Tensão.

Autora: Gail McHugh
Editora: Arqueiro
Páginas: 336
Gênero: Romance/Erótico (+ 18 anos)
Tradução: Cláudia Costa Gimarães

Avaliação:

                      Skoob | Saraiva | Submarino | Extra

  Quando fiz a solicitação desse livro não sabia quase nada dele apenas algumas informações da sinopse, mesmo assim fiquei curiosa por ser um romance e eu nunca dispensar leituras do gênero. Tensão faz parte de uma trilogia que marcou a estreia da autora Gail McHugh na literatura. 
  O livro conta a história de Emily Cooper que vê sua vida mudar quando sua mãe morre de câncer de mama e ela muda-se do Colorado para Nova York, onde vai morar com uma amiga para estar mais perto de Dillon Parker, seu namorado.
   Entretanto, a vida de Emily começa mesmo a virar um caos logo no primeiro dia de trabalho como garçonete; quando vai fazer sua primeira entrega ela conhece Gavin Blake. Um homem extremamente sedutor, empresário bem-sucedido e altamente perigoso para qualquer mulher, principalmente para ela que é comprometida. 
   Gavin fica enfeitiçado no momento em que põe os olhos  em Emily, o desejo e a atração entre os dois é mútua e incontrolável, mas como o destino gosta de bagunçar as coisas, Gavin e Emily ficam em uma situação difícil quando descobrem que Gavin e Dillon são amigos. E tentar ignorar toda essa atração que há entre eles se torna cada vez mais impossível. 
[...] Ela está em algum lugar por aí, meu filho, e quando você a encontrar, saberá no instante em que a vir. Ela atrairá todos os seus instintos. Sem o menor respeito pela ordem natural das coisas, ela simplesmente... vai aparecer. " pág. 52


  Quando comecei a leitura de Tensão estava bastante empolgada e apostando muito na trama, mas parte das minhas expectativas foram frustradas por uma personagem. Emily realmente conseguiu me tirar do sério, a autora não poderia ter criado uma protagonista mais fraca, cega, boba e sem nenhuma personalidade como essa. 
  Foi difícil suportá-la até o fim da leitura e a cada momento ela conseguiu me deixar ainda mais abismada com sua falta de espírito; não consegui enxergá-la como uma mulher adulta, ao meu ver parecia mais uma adolescente incapaz de lidar e comandar a própria vida. 
  Quem me fez levar a leitura até o final foi mesmo o Gavin, que tem tudo o que faltou na Emily e muito mais; ele é um homem seguro de si, lutou e correu atrás do que quis, pena que a mulher que ele desejava não merecia seu esforço. 
  Tensão é narrado em terceira pessoa e eu agradeci imensamente por isso, pois não aguentaria se a história fosse contada pela Emily. A escrita da autora é envolvente e torna a leitura bastante fluida, mesmo com meus problemas com a protagonista consegui ler o livro bem rápido graças a forma como a autora elaborou e desenrolou a trama. 
  Quem já leu o livro pode concordar comigo que no decorrer da leitura você começa a achar que vai odiar o livro, uma mocinha que é impossível admirar, um conflito que envolve traição que é no mínimo polêmico, além de várias situações que provocam raiva durante a leitura; o surpreendente é que em determinado momento o leitor se vê torcendo para que tudo dê certo para o casal  e que o desfecho seja perfeito, mas o que a Gail deixa bem claro é que nada nessa história é perfeito. 
  O envolvimento entre Emily e Gavin é complicado e mesmo que o leitor tente encontrar maneiras de juntá-los sem que pareça errado, a autora quase não deixa brecha para isso.   
[...] - Oh, Deus, Gavin - gemeu ela, estremecendo. - Você está nos meus sonhos, nos meus pensamentos, na minha pele." pág. 162


  A capa é bem sugestiva e combina bem com a história, a diagramação é simples e bem feita, os capítulos são um pouco mais longos e cada capítulo inicia-se com uma frase antevendo o que irá ser tratado. As páginas são amarelas e as letras são confortáveis para leitura. 
  Tensão é aquele tipo de leitura que desperta diversas emoções no leitor, provoca e instiga reações e faz você pensar e questionar tanto os personagens como as situações e conflitos abordados. E o final só posso dizer que foi impactante e até nesse momento a Emily conseguiu me revoltar; ainda assim estou curiosa para ver o que acontecerá na sequência, espero que Pulsação me traga boas surpresas. 
  Quem gosta de New Adult e aguenta tramas intensas que deixam o coração apertado essa leitura espera você!    

[...] - É impossível não ser feliz com você." pág. 247

4 comentários:

  1. Amiga amei saber sua opinião e estou impressionada como essa personagem desagradou geral. Solicitei esse livro é estou ansiosa para ler e formular minha opinião.
    Beijos

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como sempre após finalizar minha leitura gosto de voltar aqui e comentar com mais conteúdo =) minha resenha sairá hoje lá no blog.

      Confesso que enquanto lia tentava ao máximo compreender as atitudes da Emily não queria fazer um julgamento tão duro =( quando o seu: "a autora não poderia ter criado uma protagonista mais fraca, cega, boba e sem nenhuma personalidade como essa."
      Concordo que ela é emocionalmente imatura e que sua história familiar de abandono e morte a fragilizaram e a fizeram temer o desconhecido. Mas penso que a autora quis mostrar que assim como Emily, muitas pessoas precisam passar por esse sofrimento para poder se descobrir e valorizar as oportunidade de ser feliz. Mas claro que fiquei louca da vida com Emily, principalmente quando aceitava as atitudes do Dillon, fechando os olhos para seus defeitos e traições mil.

      Penso também que a história tem muito mais do que o foco na traição. A questão da personagem tomar coragem de decidir tomar as rédeas de sua vida, amadurecer, e aprender o que é o amor e o prazer verdadeiros. Enfim gostei dos questionamentos que a história levam o leitor a pensar e formular sua opinião.

      É isso linda!!! Espero que entenda meu ponto de vista =)
      Vamos torcer para que Pulsação seja lançado logo.

      Excluir
  2. Olá, Rafa!

    Não conhecia este livro, mas sentir semelhança com outros livros que já li. Quanto a personagem como a Emily, elas vem para nos testar. kkkk. temos que ter paciência e torcer, para que elas mudem no decorrer da história. Mas confesso que não curto protagonista boba. Gosto de atitude. Agora quanto ao livro, fiquei curiosa para conhecer Gavin. Rs. Gostei da resenha.

    beijinhos

    www.livrosfilmeseencantos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi Rafa, eu desisti de ler livros assim faz algum tempo, eu até curto romance, mas é difícil achar uma trama que prenda minha atenção, sempre parece mais do mesmo.
    Sabe o que eu queria? Um livro que fuja dos estereótipos comuns que nós encontramos tão comumente, pode até ser difícil, só exige um pouco mais de criatividade.

    Beijokas

    ResponderExcluir

O seu comentário é muito importante para mim, por isso não economize palavras; adoro saber sua opinião! Caso tenha um blog deixe o link para que eu possa retribuir seu comentário. :D
Beijos da Rafa!!

Tecnologia do Blogger.