setembro 12, 2014

Semana Complicada Demais: S.C. Stephens.



   Hey, leitores!

   Hoje nós vamos continuar com o bate-papo super legal com a autora de Complicado Demais. Nesta entrevista S.C. Stephens conta como é seu processo de criação e escrita, sua relação com os leitores, como foi publicar a trilogia e várias outras curiosidades sobre seu trabalho. 
  Eu adoro entrevistas com autores porque é possível conhecer um pouco mais sobre a pessoa por trás daquele livro e história que nos conquista tanto. Podemos saber como foi o processo de publicação e quais dificuldades os autores passaram para realizar esse sonho. 
 Então, vamos saber um pouco mais sobre a trilogia Rock Star

 Como você mantém contato com seus numerosos fãs e seguidores?

SCS: Atualmente, meu principal meio de manter contato é pela minha página do facebook. Eu posto músicas e imagens que me inspiraram, assim como atualizações e coisas que eu esteja trabalhando no momento, além de teasers de romances que estão vindo. Eu também tenho um email, que está escrito nos meus livros, e eu recebo muitos comentários maravilhosos e perguntas. E também através do meu site - http://authorscstephens.com/.

 Você trabalha com um editor? Se sim, como você o encontrou?

SCS: Eu trabalho. Mando todos os meus manuscritos para uma mulher chamada Debra Stang. Ela faz um excelente trabalho por um preço razoável. Eu a encontrei na verdade nas páginas amarelas on line, e entrei em contato através de seu site. Uma amiga minha também me ajudou com Complicado Demais e Collision Course.

♫ Você gosta de reler seus livros, ou cenas particulares deles, depois que foram publicados? Se sim, você acha que eles te afetam de maneira diferente com o passar do tempo?

SCS: Durante o processo de edição eu leio a história tantas vezes que chego ao ponto de nunca mais querer lê-los! Mas quando este sentimento passa, e eu pego o livro novamente, eu aprecio as cenas tanto quanto a primeira vez. Eu ainda rio, ainda choro e ainda me apaixono.

 Romance contemporâneo é um gênero literário vasto e popular. Quais você acha que são as chaves para conectar-se com o público deste tipo de história?

SCS: Pelo feedback que eu recebi dos fãs, é com a emoção que eles se conectam. Eles são puxados para dentro da história e têm sentimentos pelos personagens, às vezes positivos, às vezes negativos. O realismo da história também toca as pessoas. Eu tive muitos fãs que diziam que ler Intenso Demais era como ler uma história sobre suas vidas. Tive outros que me diziam que ler o livro os faziam reavaliar seus relacionamentos. É muito surreal para mim que algo que escrevi pode ter tal efeito em alguém.

 Qual a sua parte favorita em ser um autor independente?

SCS: Eu tenho sido somente um autor independente, então eu não sei como comparar com um autor publicando tradicionalmente. Eu amo ter um completo controle sobre o que eu escrevo. Eu amo poder compartilhar todas as minhas histórias com os meus fãs, e não apenas aquelas que uma terceira pessoa considera digna de serem publicadas. Nem todos os livros que eu escrevi são famosos, mas cada um deles recebeu um feedback positivo de alguém. Se eles ficassem no meu computador para sempre, e ninguém fosse capaz de lê-los, não seria tão divertido para mim.

 Como é a música dos D-Bags?

SCS: Há muitas músicas que me fazem pensar nos D-Bags. Partes de algumas canções me fazem pensar exatamente neles em minha mente – frases, palavras, respirações que me fazem suspirar. Mas estas músicas são aquelas que capturam perfeitamente o som da banda e o “tom” de Kellan.
“New Divide” do Linkin Park. Esta é A música dos D-Bags. São exatamente eles na minha cabeça.
“Leave Out All The Rest” do Linkin Park. Esta é a música favorita da Kiera. Aquela que ela ouve no primeiro capítulo, que a faz dar uma segunda olhada em Kellan.
“Shadow of the Day” do Linkin Park. A voz dele nessa música… linda. Exatamente como eu imagino o Kellan.
“What I’ve Done” do Linkin Park. Outra que é exatamente como os D-bags.
Como vocês podem ver, Linkin Park é como eu imagino os D-Bags. Estas músicas de outras bandas são muito próximas também:
 “Time After Time” - Quietdrive
“The Reason” - Hoobastank
“Come Undone” - My Darkest Days
“Can’t Forget You” - My Darkest Days
“Take a Picture” - Filter
“Gives You Hell” - The All-American Rejects

Fontes:

             
                Abaixo vocês podem conferir a Playlist do Livro:





                                     Playlist feita pelos fãs:



                         
 Espero que tenham gostado! Eu adorei as músicas e vou ouvir todas quando estiver lendo a trilogia. Mais alguém também gosta de ouvir música enquanto está lendo? =)

Beijos, e até logo mais!
                                                        








Nenhum comentário:

Postar um comentário

O seu comentário é muito importante para mim, por isso não economize palavras; adoro saber sua opinião! Caso tenha um blog deixe o link para que eu possa retribuir seu comentário. :D
Beijos da Rafa!!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Criado por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. Voltar ao Topo