Escândalo de cetim.


Autora: Loretta Chase
Editora: Arqueiro
Páginas: 272
Gênero: Romance de Época
Série: As Modistas #02
Tradução: Simone Reisner
Avaliação:




                                      Skoob | Amazon | Saraiva 


Quando li Príncipe dos Canalhas logo fique apaixonada tanto pela história como pela escrita da Loretta Chase, depois desse livro decidi que leria tudo que ela publicasse e foi quando veio a série As Modistas. Fiquei bem entusiasmada com a novidade e minhas expectativas estavam nas alturas, eu tinha certeza que os livros me conquistariam instantaneamente. Mas, ao contrário do que imaginava me surpreendi ao não gostar tanto dos livros como esperava, e isso me deixou muito frustrada. 

Escândalo de cetim é o segundo livro da série e narra a história de Sophia Noirot, a irmã do meio e a raposa da família. Sophia é a responsável pelos planos mirabolantes da Maison Noirot, mas desta vez não é apenas a loja das irmãs que precisa de sua mente afiada, Lady Clara Fairfax está em apuros e isso que dizer que os negócios das irmãs Noirot estão ameaçados. 

Isso por que Clara é a cliente mais importante da loja e quando ela é seduzida por um lorde interesseiro e vira um grande escândalo diante de toda a sociedade, Sophia é a única capaz de solucionar o problema. Para essa missão ela contará com a ajuda de nada menos do que o conde de Longmore, o irmão de lady Clara. 

Desde que se conheceram Sophia e Longmore soltas farpas, ele é um conquistador convicto e seu interesse pela jovem modista acaba se tornado cada vez mais difícil de esconder. E não será nada fácil para nenhum dos dois resistirem ao intenso sentimento que ambos preferem ignorar. 


Realmente ainda não consegui compreender o motivo de travar nas leituras dessa série. A Loretta possui uma escrita cativante, mas a questão aqui é a maneira como a narrativa é construída. Pelo que puder perceber até agora, minha maior dificuldade ocorre no começo da trama; assim como no livro anterior demorei bastante para me sentir ligada a trama e os personagens, chegue a sentir tédio durante a leitura o que me obrigou a deixar o livro um pouco de lado. 

No primeiro livro é até compreensivo toda essa avidez das Noirot pelos negócios e a loja que elas construíram, entretanto neste segundo livro a ambição delas acabou se tornando bem irritante e deixou a narrativa sem um conflito real, já que temos o mesmo empecilho e propósito que vemos em Sedução da Seda. O ponto central da trama é o sucesso da Maison Noirot e até mesmo o romance fica em segundo plano dentro da narrativa. 

Os personagens também não apresentaram tantas surpresas, Sophia é extremamente parecida com a irmã mais velha, é ambiciosa, consegue manipular as pessoas e as situações com facilidade; ela mais parecia uma extensão da Marcelline. Apesar disso, gostei das interações dela com Longmore, ele é o típico aristocrata conquistador, cínico e que não tem nada de sutil. Os diálogos entre os dois foi o que mais gostei durante a leitura, eles são afiados e muito divertidos; dei boas gargalhadas com os dois. 

O livro é narrado em terceira pessoa e o leitor possui uma visão ampla da história, o foco é alternado entre os protagonistas. Mesmo com a minha dificuldade no inicio da narrativa consegui prosseguir a leitura, e pela metade do livro a narrativa começou a fluir e eu consegui me envolver melhor com os personagens. O toque de humor presente na trama foi o que salvou minha leitura, a autora explorou muito bem o lado divertido e leve da história.

  
A capa segue o padrão da anterior e eu achei ainda mais bonita, os tons de cores, a imagem e fontes, tudo bastante harmonioso. A diagramação é simples com letras em tamanho confortável, capítulos curtos e páginas amarelas. 

Escândalo de cetim foi uma leitura que demorou para engrenar e mesmo com algumas ressalvas em relação a construção da trama, consegue divertir o leitor com momentos que arrancam muitas risadas; o destaque vai para Fenwick, um personagem especial que proporcionou muita diversão. Leitura recomendada para quem gosta de romances com toques de humor. 

 
       

12 comentários:

  1. Oii, tudo bem?
    Já conhecia a série, mas ainda não sabia exatamente do que se tratava. Confesso que fiquei um pouco decepcionada, pois não me chamou muito a atenção. Apesar de amar livros que se passam em outra época, não acho que eu me sentiria ligada aos personagens. O fato de personagem parecer a irmã mais velha, também me desapontaria. A personagem não parece ter muita personalidade.
    Vou deixar passar a dica.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  2. Oii
    nunca li romances de época, fora os da Jane Austem. Mas quero muito começar. Esse livro parece ser muito bom, mesmo com as suas observações sobre os personagens.
    Bjus

    ResponderExcluir
  3. Menina, "Príncipe dos canalhas" está na minha lista de leitura tem tempo, acredita? Nunca li um romance de época e eu preciso fazer isso esse ano ainda. Meu Deus. Como eu quero
    Bj

    ResponderExcluir
  4. Hey!

    A arqueiro está numa vibe romance de época, né?
    Entendo quando você diz que demora para se sentir ligada à trama, por duas vezes tentei iniciar a série, mas não conseguir passar, realmente tenho problemas em me manter em séries desse tipo.

    Bjos.
    Fonte Literária.

    ResponderExcluir
  5. Olá Rafa, apesar de alguns pontos não tão legais do livro ele parece ser uma leitura divertida depois que engrena *-* Faz tempo que não leio nenhum romance de época e acabei ficando com vontade de lê-lo, vou deixar a dica anotada e ler assim que tiver um tempinho.

    ResponderExcluir
  6. Olá, Rafa.
    É uma pena quando não conseguimos nos conectar a história, já aconteceu isso comigo várias vezes.
    A Loretta é uma autora muito bem recomendada e eu estou louca para ler os livros dela!

    ResponderExcluir
  7. Oi, Rafa! Tudo bem?
    Adorei a sua resenha, apesar de saber bem pouco sobre romances de época! Acho que li um ou dois só. Tem algum que recomendaria para começar?
    Parabéns pelo blog!
    beijos

    ResponderExcluir
  8. Também adoro a escrita da Loretta Chase e 'Príncipe dos canalhas' foi um divisor de águas em alguns aspectos nos romances de época que costumo ler. Mas agora fiquei surpresa de vc não ter gostado tanto qnt esperava da série As modistas. Mas que bom que o lado divertido e leve desse segundo livro te fez persistir e concluir a leitura.
    Eu gostei do primeiro e estou curiosa para ler esse, só preciso me organizar para ler em maio. Enfim foi ótimo conferir suas impressões amiga. Beijos


    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  9. Olá
    Adoro romance de época, mas essa história não sei porque não me chama atenção.
    Amei O Príncipe dos Canalhas, mas depois da sua opinião acho que vou deixar passar essa série.
    Adorei o blog e a resenha bem esclarecedora.
    Bjus

    ResponderExcluir
  10. Oi,
    Depois de ler Sedução da seda decidi não continuar com a série, e depois da sua resenha vejo que fiz bem. Só consegui me prender a história bem depois do meio do livro. Confesso que não gostei do jeito das irmãs Noirot e muito menos do mocinho. Confesso que também me senti frustrada com a leitura depois de ter lido Príncipe dos canalhas. Eu esperava mais.
    Abrçs

    ResponderExcluir
  11. As poucas pessoas que me falaram sobre esse livro, falaram mal. Como ainda não li um da autora (o que nem é aceitável no meu mundo, hahaha), acho que vou deixar os julgamentos para depois. Beijos, bela resenha!

    Carolina Gama

    ResponderExcluir
  12. Não sou fã de romances, mas acho as capas dessa mulher maraviilhosas. Acho que você trava poq já travou antes, não fica triste por isso, acontece mesmo kkk.

    ResponderExcluir

O seu comentário é muito importante para mim, por isso não economize palavras; adoro saber sua opinião! Caso tenha um blog deixe o link para que eu possa retribuir seu comentário. :D
Beijos da Rafa!!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© FASCINADA POR HISTÓRIAS - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo