propriedade dos Adams, com quem cresceram juntos e a senhora Wilks, a governanta da casa que cuidara dos gêmeos desde que nasceram. 
    Violet é uma moça com ambições e interesses diferentes das jovens da sua idade, não tem traquejo para ser uma dama, odeia espartilhos e vestidos e não se preocupa nenhum pouco com aparência. O que lhe interessa mesmo é a ciência; Violet passa grande parte do seu tempo no porão de sua casa onde montou seu próprio laboratório de ciências mecânicas. 
  Privilegiada com uma mente brilhante sua paixão é inventar e construir autômatos práticos para usar no dia-a-dia. Por ser uma cientista, Violet quer provar que as mulheres podem ser mais do que apenas esposas com a única finalidade de gerar filhos.
  Assim, ela bola um plano perigoso para realizar seu sonho de estudar na universidade de Illyria, a mais importante e conceituada universidade de Londres, mas que é exclusiva para meninos. Violet assume a identidade do irmão gêmeo se candidata a uma vaga e é aceita. 
  Na companhia de seu amigo e cúmplice Jack, ela enfrenta as mais inusitadas situações para manter ser disfarce até que o ano termine e ela possa se revelar e provar que as mulheres são tão capazes quanto os homens no mundo acadêmico. 
  Só que para atingir seu objetivo ela precisa da ajuda de seus amigos para descobrir os segredos que habitam o porão de Illyria e deter um assassino que usa a ciência para o mal. Ela ainda é vítima de chantagem e alvo do interesse romântico de Cecily, prima e protegida de Ernest, duque de Illyria por quem o coração de Violet começa a bater mais forte. 
 Com os ombros caídos, Violet pousou o lápis e começou a enrolar os esboços da dançarina mecânica. Franziu o cenho, pensando nela - o que mais as mulheres deveriam fazer, além de dançar e ter filhos? [...] Não se esperava grande coisa delas, mas ali estava Violet, esforçando-se para esconder seu sexo e tentando provar que merecia uma oportunidade igual no mundo científico." pág. 152
  Foi a pouco tempo que ouvi falar sobre Steampunk, desde então não havia lido nada do gênero até que Sociedade dos meninos Gênios caiu em minhas mãos. Neste livro encontramos muitas características provenientes desse gênero; tais como a época vitoriana onde a história se passa, as invenções futuristas tanto as que podem ser reais como as que são impossíveis de existirem. O contexto social da época onde as indústrias e máquinas estavam em alta e principalmente a abordagem de uma sociedade injusta que no caso deste livro se faz presente através da revolta de Violet sobre a diferença de sexos, onde as mulheres são impedidas de ter as mesmas oportunidades e direitos que os homens. 

  Lev AC Rosen se utiliza do universo da ficção-científica para nos contar a história de uma garota que luta pelos seus ideais e tem a audácia de se passar por homem em um lugar cheio deles desafiando-os debaixo de seus narizes, só para provar que ela é tão ou mais inteligente e genial quanto qualquer um deles. 
 Foi exatamente isso que mais me agradou na personagem, ela é uma garota forte, extremamente inteligente, divertida e que não tem medo de ser como é em uma sociedade em que as mulheres eram reprimidas. Os outros personagens também se destacam bastante na narrativa, os companheiros de Violet que também são brilhantes cada um em sua área de estudo. Toby que se dedica à Química e busca a cura para a ressaca, Drew que também estuda Química e busca inventar um perfume que preveni o mau cheiro. Já Jack estuda Biologia e Ciências Naturais e pratica experiências com animais, o trabalho dele faz uma referência às cirurgias e transplantes da medicina atual. 
  O livro é narrado em terceira pessoa, mas o foco ora está na personagem principal ora está nos personagens secundários, como os professores, alunos, o verdadeiro Ashton, o duque e sua família. A leitura não é tão rápida porque há momentos em que o autor dá muitos detalhes sobre a vida dos personagens fazendo com que o texto se torne um pouco denso. 
  A leitura começa a ficar mais fluída quando o cenário passa a ser Illyria e a protagonista começa a se meter em confusões. Apesar das mais de 500 páginas o livro tem uma linguagem bem-humorada e envolvente depois que o leitor se familiariza com o universo de Violet e seus amigos é difícil largar o livro. 
 Sociedade dos meninos Gênios foi inspirado nos clássicos Noite de Reis, comédia romântica de Shakespeare e A importância de ser honesto de Oscar Wilde; além de usar a questão da troca de identidades Lev AC Rosen utiliza também em sua história nomes de personagens dessas duas obras. Achei bem legal porque dá oportunidade de o leitor buscar conhecer mais sobre esses dois clássicos. Além disso, quando estava lendo o livro também pude traçar um paralelo com um filme que adoro, Ela é o Cara que também foi inspirado na peça de Shakespeare. 
 O autor aborda ainda a homossexualidade bem representada pelo personagem Ashton, irmão de Violet. Um jovem rapaz que precisa esconder sua opção sexual porque a sociedade não tolera suas preferências. Os diversos exemplos de intolerância destacados na narrativa foi o que mais me chamou atenção no texto. 
   O livro tem diagramação simples, mas com detalhes de engrenagens no inicio de cada capítulo, páginas amareladas com letras em bom tamanho para leitura. A capa também é bem bonita e bem harmonizada com a história. 
 Sociedade dos meninos Gênios é uma é uma história super divertida com personagens bem construídos, aventura e romance na medida certa dentro de um universo tecnológico em evolução. Para quem gosta do gênero é uma ótima opção de leitura.           
                                         

2 comentários:

  1. Amiga simplesmente amei cada palavra da sua resenha, consegui imaginar e ter uma noção do que encontrar na história e agora tenho certeza que irei gostar do livro. Valeu pela ótima indicação. Também acho o máximo quando lendo um livro tenho vontade de ler outros, principalmente clássicos em que o mesmo foi inspirado. Esse filme que vc falou também adoro e pensei nele quando soube dessa questão do livro entre os irmãos. Enfim parabéns pela leitura e resenha. Beijos

    Leituras, vida e paixões!!!!

    ResponderExcluir
  2. Ei Rafa

    Nossa, não sabia que era tão legal.Eu recebi mas nem fiquei com muita vontade de ler, agora eu quero hehe.
    Não sabia também que era Steampunk, adoro o estilo.
    bjs

    ResponderExcluir

O seu comentário é muito importante para mim, por isso não economize palavras; adoro saber sua opinião! Caso tenha um blog deixe o link para que eu possa retribuir seu comentário. :D
Beijos da Rafa!!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Criado por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. Voltar ao Topo