03/03/2015

Mansion Rouge.

Autora: Andéa Titericz
Editora: Literata
Páginas: 188
Gênero: Romance/Adulto (+18)
Avaliação:

                                     Skoob 
 
  Mansion Rouge foi um livro que despertou minha atenção logo quando li a sinopse, acho que vocês já devem ter percebido o quanto gosto de romances e os livros com personagens mais intensos e marcantes sempre conseguem me cativar mais. Eu comecei a leitura achando que iria encontrar mais do mesmo; um personagem masculino daqueles perfeito ao extremo, mas fui surpreendida e acabei encontrando uma mocinha de temperamento forte que conseguiu se destacar bastante ao longo da leitura.
  Neste livro acompanhamos a história de Anna Moore, uma executiva mão de ferro vista por seus colegas de trabalho como uma mulher fria e que dificilmente demonstra emoções. Depois do fim de seu casamento relâmpago a vida de Anna resumi-se apenas ao trabalho que sempre conduziu de forma eficiente; seu mundo era bem centrado até conhecer Jorge Rimes, enteado de seu padrinho que chega para trabalhar na empresa junto com ela. 
 Jorge é arrogante, não perde uma oportunidade de provocar Anna é irresistivelmente sexy e mesmo sendo insuportável ela se vê muito atraída por ele. Os dois se desejam, mas Anna não dá o braço a torcer e mesmo ele mexendo bastante com seu desejo e suas emoções ela se esforça para se mostrar sempre indiferente. 
   Até que Marla, sua secretária apresenta a Anna  a mansão Mansion Rouge, um clube privado que as pessoas frequentam em busca de prazer, Anna começou a frequentar por curiosidade por querer explorar sua sexualidade. A questão é que todos os frequentadores do clube são obrigados a usarem máscaras para proteger suas identidades, mas Anna não contava em encontrar Jorge no clube e o mais surpreendente é ele não reconhecê-la. 
   A partir daí Jorge e Anna começam a se envolver cada vez mais, ela protegida por uma identidade falsa e ele sem nem imaginar que a "Sharon" por quem está começando a se encantar é na verdade a "Miss Glacial" que tanto gosta de perturbar e provocar no trabalho. 


[...] Jorge bufou frente ao tratamento frio de Anna. Eles viviam discutindo, mas às vezes ele conseguia ver uma centelha de calor naquele coração de gelo [...]" pág. 88

  Confesso que devorei Mansion Rouge, ele é o tipo de livro que se lê em uma sentada a história te prende e você fica ansiosa para saber o que acontecerá no relacionamento de Anna e Jorge. Andréa Titericz tem uma escrita objetiva, clara e conseguiu construir bem a narrativa e os personagens de forma que a trama fugiu do clichê que vemos bastante nos livros hots e que já estão bastante batidos. 
   Anna ao contrário de outras protagonistas que sempre vemos é uma mulher rígida que possui uma história de vida sofrida e dolorosa, tem personalidade forte é dedicada ao que faz, mas não teve sorte na vida amorosa por ter dificuldades em expressar emoções e sentimentos; tudo o que ela mais queria era poder mudar isso. Jorge é um mulherengo assumido, o que tem de lindo tem de arrogante, ele e Anna não perdem uma chance de se ofenderem, afirmam se detestarem, mas na verdade sentem uma intensa atração. 
   A narrativa se desenvolve em terceira pessoa e podemos acompanhar com clareza os conflitos e sentimentos dos personagens, os capítulos são curtos o que torna a leitura mais rápida e fluida. A minha ressalva é que em alguns momentos achei a narrativa um pouco corrida em situações que poderiam ser mais bem exploradas, acredito que a história da Anna e principalmente do Jorge poderia ter ficada ainda mais rica se tivesse sido um pouco mais aprofundada. 
    Claro que como todo romance hot, o texto é bem sensual e temos as cenas mais quentes, mas a Andréa soube trabalhá-las muito bem; nada ficou vulgar ou explícito demais.
[...] Jorge não sabia sua verdadeira identidade e se dependesse dela, nunca saberia". pág. 72

  Não tem como negar que essa capa chama muito atenção e é linda, a combinação de cores é perfeita. A diagramação também está muito bonita, a cada início de capítulo temos um desenho bem característico e que dá um toque sensual a história; as folhas são amarelas e as letras são confortáveis para a leitura. 
    Quem gosta de romances hots deve dar uma chance ao livro, foi uma leitura que me surpreendeu e me ganhou pela forma prazerosa e envolvente com que a autora escreve. O segundo livro da série se chamará Mansion Rouge - Doce Conexão e contará a história de outros personagens, já estou ansiosa para conferir! *-*  

3 comentários:

  1. Amiga adoro suas fotos e fico olhando admirada sua estante. Parabéns pela organização viu!!!!!
    Lembro quando vc divulgou esse livro e fiquei curiosa, então é maravilhoso poder ler sua resenha. Amiga agora fiquei curiosa para saber o que acontece nessa mansão que faz com que esses dois cabeças duras baixem a guarda. Deve ser bem instigante a história. Vou anotar sua dica e assim que possível irei conhecer Anna e Jorge!!!

    Beijos e parabéns pela ótima resenha!!!

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  2. Rafaelle Vieira: lendo sua resenha e vendo seu perfil, notei o quanto você se dedica à Literatura. Quantos Blogs que você segue!
    E a sua resenha se acha equilibrada, ponderada, meditada e bem escrita, trazendo bastantes informações relevantes que fazem o leitor se decidir pela leitura da obra.
    Parabéns, moça!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jô!
      Que bom que você gostou das resenhas e do blog! Sou apaixonada por blogs e sempre gosto de conhecer novos. :)

      Beijos!

      Excluir

O seu comentário é muito importante para mim, por isso não economize palavras; adoro saber sua opinião! Caso tenha um blog deixe o link para que eu possa retribuir seu comentário. :D
Beijos da Rafa!!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Criado por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. Voltar ao Topo