Um amor para lady Johanna.


Autora: Julie Garwood
Editora: Universo dos Livros
Páginas: 400
Gênero: Romance/Medieval
Avaliação:

 

                                                  Skoob |  Amazon | Saraiva
Romances de época sempre estão entre as minha opções de leitura, seja livro físico ou digital. Adoro as histórias que se passam no período regencial, mas também amo os livros que trazem uma boa história escocesa, com os guerreiros highlanders medievais. Um amor para lady Johanna é um romance que se passa no período medieval e traz uma ambientação e crítica muito interessante sobre a mulher e as questões religiosas da época.

O livro narra a história de Johanna, ela foi dada em casamento ainda criança e sofreu as piores atrocidades nas mãos do primeiro marido. Depois de receber a notícia da morte dele, ela se vê aliviada e livre dos maus-tratos e promete nunca mais casar novamente. Só que, o rei John temendo que ela saiba de informações que podem ameaçar seu poder, ordena que ela se case com mais um de seus homens de confiança, que claro, é tão perverso quanto o primeiro marido. 

Para salvá-la das garras de mais um homem perigoso, seu irmão arquiteta um plano onde o objetivo é casá-la com o guerreiro escocês Gabriel MacBain. O rei John acaba concordando, pois quer mantê-la o mais longe possível e ao mesmo tempo resolver uma questão política com o lorde escocês. 

Já, Gabriel não está totalmente confortável com a ideia mesmo assim, aceita o acordo pois, seu maior desejo é possuir as terras que são suas por direito, mas que legalmente são herança de Johanna; ele apenas não esperava ficar imediatamente encantado com a moça inglesa. E além de ter que aprender a lidar com os novos sentimentos, Gabriel e Johanna ainda terão que enfrentar as armadilhas e intrigas envolvendo um rei ardiloso. 


Ultimamente tenho lido alguns romances de época com outros olhos, antes enxergava apenas o romance em si, a parte que entretêm o leitor. Hoje já percebo nuances e temas que mesmo que abordados sutilmente, ainda assim proporcionam mais sentido a obra e fazem o leitor refletir sobre temas relevantes. Encontrei exatamente isso em Um amor para lady Johanna, com um título que remete imediatamente a ideia de um romance bobinho "água com açúcar", Julie Garwood, aborda dois temas que se relacionam e ainda são bastante polêmicos; a visão distorcida que a Igreja pregava sobre a mulher em tal período histórico em que o romance se passa, e o empoderamento feminino que era inexistente em tempos onde a mulher era vista como um objeto de troca e apenas para fins de reprodução. 

A autora traz uma protagonista que a princípio nos é apresentada sem grande destaque, Johanna aparenta ser uma personagem de personalidade fraca, mas isso se justifica devido aos traumas e abusos que sofreu com o primeiro marido. À medida que a narrativa vai evoluindo conseguimos perceber o amadurecimento da personagem; Johanna vai aos poucos mostrando suas opiniões e sua personalidade forte e decidida. Gabriel também se mostra um personagem interessante, grosseiro e durão ele passa a impressão de ser um homem intolerante, mas aos poucos, traços ternos e sensíveis de sua personalidade vão se revelando. 

O livro é narrado em terceira pessoa e a autora nos dá uma ampla visão sobre a narrativa, além dos pensamentos e emoções dos personagens a narrativa também apresenta um contexto histórico muito interessante. A história se desenrola de forma fluida e envolvente, você não consegue desgrudar da leitura. 


 Achei a capa muito linda e a diagramação é bem agradável. Estou adorando a iniciativa da Editora Universo dos Livros em trazer os romances medievais para o Brasil, que antes eram apenas publicados pela Harlequin Books em formato de livros de banca. 

Esse foi o primeiro livro que li da Julie Garwood, mesmo já conhecendo os livros dela nunca havia ficado curiosa para ler algum deles; um grande erro com certeza! Já quero mais livros da autora por aqui, espero que a editora continue a trazer novidades do gênero. 

Um amor para lady Johanna é uma leitura deliciosa, instigante e que prende o leitor do início ao fim, além de trazer uma história de amor linda e super divertida ainda explora e levanta questões bem importantes. Leitura recomendada para quem adora romances. 

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                          

Madame Bovary.


Autor: Gustave Flaubert
Editora: Martin Claret
Páginas: 398
Gênero: Romance/Clássico
Tradução: Herculano Villas-Boas
Avaliação:




                                                  Skoob | Amazon | Saraiva
Madame Bovary era uma leitura que me deixava muito curiosa desde os tempos da escola quando li O primo Basílio, livro de Eça de Queirós que possui uma trama bastante similar. Ano passado decidi que estava na hora de conhecer esse clássico tão marcante da literatura; foi bom ter esperado tanto tempo para lê-lo, isso me permitiu absorver e compreender melhor a importância e o impacto que a obra teve para a época em que foi escrita. 

O livro foi originalmente publicado na França em 12 de abril de 1857 e causou tanto rebuliço na sociedade da época que o autor foi levado a julgamento por atentado à moral pública pela publicação do que chamaram de "escritos obscenos". Isso só causou ainda mais interesse e curiosidade nas pessoas, levando a obra a se tornar bestseller depois da absolvição de Flaubert. 

Mas o que de tão imoral e curioso tem Madame Bovary para ter incomodado e chocado tanto uma sociedade tão conservadora e inflexível quanto a do século XIX? A história nada tem de fantástica, mirabolante ou obscena; é até mesmo bem simples, todo o brilhantismo se deve a construção psicológica da personagem criada por Flaubert. A trama gira em torno de Emma Bovary, uma moça do campo que para fugir da vida simples casa-se com Charles Bovary, um médico sem nenhuma ambição. 

Emma é aficionada por livros românticos e sonha viver como as heroínas das histórias que lê, é esse o principal motivo que a leva ao casamento. Entretanto, ela acaba percebendo que a realidade é totalmente diferente do que encontra nos romances. Emma acaba se vendo presa a um casamento infeliz, uma vida vazia e a um homem comum e enfadonho. Seu inconformismo com a vida a leva ao adultério e a uma busca obsessiva pela felicidade e paixão que vê nos romances. 

"Um homem, ao contrário, não deveria saber tudo, ser excelente em múltiplas atividades, iniciar a mulher nas forças da paixão, nos refinamentos da vida, em todos os mistérios? Mas aquele ali não ensinava nada, não sabia de nada, não desejava nada. Imaginava-a feliz; e ela lhe queria mal por essa calma tão bem instalada, por esse peso tão sereno, pela  própria felicidade que ela lhe proporcionava." pág. 64


 Gustave Flaubert escandaliza a sociedade do século XIX ao desconstruir todo o ideal de "mulher perfeita" lançado pelo Romantismo e tão cultuado e conservado pelo período retrato. Emma é uma mulher extremamente egoísta, manipuladora, pensa apenas em suas vontades e desejos, não tem interesse por assuntos domésticos, e muito menos pode ser considerada uma mãe zelosa ou preocupada. 

Emma é totalmente inconformada com as restrições impostas a mulher de seu tempo, chegando ao ponto de não desejar ter tido uma filha, ela queria um filho porque um homem é livre, pode viver como quiser, pode buscar seus desejos e viver aventuras. É possível perceber no texto de Flaubert a forte presença do feminismo destacado através das ânsias e pensamentos da protagonista. 

Além do comportamento feminino e do papel da mulher, o autor também critica a Igreja, a burguesia e seus costumes ridicularizando o consumismo exagerado, o luxo, a vida medíocre e ociosa da burguesia francesa.

O livro é narrado em terceira pessoa, mas temos um narrador bastante perspicaz, que descortina ao leitor todos os desejos e pensamentos mais íntimos de Emma; muitas vezes as emoções e vontades da personagem impressionam o leitor. Confesso que esperava uma leitura intrincada, mas me surpreendi ao encontrar uma narrativa bastante fluida, a tradução que li  de Herculano Villas-Boas e livro da editora Martin Claret traz várias notas de rodapé e referências importantes da época e que influenciaram a obra de Flaubert, tornam a narrativa ainda mais rica.


A diagramação é incrivelmente linda! A editora caprichou no livro, a capa é dura e acolchoada, a diagramação é simples, mas agradável e confortável para leitura, as páginas são amarelas e a fonte é boa. O livro é dividido em três partes que enfatizam cada momento da trama e passagem do tempo. 

Madame Bovary é um marco do Realismo, escola literária que tem como principal característica a crítica a sociedade, ao moralismo e retrata as questões sociais de forma objetiva e não idealizada. Foi uma leitura inquietante que me fez gostar e ao mesmo tempo detestar uma personagem. Livro recomendadíssimo e um dos melhores romances da literatura mundial! 
                                

Dia de Ebook.


Hey, pessoas! Tudo bem?

Hoje é dia da coluna onde atualizo vocês sobre minhas últimas leituras digitais. A maioria dos livros que li em Dezembro foram ebooks, estou me jogando nas leituras no kindle, o que tem me permitido desempacar alguns livros que estavam parados lá.

Tenho aproveitado algumas ofertas para comprar ebooks, é uma ótima opção ler no kindle os livros que não faço tanta questão de ter na estante mesmo porque já estou sem espaço nenhum para guardar livros. 

Esse ano quero aproveitar bastante a leitura de ebooks e o acervo da Amazon tem uma variedade incrível para você escolher as leituras que mais lhe agrada. Tenho voltado a ler aqueles livrinhos históricos de banca que sempre amei, mas que acabei deixando de lado. 

Vamos lá conferir o que andei lendo no Kindle!


Quem leu a resenha de Sorrisos Quebrados sabe o quanto eu me encantei com esse livro. Leitura deliciosa, personagens marcantes e intensos; impossível não se emocionar com a história de Paola e André.

Dissoluto é um romance mais sombrio e assim como Sorrisos Quebrados aborda um tema forte. Os personagens são legais e ainda teve um desfecho que me deixou louca porque eu não sabia que teria continuação. Já quero!

Rebeldia é um romance bem mais leve considerando o padrão de escrita da Maya Banks. É uma história bem clichê e não tem grandes surpresas, mas é uma leitura agradável e boa para relaxar de uma leitura mais densa. 


O Senhor da Fronteira foi uma leitura um pouco decepcionante. O romance ficou em segundo plano e a autora focou muito mais nas batalhas e na parte histórica da trama deixando a leitura arrastada e cansativa. Os personagens também não foram explorados ou bem construídos; uma pena por que tinha boas expectativas. 

Em suas mãos é foi puro amor! Leitura rápida, personagens que cativam o leitor rapidamente. Queria muito mais da história! André e Luiza são lindos, personagens maduros que evoluem ao longo da trama. É um livro que fala sobre amizade, família e amor. 

Paixão Inesperada é um outro livro para se ler em uma tarde relaxante. A leitura é leve e narra a história de um cowboy e uma moça da cidade; trama clichê, mas bem bonitinha. Já li outros livros da autora e foi bom ver a evolução de sua escrita, a leitura é bem instigante.

Essas foram as minhas últimas leituras no kindle, espero que tenham gostado das dicas! Já leram algum desses livros? O que acharam? 😘

Beijos, e até breve!
                                                         

Em suas mãos.


Autora: Bianca Briones
Editora: Independente
Páginas: 146
Gênero: New Adult/Romance
Avaliação:

                               Skoob| Amazon 


Nunca fiquei tanto tempo grudada no kindle como no último mês de 2016, vocês vão perceber isso na coluna Dia de ebook. A culpa é toda das autoras nacionais fofas que estão lançando histórias deliciosas que nos fazem virar madrugadas com a cara enfiada nos livros. 

Desta vez quem me pegou de jeito foi a Bianca Briones e não foi nenhuma surpresa porque já conheço e sou apaixonada pelo trabalho dela. Quando vi o lançamento logo quis ler, assim que comecei a leitura tive a feliz surpresa de descobrir que a história de Em suas mãos se passa no mesmo universo da série Batidas Perdidas! 

Em suas mãos conta história de Luiza, uma advogada totalmente focada em sua carreira e seu sucesso profissional. Ela trabalha no escritório Albuquerque e Filhos, empresa da família Albuquerque que conhecemos na série Batidas Perdidas; Luiza é uma mulher dedicada que vê a profissão como sua única paixão. 

Sua vida toda estruturada e controlada é abalada quando André surge em seu caminho. Ele é um paisagista apaixonado pela natureza que apesar de ter vivido uma amarga experiência no passado ainda acredita no amor, já Luiza nunca acreditou no amor e não quer nem ouvir falar em relacionamento. A vida dos dois irá se cruzar e ambos terão que decidir se vale à pena arriscar em algo que os mudará para sempre.



Ler um livro da Bianca Briones é sempre uma delícia, a série Batidas Perdidas é uma das minhas preferidas e tenho um carinho muito especial por todos os personagens, quem conhece a série sabe o quanto esses personagens são inesquecíveis. Quando soube que o livro Em suas mãos faria parte do mesmo universo da série Batidas Perdidas corri para ler. 

Bianca Briones nos delicia com uma história encantadora e personagens tão cativantes quanto aqueles tão queridos que já conhecemos em seus livros anteriores. Luiza e André possuem personalidades bem diferentes que se completam, além dos dois serem muito dedicados a família. 

A narrativa é extremamente fluida e rápida, li o livro em um dia e meio e depois fiquei desejando mais da história. Bianca Briones possui uma escrita deliciosa que nos instiga e envolve do início ao fim da leitura. 

O livro é narrado em primeira pessoa com os capítulos alternados na visão dos protagonistas. Esse é um dos recursos de narrativa que eu mais gosto porque consegue retratar e transmitir ao leitor as emoções, pensamentos íntimos e sensações dos personagens com muito mais precisão.



Estou cada vez mais impressionada com o trabalho de diagramação e capa dos ebooks. A diagramação desse livro é muito fofa, cada inicio de capítulo tem um trecho de uma música, o que torna a leitura ainda mais deliciosa. Como li no kindle a fonte é super agradável porque dá para ajustar ao tipo e tamanho de sua preferência. 

Em suas mãos é uma leitura rápida, inspiradora  que encanta o leitor com o clima natalino que envolve a história. Já estou super ansiosa para os próximos livros da autora! Leitura mais do que recomendada para quem gosta de  um bom romance e new adult apaixonante e bem escrito. 




Lançamentos: Editora Arqueiro.


 Hey, leitores! Tudo bem?

Já começamos 2017 com o pé direito, lançamentos e novidades quentinhas para deixar nossos corações de leitores transbordando de felicidade. O destaque de hoje é para a Editora Arqueiro que está arrasando nas novidades, principalmente em relação aos romances de época, gênero que amo demais!

A Editora anunciou o lançamento de mais uma série da diva Julia Quinn e o melhor de tudo é que os quatros livros serão lançados simultaneamente em um box lindo e com brindes exclusivos para os fãs da autora. É muito amor, gente! Me diz se essa editora não é tudo de bom?! #arrasou 

Além dessa novidade linda, também teremos outros lançamentos super aguardados. Já estou empolgada com todas essas lindezas, haja dinheiro senhô!!! 

Vamos lá conferir tudinho! 😍


Ninfeias Negras é romance policial bastante premiado na França e pela sinopse que é bastante instigante dá para perceber o motivo do sucesso. Fiquei curiosa!
Meio Mundo é uma opção para quem gosta de aventura e fantasia.

Ninfeias Negras sinopse: Giverny é uma cidadezinha mundialmente conhecida, que atrai multidões de turistas todos os anos. Afinal, Claude Monet, um dos maiores nomes do Impressionismo, a imortalizou em seus quadros, com seus jardins, a ponte japonesa e as ninfeias no laguinho. É nesse cenário que um respeitado médico é encontrado morto, e os investigadores encarregados do crime se veem enredados numa trama em que nada é o que parece à primeira vista. Como numa tela impressionista, as pinceladas da narrativa se confundem para, enfim, darem forma a uma história envolvente de morte e mistério em que cada personagem é um enigma à parte – principalmente as protagonistas. Três mulheres intensas, ligadas pelo mistério. Uma menina prodígio de 11 anos que sonha ser uma grande pintora. A professora da única escola local, que deseja uma paixão verdadeira e vida nova, mas está presa num casamento sem amor. E, no centro de tudo, uma senhora idosa que observa o mundo do alto de sua janela.

Meio Mundo sinopse: Thorn Bathu não é uma garota comum. Mesmo tendo sido criada numa sociedade machista, ela vive para lutar e treina arduamente há anos. Porém, após uma fatalidade, ela é declarada assassina pelo mesmo mestre de armas que deveria prepará-la para as batalhas. Para fugir à sentença de morte, Thorn se vê obrigada a participar de um esquema do ardiloso pai Yarvi, ministro de Gettland. Ao lado dela se encontra Brand, um guerreiro que odeia matar, mas encara a jornada como uma chance de sustentar a irmã e conquistar o respeito de seu povo. A missão dos dois é cruzar meio mundo a bordo de um navio e buscar aliados contra o Rei Supremo, que pretende subjugar todo o Mar Despedaçado. É uma viagem desafiadora, em que Brand precisa provar seu valor e Thorn fará o necessário para honrar a memória do pai e se tornar uma verdadeira guerreira. Guiando os personagens por caminhos tortuosos em busca de amadurecimento e redenção, Joe Abercrombie mais uma vez nos maravilha com uma história grandiosa, que se sustenta sozinha por seu vigor, mas também dá continuidade à saga de Gettland e Yarvi. Finalista do prêmio Locus, Meio mundo deixará o leitor na expectativa do desfecho desta série épica.


 Adivinhem quais estou louca para ler! Isso aí mesmo que você pensou! Quem disse que eu resisto a um New Adult e Romance de Época? Estou super curiosa para conferir esses dois que me deixaram roendo as unhas com o final dos últimos livos. Estou com boas expectativas; Lisa Kleypas e Abbi Glines sempre arrasam. 

Ao seu Encontro sinopse: Há apenas alguns meses, um encontro inesperado numa casa em Rosemary Beach se transformou num romance de conto de fadas. Agora Reese está prestes a ir morar com Mase na fazenda dele, no Texas. Com o apoio e o amor da família do namorado e a recente descoberta de que ela mesma tem uma família com a qual contar, Reese pode enfim superar os horrores do passado e se concentrar no futuro promissor que a aguarda. No entanto, no que depender de Aida, isso não vai acontecer. A beldade loura e Mase foram criados como primos, mas logo fica claro para Reese que o amor da jovem por ele está muito longe do que se deveria ter por um parente. Ao mesmo tempo que Reese tenta entender a relação dos dois e não se sentir ameaçada, entra em cena Capitão, um estranho que parece estar, convenientemente, em todos os lugares que ela frequenta. Bonito, sensual, misterioso e dono de uma franqueza desconcertante, ele não tem medo de dizer o que pensa de Mase – nem como se sente a respeito de Reese. Enquanto a competição pelo coração de Mase e de Reese esquenta cada vez mais, algumas perguntas em relação ao passado dela começam a ser enfim respondidas, revelando verdades chocantes que vão mudar para sempre a vida do casal.

Escândalos na Primavera sinopse: Daisy Bowman sempre preferiu um bom livro a qualquer baile. Talvez por isso já esteja na terceira temporada de eventos sociais em Londres sem encontrar um marido. Cansado da solteirice da filha, Thomas Bowman lhe dá um ultimato: se não conseguir arranjar logo um pretendente adequado, ela será forçada a se casar com Matthew Swift, seu braço direito na empresa. Daisy está horrorizada com a possibilidade de viver para sempre com alguém tão sério e controlador, tão parecido com seu pai. Mas não admitirá a derrota. Com a ajuda de suas amigas, está decidida a se casar com qualquer um, menos o Sr. Swift. Ela só não contava com o charme inesperado de Matthew nem com a ardente atração que nasce entre os dois. Será que o homem ganancioso de quem se lembrava era apenas fachada e ele na verdade é tão romântico quanto os heróis dos livros que ela lê? Ou, como sua irmã Lillian suspeita, o Sr. Swift é apenas um interesseiro com algum segredo escandaloso muito bem guardado? Fechando com chave de ouro a série As Quatro Estações do Amor, Escândalos na primavera é um presente para os leitores de Lisa Kleypas, que podem ter certeza de uma coisa: embora as estações do ano sempre terminem, a amizade desse quarteto de amigas é eterna.


Uma carta de Amor e O caminho para casa vocês já conhecem. A Arqueiro está lançando os dois com novas capas, ficaram lindas né?! Vai ter novo lançamento da série Outlander em Fevereiro de 2107 para delírio dos fãs da série que estavam loucos pela continuação. Preciso voltar a ler a série, mas acho que vou dar continuidade só depois que todos forem lançados, assim sofro menos! hehehe

Uma Carta de Amor sinopse: Durante 18 anos, Jude pôs as necessidades dos filhos em primeiro lugar, e o resultado disso é que seus gêmeos, Mia e Zach, são adolescentes felizes. Quando Lexi começa a estudar no mesmo colégio que eles, ninguém em Pine Island é mais receptivo que Jude. Lexi, uma menina com um passado de sofrimento, criada em lares adotivos temporários, rapidamente se torna a melhor amiga de Mia. E, quando Zach se apaixona por ela, os três se tornam companheiros inseparáveis. Jude sempre fez o possível para que os filhos não se metessem em encrenca, mas o último ano do ensino médio, com suas festas e descobertas, é uma verdadeira provação. Toda vez que Mia e Zach saem de casa, ela não consegue deixar de se preocupar. Em uma noite de verão, seus piores pesadelos se concretizam. Uma decisão muda seus destinos, e cada um deles terá que enfrentar as consequências – e encontrar um jeito de esquecer ou coragem para perdoar.

O caminho para casa sinopseHá três anos, a colunista Theresa Osborne se divorciou do marido após ter sido traída por ele. Desde então, não acredita no amor e não se envolveu seriamente com ninguém. Convencida pela chefe de que precisa de um tempo para si, resolve passar férias em Cape Cod. Lá, Theresa encontra na praia uma garrafa arro- lhada com uma folha de papel enrolada dentro. Ao abri-la, descobre uma mensagem que começa assim: “Minha adorada Catherine, sinto a sua falta, querida, como sempre, mas hoje está sendo especialmente difícil porque o oceano tem cantado para mim, e a canção é a da nossa vida juntos.” Comovida pelo texto apaixonado, Theresa decide encontrar seu misterioso autor, que assina apenas “Garrett”. Após uma incansável busca, durante a qual descobre novas cartas que mexem cada vez mais com seus sentimentos, Theresa vai procurá-lo em uma cidade litorânea da Carolina do Norte. Quando o conhece, descobre que há três anos Garrett chora por seu amor perdido, mas também percebe que ele pode estar pronto para se entregar a uma nova história. E, para sua própria surpresa, ela também.


                       Quarteto Smythe-Smith Julia Quinn

                                  Lançamento: 8 de Fevereiro



                                            E esse box lindão! Já quero! 💗💗

 Eu amei as novidades, e vocês?

Beijos, e até logo!
                                                          


Ligeiramente Pecaminosos.


Autora: Mary Balogh
Editora: Arqueiro
Páginas: 272
Gênero: Romance de Época
Série: Os Bedwyns #05
Tradução: Ana Rodrigues
Avaliação:

                
           Skoob | Amazon | Saraiva
Desde que terminei a leitura de Ligeiramente Seduzidos fiquei louca com aquele desfecho e roendo as unhas pelo próximo livro da série. Assim que Ligeiramente Pecaminosos chegou por aqui tratei logo de catar o livro para ler.

A questão é que não sei se minhas expectativas estavam muito altas ou se tanta ansiedade me fez esperar algo surpreendente, mas o fato é que a leitura deixou uma sensação de que faltou algo para a história alcançar o ápice. 

Em Ligeiramente Pecaminosos acompanhamos a história de Alleyne Bedwyn o mais jovem dos homens da família Bedwyn. Quem leu Ligeiramente Seduzidos sabe o que aconteceu com Alleyne em plena Batalha de Waterloo. Depois dos acontecimentos do último livro encontramos Alleyne em um bordel sem ter a miníma ideia de como foi parar ali. 

Lá, ele conhece Rachel York a bela moça que cuida dele e por quem Alleyne fica cada vez mais interessado. Rachel se vê em uma situação bem difícil depois de ser enganada e roubada por um homem em quem confiava. Sem nada, ela encontra abrigo no bordel onde se torna amiga das outras moças. 

Cada vez mais envolvidos Alleyne e Rachel se unem para recuperar os bens roubados, além de tentarem um plano arriscado que os levará a descobrirem uma intensa paixão capaz de causar o maior escândalo em Londres. 


Depois de ter ficado com o coração na mão com o final de Ligeiramente Seduzidos, esperava uma narrativa arrebatadora e uma história bem mais movimentada, a sensação foi de que faltou mais intensidade e a trama não atingiu todas as minhas expectativas. 

A narrativa flui bem e a leitura é bastante rápida, mas a construção dos personagens ao meu ver deixou um pouco a desejar. Alleyne se mostra um personagem bem diferente do que já havia conhecido dele nos livros anteriores; senti falta do jeito divertido, original e espontâneo que vemos em Alleyne quando está junto aos seus irmãos. 

Rachel também não é uma mocinha empolgante, em alguns momento chega até ser cansativo acompanhar sua atitudes. Esperava uma mocinha mais intensa e marcante, pois já estava acostumada com mocinhas do tipo mais decididas.  

Quando a trama começou a tomar forma e o envolvimento dos dois começou a se desenvolver a leitura tomou um novo fôlego e eu me vi bem mais envolvida na história e nos acontecimentos. O destaque nesse livro fica para as amigas de Rachel, elas são divertidas e generosas e me arrancaram boas risadas com as encrencas em que se metiam. Cada uma delas apresenta uma característica que se destaca e as tornam um grupo que se completa. 

O livro é narrado em terceira pessoa com o foco alternado entre os protagonistas. Mesmo a história sendo um pouco mais morna e sem grandes surpresas, a leitura se desenrola facilmente e isso se deve a escrita deliciosa da autora. 



A diagramação é simples, mas agradável assim como os outros livros da série. As letras têm tamanho confortável, as páginas são amarelas e os capítulos bem distribuídos. Nem preciso disso que a capa é linda! 

Ligeiramente Pecaminosos não foi o melhor livro da série, mas sendo um romance de época é uma leitura prazerosa e emocionante à sua maneira. O desfecho é lindo, a família Bedwyn sempre consegue roubar a cena. Estou mais do que ansiosa para o último livro que trará Bewcastle como protagonista. Para quem gosta de romances de época o livro é uma boa dica de leitura! 




Fechando o Mês: Novembro, Dezembro + Meta!


 Hey, leitores! Tudo bem? 

É hora de fazer o tradicional balanço do mês e ver o que funcionou e o que não deu certo nesse ano que passou. Apesar de tudo 2016 foi um ano muito bom para mim e em se tratando de leituras foi melhor ainda; li muita coisa boa, me joguei em projetos que me proporcionaram conhecer obras incríveis. 

Foi um ano cheio de lançamentos maravilhosos, adquiri livros que desejava há bastante tempo, entre eles clássicos que são leituras indispensáveis. Se por um lado perdi grande parte do meu acervo pessoal, por outro aprendi a desapegar daqueles livros que estavam parados na estante e que não tinha mais interesse em ler. Me desfiz de muita coisa que está prontinha para conquistar novos leitores. 

Planos e novos projetos é o que não falta para 2017! Espero que seja um ano cheio de novidades, leituras ainda melhores, muito aprendizado e novas conquistas para todos nós! 

Vamos lá conferir o balanço dos últimos meses de 2016 e como ficou a meta do ano. 

📚 Lidos no mês:


Leituras de Novembro:

1. Ligeiramente Pecaminosos
2. A Mansão dos Segredos. [ebook]
3. Gabriel (trilogia Saintes #01) [ebook]
4. Noiva Desafiadora [ebook]
5. Seduzida por um guerreiro escocês [ebook]
6. O mais desejado das Highlanders [ebook]

Leituras de Dezembro:

7. Chamas do Passado
8. O Erro
9. Sorrisos Quebrados [ebook]
10. O Senhor da Fronteira [ebook]
11. Paixão Inesperada [ebook]
12. Em suas mãos [ebook]
13. Rebeldia [ebook]
14. Dissoluto [ebook]
15. Madame Bovary

📚 Resenhas: Novembro e Dezembro.


📚 Lendo Agora:

O ano está só no início, mas como eu já tinha várias leituras em andamento estou lendo um pouco de cada livro e vendo qual me prende mais. Até agora todas as leituras iniciadas estão fluindo bem. Comecei Morgesntern e a história já me conquistou, que livro delicioso! Estou lendo também O Anjo e a Fera, uma história baseada em A Bela e a Fera, esperava um pouco mais da leitura, mas vamos ver se melhora até o final. Iniciei também O Despertar do Lírio, único livro da Babi que ainda não tinha lido; já sei que vou me apaixonar! Em breve trago comentários e resenhas para vocês. 


📚 Comprei em Novembro e Dezembro:

Quem acompanha o blog no Instagram viu que eu aproveitei tudo quanto foi promoção de fim de ano. Exagerei um pouco, mas estou satisfeita com todas as aquisições porque foram livros super desejados em 2016. Quando a Amazon faz promoções não tem como resistir. 

                     
Esses foram os livros que comprei na Black Friday. Os da esquerda comprei na Amazon e os da direita foi um super achando que estava em um ótimo preço e com frete melhor ainda, comprei na Saraiva depois de muito tempo sem comprar por lá. 


Esses foram os último que comprei no ano. A Amazon fez várias ofertas relâmpago dos livros da Cosac Naify, eu já desejava há bastante tempo e sempre adiava a compra porque os livros da editora sempre foram muito caros. Desta vez aproveitei para comprar logo porque nós sabemos que eles não vão estar disponíveis por muito tempo. 

Ainda tem alguns outros da Cosac que quero muito, mas vou precisar esperar um pouquinho para comprar! hehehe

📚 Chegou das Editoras: Arqueiro e Record.


 Esses foram os livros que chegaram das editoras. Em breve resenha de todos aqui no blog!


Recebi também as duas últimas edições 2016 da Tag Experiências Literárias. Me tornar assinante da TAG foi uma das coisas mais legais de 2016. E ainda chegou o livro Um Novo Amanhã que ganhei em um sorteio pela ação do mais novo lançamento (Acho que Cresci) da nossa parceira querida Neiva Meriele. 


Outra coisa que mudei também em 2016 foi comprar ebooks; esses aí foram os ebooks que comprei em Novembro e Dezembro. Eu leio muito no kindle, mas sempre usei mais o Unlimited ou pegava os ebooks que a Amazon disponibiliza gratuitamente; eu acho o preço dos livros digitais ainda bastante caros. 

Mas como eu percebi que há livros que desejo ler, mas não faço tanta questão de tê-los na estante decidi que é uma boa, aproveitar os descontos e adquiri-los em formato digital. Ainda sou pão dura para comprar ebooks, garimpo bastante e só compro quando encontro um desconto muito bom! hahaha

                                 Vamos falar de Metas!!!

 A meta que eu havia estabelecido para 2016 era ler 110 livros no ano. Cheguei bem perto e li 86 livros em 2016. Claro que queria ter batido a meta, mas estou muito satisfeita com todas as leituras que fiz no ano. 

Passei por algumas ressacas literárias que me atrapalharam bastante e houve meses que não consegui ficar na minha média de leitura, mesmo assim o que mais me deixou satisfeita foi ter lido tanto livro bom, ter tido a oportunidade de conhecer o trabalho de autores que ainda não conhecia. Foi um ótimo ano de leituras! 

Para 2017 vou estabelecer a meta de 100 livros para ver como me saio desta vez. Vai dar mais ou menos 8 livros por mês que é o que consigo atingir com conforto. Continuo também com os projeto de Literatura Clássica e Agatha Christie e estou com boas expectativas para os dois. 

Então pessoal, esse foi o balanço dos últimos meses de 2016. Espero que tenham gostado do post! Desejo um 2017 cheio de realizações, conquistas e muitas leituras excelentes. Espero vocês por aqui!! 💗💗

Beijos, e até logo!
                                                            



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© FASCINADA POR HISTÓRIAS - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo